CREMESP diz “foda-se você e seu parente no hospital”

Meu pai esteve doente no final do ano passado. Uma série crise renal o fez ficar internado. Seus níveis de eletrólitos não estavam altos. Estavam altos pra caralho! Algo como dez vezes mais do que deveriam estar. Ele ficou internado e eu não pude visita-lo, porque o hospital estava lotado com casos de coronavírus. No máximo, os médicos saíam para falar com os familiares que estavam do lado de fora e que também não podiam visitar seus parentes. A única forma que eu pude falar com ele foi através de vídeo-chamadas feitas pelo celular da equipe médica. Segundo meu pai, foi assim que ele conseguiu suportar os dois meses lá, passando natal e réveillon longe da família.

Por sorte, não moro em São Paulo. Segundo o CREMESP, fazer vídeo-chamada viola o direito à dignidade dos pacientes. A pessoa só fica digna quando fica abandonada num leito de hospital, sem poder falar com ninguém. Ok, né?

Os incríveis profissionais do CREMESP divulgaram parecer que mantém uma regra de 2016 que diz que o paciente fodido cheio de aparelho e o cacete a quatro tem que ter sua dignidade preservada porque o sigilo médico-paciente sofreria um sério dano, mesmo o paciente QUERENDO fazer a porra da vídeo-chamada do caralho.

Pouco importa se seus parentes estiverem com COVID e com uma tênue perspectiva de melhora. O que importa é o estado psicológico e o estado psicológico do paciente não vai melhorar em merda nenhuma se fizer a vídeochamada. Um absurdo, um disparate, um despautério, uma ignomínia, uma sólida putaria! Como OUSA o paciente querer ver o rosto dos filhos, falar com seus netos ou bisnetos? Ele tem que estar lá, protegido, com oxigênio… não, péra. Oxigênio não é uma garantia. Nem medicamentos de sedação. O importante é ele estar lá, incomunicável.

Quem tem direito a falar com os parentes são criminosos, assassinos de criancinhas pequenas, psicopatas, traficantes e toda escória da humanidade, podendo até ter visita íntima e poder dar uma trepadinha na faixa. Pacientes com risco de morrer? Nah! Não é-lhes garantido isso. Temos que garantir o que é melhor para eles, como encher o cu com nebulização de cloroquina. Isso sim, pode. Afinal, você não tem dinheiro para dar presentes caros como viagens e cruzeiros para os integrantes do CREMESP, mas as fabricantes de cloroquina podem. Foda-se você, irmãozinho!

Meu pai? Está bem agora. Já tomou as duas doses de vacina anti-coronga, seus eletrólitos estão ótimos e nem diálise precisa fazer. Obrigado a todos os médicos que cagam e andam para estas normativas retardadas criadas pela escória que finge se importar com paciente, mas está pouco se fodendo, achando de boas aplicar forcinhas mágicas tipo Reiki ou tratar com água pura da homeopatia.


Fonte: CNN BR

7 comentários em “CREMESP diz “foda-se você e seu parente no hospital”

  1. Folgo em saber que seu pai está bem e já se imunizou contra essa bactéria filha da puta. Faço votos de que continue com saúde por muitos anos. =)

  2. Que bom que o seu papai agora está bem.

    E eu ia falar desse episódio lamentável do conselho de “medicina” querer empurrar goela abaixo a cloroquina. Bom, se tem uma coisa que o coronga prestou foi para mostrar que os conselhos de “medicina” só querem saber da anuidade (como se os outros também não fossem do mesmo jeito).

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s