Grandes Nomes da Ciência: Ada Lovelace

Igreja das Filipinas toma na cabeça e manda fiéis para site de travesti
Neurônios agora têm controladores de tráfego

O poeta toma no braços sua maior obra. De todas as suas composições, a textura, suavidade, delicadeza e o perfume exalado eram incomparáveis. O poeta recoloca  o bebê no berço e o olha com indisfarçável afeição, mesmo sendo uma pessoa dissoluta, que tanto vagou pelo mundo encantando leitores e causando dor à sua esposa.

O bebê de sangue nobre e branquinho, repousando naquele berço, estava envolto em sonhos, mas nenhum desses sonhos chegava perto das realizações que aquela criança faria ao passo de alguns anos. Aquele bebê se tornaria um dos maiores expoentes da história da computação e seu nome ficou imortalizado e conhecido por vários homens e mulheres no decorrer de séculos. Aquele bebê era Ada Lovelace.

George Gordon Byron foi o 6º barão de Byron de Rochdale e um dos maiores ícones da literatura inglesa. Ficou mais conhecido por Lord Byron, apesar de ter havido outros lords Byron escritores; mas George Gordon, muito certamente, foi o melhor deles. Sua vida daria uma imensa novela mexicana, com mulheres e mais mulheres à sua volta, devotando-se na paz do Senhor de tudo o que o dinheiro poderia lhe proporcionar.  Contam as fofocas que ele não livrou a cara nem da meia-irmã, e isso era um escândalo sem precedentes (se bem que naquela época tudo virava escândalo, o que ajudava a vender suas obras).

Byron enamorou-se de Anne Isabella Milbanke, com quem se casou (garantindo a ela grandes dores de cabeça por sua vida libertina). Em 10 de dezembro de 1815, o mundo foi brindado com o nascimento de Augusta Ada Byron, a única filha legítima que o safadeenho lord Byron teve. Era uma criança normal, como tão normal uma criança podre de rica poderia ser. No ano seguinte ao nascimento de Augusta Ada, sua mãe se cansou de vez das estripulias de Byron e ralou peito com a filha. Augusta não encontraria mais seu pai, o qual faleceu quando ela tinha nove anos.

Charles Babbage nasceu em 26 de dezembro de 1791. Ele foi matemático, filósofo, escritor, inventor e engenheiro mecânico. Pouca coisa. Ah, sim, ia me esquecendo: ele não fez nada de muito especial, só criou uma máquina que servia para pouca coisa: fazer contas. A máquina calculadora de Charles Babbage inicia uma nova era no mundo: a era da Computação.

Muitos podem contestar isso dizendo que os gregos já tinham a Antikytera, e chineses e árabes já dispunham de  máquinas calculadoras. É difícil analisar as coisas sem uma perspectiva. Babbage pode não ter sido o primeiro a ter criado uma máquina calculadora, mas a sabedoria grega tinha se perdido e ainda hoje estamos redescobrindo muita coisa deles, já que Júlio César fez o favor de atear fogo em barcos e este fogo atingiu a Biblioteca de Alexandria. Mais tarde, os seguidores de Cirilo, enciumados com a estupidez alheia, resolveram terminar o serviço e destruíram a Biblioteca por completo.

Babbage partiu de seus próprios conhecimentos, por que ao que se sabe, Babbage não buscou inspiração em fontes mais antigas. Sua inspiração veio de uma tabela de logaritmos, que ele sabia muito bem ter sérios erros, já que Babbage era um excelente matemático. Em 1812, 3 anos antes dos Céus nos darem o brilhantismo em forma humana, Babbage estava sentado imerso em pensamentos, quando lhe ocorreu a ideia de automatizar contas e tabulá-las por meio de um dispositivo mecânico. Uma ideia idiota e provavelmente fadada ao fracasso. O problema reside que Babbage era meio teimoso e não aceitava impossibilidades como definitivas. Talvez, por isso, Babbage tenha realmente construído aquela máquina.

