Pesquisas doidas e pesquisadores óbvios são diversão garantida

Eu estava vendo algo para postar. Daí dei de cara com algumas pesquisas que seriam dignas do igNobel. outras que são interessantes, mas “meh”. Eu não achei efetivamente nada que merecesse muito a minha atenção, então eu pensei: hoje é sexta, vamos descontrair e ler o que alguns malucos andam escrevendo por aí.

Sexta insana? Sim, ESTA É A SUA SEXTA INSANA!

Vamos começar com uma pergunta:

Por que não perna-de-três na Natureza?

Por que os animais não tem três pernas? Só em número par? Sim, seu gaiato, eu sei a gracinha que você está prestes a fazer. Guarde pra você. Tecnicamente, a opção pela simetria bilateral é inevitável, mas alguns animais procuram usar algo como se fosse uma terceira perna (não, isso não), como a cauda, por exemplo. Mas, por que será mesmo que não há um cágado com três pernas? Uma das alegações é o Fenótipo Proibido MUAAAAAAAHAHAHAHAHA, parecendo algum filme de SciFi de terror dos anos 50.

A pesquisa foi publicada no periódico Bio Essays

Eu acho que vi um gatinho, mas não vi um gatinho

Mais uma grande pesquisa sem sentido sobre a droga do gato do Schrodinger, uma forma debochada que ele usou para troçar da Mecânica Quântica. Ainda enchem o saco com uma zueira, levando aquilo a sério. Bem, este é mais um gasto de papel cheio de contas, porque é mais ou menos pra isso que Física Quântica serve: acabar com as árvores e causar caos ecológico ao gastar papel fazendo contas.

A pesquisa foi publicada no New Journal of Physics.

Praia é mó maneiro!

Uma pesquisa com viés de análise psicológica determinou que pessoas morando próximo do mar são mais felizes. O pesquisador chegou nesta conclusão porque as pessoas estão perto do céu azul e o azul da cor do mar. Não, ele não associou que quem mora à beira mar tem mais dinheiro, e ter mais dinheiro dá uma ajudinha no quesito felicidade, já que morar em Gramacho, de frente pro azul da cor do escoto da vala negra não faz ninguém feliz. Acho que todo camelô da praia da Barra da Tijuca, Copacabana, Ipanema e Leblon são pra lá de felizes.

Essa pesquisa foi publicada no periódico Sustaintability

Queimar pneu na Indonésia faz uma mariposa assaltar alguém na Europa

Uma pesquisa um tanto quanto esquisita associa aumento de poluição om índices de violência. Isso até poderia ser um item do excelente Spurious Correlations, em que o cara pega dois eventos nada a ver e mostra que o gráfico das variações são, senão iguais, bem parecidos. Eu queria saber como assim poluição aumenta a violência? Onde tem muita árvore não acontece crimes pois os Ents não permitem? Eu sinceramente não estou entendendo!

Ah, tá. Ia me esquecendo. Não pode ozônio também. Bóra destruir aquela camada maldita!

A pesquisa foi publicada no periódico Journal of Environmental Economics and Management

E para finalizar, o meu favorito:

Pessoas que bebem mais bebidas muito açucaradas têm mais risco de desenvolver diabetes tipo 2

THANK YOU, MR. DATA!

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s