Que livro você faria questão que outras pessoas lessem?

Eu vi esta pergunta rolar pelas redes sociais estes dias. Sim, que livro sugerir? Dom Casmurro? Grandes Sertões Veredas? Algo daquela chata da Clarice Lispector? Vi sugerirem “O Mundo Assombrado pelos Demônios”, de Carl Sagan, na tola e vã ideia que as pessoas teriam pensamento crítico.

E foi aí que eu ri.

As pessoas vivem em bolhas e acham que suas realidades são a mesma do resto do mundo. Tipo que eu vi “ah, mas se distribuir máscara PFF2 nos ônibus, ajudará a combater a pandemia”. Um pensamento primoroso. Só que uma máscara de pano custa 5 a 10 reais e você usa, lava, usa, lava, usa, lava. E o certo da PFF2 é usar por duas horas. No máximo, o dia inteiro. De noite, seria para jogar fora e ter uma zero bala no dia seguinte. Eu não sei se vocês sabem, mas muitas pessoas não têm dinheiro assim sobrando.

Não apenas isso, eu tenho visto que, nos ônibus, a larga maioria chutou o balde e não está mais usando máscara. Só uns 10%, sendo que metade desses está com a máscara no queixo. Quem mais está usando máscara são os idosos, que estão vacinados, enquanto os jovens, que não receberam a vacina ainda, estão de boas sem máscara. Sim, eu sei que jovem tem que acabar, o problema é que eles levam pessoas junto. Enquanto jovem estiver se ferrando e não pessoas, eu nem ligaria.

Outro ponto risível é achar que dar O Mundo Assombrado pelos Demônios vai mudar a mentalidade de alguém, tipo aquela médica que coloca um esparadrapo no umbigo. As inúmeras colunas de astrologia e outras bobagem no jornal e uma curta seção de Ciência mostra que os jornais sabem muito bem o interesse das pessoas. Elas podem até ler o livro do Carl Sagan (duvido), mas vão achar que está tudo errado ali, ainda frequentarão homeopatas, passarão por seções de Reiki, consultarão cartomantes e acreditarão que coronavírus não existe.

Aceitem, as pessoas são estúpidas e não se pode fazer muito para elas, que já perderam o cérebro no decorrer da vida. Dar um livro para elas não vai mudar nada. Essas criaturas sequer sabem ler; e se leem, não entendem. Por isso, minha sugestão foi: Dicionário. Sim, as pessoas deveriam começar a ter um vocabulário melhor. Em segundo lugar, um livro de gramática e um estudo intensivo de interpretação de texto. De repente, mudamos a situação que apenas 8% da população tem condições de ler e interpretar textos.

Porque, no final das contas, o importante é saber ler. O resto já está escrito.

5 comentários em “Que livro você faria questão que outras pessoas lessem?

  1. Já trabalhei com público, muitos nem se quer leem ou se dão o trabalho de ler uma frase e nem sabem interpretar um parágrafo.
    Há um boom de se relegar a leitura para assistir vídeos explicativos, as pessoas nem se quer mais se dão o trabalho de ler pequenos textos na rede, tem que ser do nível twitter para baixo.

  2. Muitas vezes eu recomendo Encontros com Homens Notáveis, do George Ivanovich Gurdjieff. Não quero salvar as pessoas de suas crenças, só quero fazê-las raciocinar.

  3. Eu recomendo gibis da Turma da Mônica, tem gente precisa crescer antes de ler livros, então, nada melhor do que um título à altura!!!…

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s