O sistema de produção em série de Henry Ford só apareceria uns 100 anos depois da ideia de Babbage, mas o que ele fez foi exatamente isso: automatizou um processo de contas em série, de forma a agilizar cálculos, sem perder a precisão. Na época, a tediosa tarefa de produzir tabelas com relações matemáticas era feito por homens chamados "Computadores", já que eles computavam todas as relações matemáticas e escreviam as tabelas necessárias; pode-se dizer que as famílias daqueles homens foram as primeiras a terem um computador pessoal, os primeiros PC domésticos. Como bons humanos que eram, eram fadados a falhas e foi baseado nessas falhas que Babbage teve a ideia de criar um Computador Mecânico. Charles Babbage tinha criado várias máquinas, cada uma com uma utilidade diferente. Enquanto uma fazia contas com diferenciais, outra fazia com integrais e se você quer conhecer o inferno na Terra, experimente estudar Cálculo Diferencial e Integral, só perdendo pra Geometria Analítica (embora não haja consenso sobre esta relação).

Augusta Ada cresceu da mesma forma como seu intelecto, mas sua saúde não acompanhou. Era uma menina doente, que sofria de terríveis dores de cabeça, as quais hoje sabemos serem enxaquecas. Ela chegou a ficar paralisada da cintura pra baixo por algum tempo,  por causa do sarampo e só alguém realmente dura na queda para sobreviver a todas essas doenças, em pleno século XIX (ter dinheiro e acesso aos melhores médicos e medicamentos também ajudava). Augusta Ada era esse tipo de pessoa. Ela prosseguiu em seus estudos, apesar de suas doenças. Sua mãe achava que tinha que purgar a filha das loucuras de seu pai e, por causa disso, achou que o melhor era um sólido ensino de Matemática, o que foi responsável por hoje estarmos comemorando seu nascimento.

Em 1845, Augusta Ada se casou com sir William King, 8º Duque de King, um perfeito exemplo de trocadilho nobiliárquico. Assim, Augusta Ada recebe o título de Mui Honorável Condessa de Lovelace, sendo conhecida desde então por Ada Lovelace. Ada Lovelace, antes de receber seu título, era brilhante por si só. Ela já tecia conversas com intelectuais da linha de Mary Sommerville, Charles Dickens e um homem tímido sem nenhuma formação especial de nome Michael Faraday. Muito melhor que a máquina analítica de Babbage, o cérebro de Ada Lovelace viu além das fronteiras, além do tempo e compreendeu antes de todo mundo (e imagino antes do próprio Charles Babbage) e potencial daquela máquina, e se deu ao luxo de criar um algoritmo capaz de calcular uma sequência de Números de Bernoulli. Este foi o primeiro programa jamais criado, o início de uma era.

O mundo evoluiu. As antigas máquinas computadoras mecânicas deram lugar aos sistemas digitais. Sem o início de tudo, Alan Turing não teria tido o avanço que ele teve e — vai se saber — talvez os Aliados não tivessem ganho a 2ª Grande Guerra.

Ada Lovelace mostrou que o lugar de uma mulher até pode ser uma cozinha, se você chamar o lugar onde ela preparou uma iguaria computacional de "cozinha". Na cozinha de milady Ada King não entravam garfos e talheres, mas fórmulas e equações. E por seus feitos, milady de Lovelace foi homenageada emprestando seu nome à linguagem de Programação Ada, de tipagem estatística. O manual de referência para a linguagem foi aprovado em 10 de dezembro de 1980, e recebeu o código MIL-STD-1815, em homenagem ao ano de seu nascimento.

As Leis da Matemática executam o que sempre serviram para executar, da mesma maneira que as Leis da Química, as leis que controlam como substâncias se combinam, podendo fazer aparecer um gene que codificará uma proteína responsável por muitos benefícios… ou malefícios. No caso de Ada Lovelace, a Natureza foi-lhe impassível, pouco se importando com o impacto de suas realizações. Ada Lovelace faleceu de câncer uterino no dia 27 de novembro de 1852, aos 36 anos, sendo sepultada ao lado de seu pai, na Igreja de St. Mary Magdalene, em Hucknall, Nottingham. Dois dos maiores gênios que a Inglaterra teve, cada um em sua área de trabalho.

O dia de hoje deve ser de respeito prestado por cada um de nós que escreve num editor de texto, usa uma planilha eletrônica ou desenvolve softwares para o Controle de Missão da NASA. Esperar que arrastadores de mouse que só sabem ver perfis em redes sociais entendam a importância de uma mulher inglesa no longínquo século XIX é esperar demais. Independente disso, Augusta Ada King, Honorável Condessa de Lovelace, par do Reino, nobre, cientista, mulher, matemática, gentil dama da sociedade, ainda será lembrada como um dos Grandes Nomes da Ciência.

