Religião da Paz condena homem por blasfemar no facebook

Xamãs fazem feitiço do peru pros EUA e Coreia do Norte ficarem amiguinhos
Parker Solar Probe investigando o nosso Sol

Eu gosto da ideia que o Brasil é o pior lugar para se ser mulher, é o país que mais mata homossexuais no mudo, vivemos sob um Golpe de Estado e as pessoas são intransigentes. Bom mesmo são os países islâmicos, já que muçulmanos são os verdadeiros feministas, têm um grande respeito às liberdades individuais e jamais insultam outras religiões.

Infelizmente, esqueceram de avisar isso no Paquistão, em que um homem chamado Taimoor Raza foi condenado à morte por blasfêmia.

O equivalente ao Procurador de Justiça lá no Punjab, Shafiq Qureshi, disse que as forças locais de contra-terrorismo prenderam Raza no ano passado depois de receber uma queixa de que ele estava mostrando pessoas em um material ofensivo num terminal de ônibus em seu smartphone.

Vou repetir: para eles, TERRORISMO é mostrar imagem na tela do celular. Tá bom pra você?

O promotor disse que Raza havia publicado outro material blasfemo no Facebook, e pela lei anti-blasfêmia do Paquistão, aquele lindo lugar que eu farei de tudo nessa vida para não colocar os pés, a pena é severa, no sentido severo de passar o cerol no sujeito.

A advogada de defesa, Rana Fida Hussain (que já começa mal vista por ser mulher, afinal, Islã, né?), disse que Raza fez o que as redes sociais foram criadas para se fazer: se meteu num bate-boca no Facebook sobre o Islã. Acabou que o outro sujeito era oficial do departamento de contra-terrorismo. Claro, rolou carteirada.

O Paquistão é outro lugar tosco que os muçulmanos discutem quem é muçulmano mais escocês, já que fica uma briga entre xiitas e sunitas, da mesma forma que católicos e protestantes saíram na porrada por séculos (e ainda hoje se estranham). Muçulmanos são aquele pessoal que chega atrasado na festa e quer dizer pro DJ o que tocar, quando tá todo mudo indo embora.

O que vai acontecer com Taimoor? Bem, eu tenho quase certeza que ele vai se ferrar muito e ninguém dará a menor bola. Caso contrário, será islamofobia, xenofobia e desrespeito à cultura alheia.

Temos que respeitar os coitadinhos… mesma coisa com cracudo: todo mundo adora, todo mudo defende; mas só quando estão a quilômetros longe de seus defensores, que trocam de calçada se virem um andando em sua direção. ONUY não fará nada nem ninguém. Ninguém liga pro Taimoor, e ele será mais uma triste estatística de um governo bárbaro, digno dos piores momento da Idade das Trevas.


Fonte: Russia Today

Xamãs fazem feitiço do peru pros EUA e Coreia do Norte ficarem amiguinhos
Parker Solar Probe investigando o nosso Sol

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!

  • Juh

    Mas não são eles que dizem ser paz e amor? Que estranho.

  • Juh

    Oh, agora faz todo sentido, eles são da paz, mas nós agnósticos/ateus/não-muçulmanos em geral somos o mal encarnado.