Pseudopesquisa diz que quem vê filmes de zumbi se dá melhor em pandemias

Eu gosto de excelentes ideias trazidas pelo puro suco da falta do que fazer aliado à necessidade de gerar publicações científicas, pouco importando se fazem sentido ou não. Um exemplo disso é a pesquisa que estabeleceu que pessoas que curtem jogos e filmes de zumbis estariam mais preparadas para a pandemia de COVID-19, coronavírus, corona vírus ou coronga mesmo.

Correndo atrás de cérebros corongados, esta é a sua SEXTA INSANA!  Continuar lendo “Pseudopesquisa diz que quem vê filmes de zumbi se dá melhor em pandemias”

Voz dos Alienados 106

Ah, ouço o cantar dos pássaros, a brisa suave e a insânia generalizada por causa de um bando de idiotas que insistem em escrever suas grandes bobagens. Isso é música para os meus ouvidos e poesia para os meus olhos. A maravilha de alguém bem ruinzinho como eu que até deixaria o pessoal sem passar ridículo, mas como eu nunca disse que prestava, vamos a mais um…

VOZ DOS ALIENADOS!

Continuar lendo “Voz dos Alienados 106”

Cadê os blogrolls?

Eu não tenho blogrolls. Onde estão meus blogrolls? Se você lê blog há um tempinho já sabe do que estou falando. Se não sabe, eu explico: Todos os blogs (descansem em paz) costumavam ter uma listinha de blogs que recomendavam, normalmente, com temas afins ao seu próprio blog. Os blogs morreram embora alguns tenham resistido. Continuar lendo “Cadê os blogrolls?”

O vento que venta lá…

Uma coisa que as pessoas não entendem é que uma conquista pode muito bem valer para os dois lados, principalmente quando se quer um equilíbrio entre os dois lados. Pessoal está indignadíssimo com a França, e isso porque ela criou uma lei criando igualdade entre os gêneros, sob pena de multa quem não obedecer, levando à irônica ação de multar a prefeitura de Paris por privilegiar mulheres.

Pelo visto, ventou cá, também. Continuar lendo “O vento que venta lá…”

Eu queria ter a imensa autoestima de algumas pessoas

Sim, eu queria. Não que eu seja humilde, mas até mesmo eu e minha proverbial arrogância – da qual me orgulho – temos limites. Limites e noção! O mesmo não parece ser o caso do Josênio. Ele mora em Guaraí, e registrou um BO contra quem ele acusa de ter feito algo absurdo.

O criminoso é Albert Einstein. O crime é a Teoria da Relatividade.

Continuar lendo “Eu queria ter a imensa autoestima de algumas pessoas”