Ada.Text_IO.Put_Line("Descanse em paz, Ada. Obrigado por ter existido!");

Igreja das Filipinas toma na cabeça e manda fiéis para site de travesti
Neurônios agora têm controladores de tráfego

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!

  • Altair5

    Homenagem merecida,se o trabalho dela e de Babbage tivesse sido continuado o computador teria surgido já naquele século,infelizmente este trabalho conjunto caiu no esquecimento e quando foi recuperado em 1953 já existiam os modernos computadores digitais programáveis,são as idas e vindas da ciência…

  • Tales Miranda

    Eu, como programador, já tinha pesquisado sobre ela. Olhando suas as anotações (que podem ser encontradas em vários lugares, como aqui: http://www.fourmilab.ch/babbage/sketch.html), além dos programas em si, ela foi capaz de prever que a máquina ia extrapolar a matemática, inclusive ela dá o exemplo de sintetização de musica por computador.

  • steve_br

    André olha só cara, seu site foi parar na Desciclopedia!

    http://desciclopedia.ws/wiki/Privado:Ceticismo.net

    Administrador André respondeu:

    O Ceticismo.net é uma sessão de lambe-sacos criada por um professor maluco de Química.

    E-hey! É nóis!

    Esse site é a maior sessão de pucha-sacos da Internet, pois se você discordar da boneca feita de açúcar(…)

    Res ipsa loquitur.

    Podem falar mais. Meu salário foi depositado, meu 13º foi depositado e minhas férias já estão na conta. Podem continuar escrevendo oque quiserem que isso até divulga o site, deixando os retardadinhos mais putos ainda. :mrgreen:

  • steve_br

    André Carvalho, desculpa eu te incomodar, mas você é MUITO FODA CARA!
    Sem brincadeiras, quando eu for pro RJ eu quero te encontrar e te pagar uma bebida pra nós trocarmos umas ideias, você é muito maneiro!
    Cara, queria ser seu amigo, sério, só queria uma oportunidade pra ser seu amigo, você não me passa o skype cara?
    Mano, você é demais, meu sonho é ser seu amigo.

    Administrador André respondeu:

    1) Desculpe, não quero ser amigo de ninguém.

    2) Não passo skype pra ninguém, me reservo no direito a me manter minha privacidade.

    3) Eu sei que sou demais, mas não sou padeiro nem prima para realizar sonho de ninguém. Eu vivo muito bem sem ter stalker na vida.

    steve_br respondeu:

    @André, 😥 Poxa André, então você não gostaria de pelo menos participar do fórum http://realidade.org ? Tem vários céticos e nós gostaríamos de sua presença naquele site para debater várias questões. Pelo menos dê uma olhada como é o fórum, e diga o que achou!

    Bem, de qualquer forma parabéns pelo site, e nunca pare com ele.
    Valeu!

    Administrador André respondeu:

    Não, meu filho, não quero participar de foruns e sequer me darei ao trabalho de ir até lá. Chama o Dawkins, o Dennet ou qq outro. Sério, vcs são muito inconvenientes implorando que eu participe deste ou daquele lugar. Quero ficar em paz no meu blog e pouco me importo com o que falam de mim por aí.

    E pare de desviar o assunto do meu artigo!

    Leandrus Felix respondeu:

    @André,

    Acho que ele gostou de você…….

    Administrador André respondeu:

    Pode levar pra vc. Quero não, posso não, minha mulher não deixa não.

  • Mari.

    Antes de tudo, os links dos números de Bernoulli e da programação Ada deveriam ser iguais mesmo ou diferentes? Achei estranho serem iguais :/ mas vai que eu não entendi.

    E por causa disso fui procurar mais referências a linguagem Ada porque eu juro já ter ouvido em algum lugar e então descubro que é usada bastante em softwares de aviação 😀 sabia que conhecia!
    E até que a wikipedia brasileira fez um artigo decente! Not bad.

    Mari. respondeu:

    @Mari., Esqueci! Em todas as imagens, sejam pinturas ou desenhos, Ada Lovelace parece ter sido uma mulher muito bonita (o que para os padrões de pintura da época e até mesmo a aparência física da época, causa discordância). Vai ver puxou do pai ;D

    Administrador André respondeu:

    Não deveria, mas agora que tá lá…