Casal gay deu sorte e foi condenado a chibatadas na Indonésia

Para conter Polícia Federal, apela-se para trabalho de macumba
Muçulmano que não é escocês mata pessoas em atentado

Muitos concordam que o Brasil é o pior país para se mulher ou homossexual. Claro, some-se ao fato do título que você deve estar estranhando, mas é isso mesmo: os caras deram sorte, já que normalmente a pena por homossexualismo é a morte nos países islâmicos, que são teocráticos, isto é, têm o Alcorão como lei principal, e o Alcorão manda passar o rodo. Tomar umas chibatadas no lombo até que sai barato se a alternativa é decapitação ou ser atirado do alto de um prédio.

A Indonésia é o maior país islâmico do mundo, com 254 milhões de habitantes, sendo a maioria muçulmana. Na década de 1950, o movimento Darul Islam (ou “A Casa do Islã”, em português) orquestrou uma rebelião violenta, só que ele foi sufocado (juntamente com a ala moderada) pela ditadura indonésia da época. Não, ali não ia ter essa de levante muçulmano e nem teocracia. Só que isso durou até meados da década de 1990, quando a Arábia Saudita encheu o país de dinheiro, financiando a implantação de mesquitas salafistas, a corrente mais radical do islamismo. Sim, a Arábia Saudita é culpada por este lixo se desenvolvendo. Eles mesmos não querem no quintal deles, então jogam o lixo no terreno dos outros, com o Islã se espalhando feito uma praga.

Assim, a pessoa que é gay e quer morar na Indonésia não é alguém que eu considere muito esperta, como foi o caso de 141 homens que supostamente participavam em uma festa gay em uma sauna e foram para a cadeia, mediante uma grande operação para reprimir homossexuais.

Nesse meio tempo, dois caras, um de 20 e outro de 23 anos, foram flagrados juntos na cama por uma “patrulha de bairro”, um bando de vizinhos insanos que ficam fiscalizando a transa alheia. Os caras foram julgados de forma imparcial e tidos como culpados, da forma que todo mundo sabia que ia acontecer.

O que me deixou surpreso é que os caras foram tratados com respeito. Sim, isso mesmo! O pessoal no tablado até estava pedindo para a população respeitar os caras, pois eram seres humanos. A dupla foi condenada a receber 85 chibatadas. Entretanto – olha a misericórdia! – como eles estavam desde março na cadeia, suas penas foram reduzidas para apenas, 83 chibatadas. E LAMBA! Que se dessem mole iam ser executados.

Enquanto isso, outras 14 pessoas na cidade de Surabaya (não ria. EU FALEI PRA NÃO RIR, PÔ!) foram em cana por supostamente organizarem uma festa gay. Também aqui, nada de execução sumária. Acho que estão no lucro.

Em outras palavras, se você é gay e tiver a insana ideia de ir para um país muçulmano, escolha a Indonésia. No máximo, uns tempos de xilindró e umas porradas. Mas o bom mesmo é evitar aquilo.


Fonte: G1 e G1

Para conter Polícia Federal, apela-se para trabalho de macumba
Muçulmano que não é escocês mata pessoas em atentado

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!

  • Neuton

    Esse pessoal da foto tem que ver como o mundo funciona antes de querer moralizar.

  • Bruno Aveiro

    Se você for gay vá para a Indonésia.
    Se você for usuário de droga/traficante vá para Filipinas.