Que livro você faria questão que outras pessoas lessem?

Eu vi esta pergunta rolar pelas redes sociais estes dias. Sim, que livro sugerir? Dom Casmurro? Grandes Sertões Veredas? Algo daquela chata da Clarice Lispector? Vi sugerirem “O Mundo Assombrado pelos Demônios”, de Carl Sagan, na tola e vã ideia que as pessoas teriam pensamento crítico.

E foi aí que eu ri. Continuar lendo “Que livro você faria questão que outras pessoas lessem?”

Escrevendo certo com comentaristas tortos

Escrever é tão simples ou tão complicado quanto se queira. O importante é passar a mensagem, correto? Errado! Alguns estudiosos da Teoria da Comunicação dizem que se uma mensagem é passada e esta não é compreendida pelo receptor, a culpa é do emissor da mensagem. Mas isso é uma forma simplista, ridícula e irresponsável de se referir a um processo que de simples não tem nada e mesmo assim a obviedade da mensagem não é compreendida, porque muitas vezes o receptor é… como direi de forma erudita e de acordo com um processo analítico e acadêmico?… um boçal semianalfabeto.

Eu vivo passando por situações assim e não é nada agradável. Fora não ser agradável, é realmente exasperante vir "gente’ dizendo como eu devo passar uma mensagem mais que óbvia. Mas, claro, em tempos de coitadismo e ignorância, não podemos esperar outra coisa. Mas do que diabos eu estou falando?

Continuar lendo “Escrevendo certo com comentaristas tortos”

Ler desde cedo faz crianças serem mais inteligentes. Me diga a novidade!

Todo mundo quer seus filhos mais inteligentes (a não ser pais burros). A questão é: COMO? Bem, além do fator genética, uma nova pesquisa aponta que pode-se melhorar a inteligência de crianças, colocando-as para ler desde cedo. Quanto mais cedo (e em maior quantidade) as crianças lerem, mais espertas serão.

Mas isso não me convenceu muito.

Continuar lendo “Ler desde cedo faz crianças serem mais inteligentes. Me diga a novidade!”