Antecedendo as comemorações do Dia Internacional da Mulher, família mata moça pelo crime de querer ser mulher

Tik Tok é uma praga, eu sei e admito. Mas não é por causa disso que alguém iria matar uma dessas celebridades desta maldita plataforma. Uma dessas celebridades era Eman Sami Maghdid (notem o tempo verbal). Ela tinha até algumas boas ideias, mas parece que tinha o probleminha de ver a realidade, e essa realidade é morar no Curdistão. Eman teve a brilhante ideia de se converter ao cristianismo e adotar o nome “Maria”. O irmão dela não gostou nada desse negócio de liberdade individual e matou Eman a facadas dois dias antes do Dia Internacional da Mulher, se é que este tipo de data significa alguma coisa lá (aposto que não).

Dando graças a qualquer coisa bem longe da Religião da Paz™, esta é a sua SEXTA INSANA! Continuar lendo “Antecedendo as comemorações do Dia Internacional da Mulher, família mata moça pelo crime de querer ser mulher”

Vítima do ISIS é impedida de falar, pois poderia magoar o ISIS

Há muitas coisas ruins na vida. Talvez, o que fique no topo, ou quase bem no topo, é ser perseguido, torturado pelo Estado Islâmico. Só não é pior do que ser morto pelas formas criativas que eles conseguem bolar. Daí, você consegue fugir daqueles animais e quer contar a sua história. Então, descobre que não pode contar, porque vai causar islamofobia contra aqueles coitadinhos que lhe perseguiram, torturaram e quase lhe mataram. Continuar lendo “Vítima do ISIS é impedida de falar, pois poderia magoar o ISIS”

Mulheres denunciam extremismo da Direita Radical e são postas à venda

E na editoria “O Brasil é o pior lugar do mundo para ser mulher”, temos a notícia que mulheres estão sendo postas a leilão num site da Internet por serem ativistas políticas. Algumas estavam sendo anunciadas como escravas sexuais. Um absurdo isso o que a extrema direita anda fazendo! Continuar lendo “Mulheres denunciam extremismo da Direita Radical e são postas à venda”

Qatar judia de jogadoras de vôlei de praia

Algumas notícias me fazem ficar em dúvida. Quando há dois grupos idiotas envolvidos, não sei de quem eu rio mais. A loucura da vez é saber que o Qatar está hospedando o próximo evento do FIVB World Tour, o Circuito Mundial de Voleibol de Praia. Se só em saber disso você não começou a rir, é porque não sabe de um pequeno detalhe do Qatar: é um emirado árabe que, obviamente, segue a religião dos camelinhos de Allah.

Agora a gente faz a matemática, juta um país que segue uma religião tosca com mulheres de biquíni brincando de bife a milanesa na areia da praia e jogando bola pra lá e pra cá (uma só. Não duas). Continuar lendo “Qatar judia de jogadoras de vôlei de praia”

Brasil é o pior lugar do mundo para ser mulher. Irã diz: Segura meu Maomé

O Brasil é o pior lugar do mundo para ser mulher. Todo mundo sabe disso; principalmente quem não sabe o que rola nos países islâmicos, ou quem finge que não sabe o que rola nos países islâmicos. O Irã, por exemplo, um maravilhoso lugar que eu quero é distância. Prefiro ir com a camisa do BOPE dar um rolé no Complexo do Alemão. Tudo bem que eles têm sérios problemas com todo mundo, mas parece que se você for mulher, eles têm um “carinho” todo especial, ainda mais se você abrir a boca. Então é chibatada, mesmo e está com sorte se não tomar uma pena de morte.

Comendo um bacon e oferecendo pra um xiita, esta é a sua SEXTA INSANA!

Continuar lendo “Brasil é o pior lugar do mundo para ser mulher. Irã diz: Segura meu Maomé”

Mulheres são presas por ação criminosa em estádio iraniano

>

Manter um país no caminho da retidão, da moral e dos bons costumes não é tarefa fácil, já começando pelo fato que a população não colabora. Isso aliado à mídia golpista que fica tentando desvirtuar a nação inteira, jogando-a contra os seus líderes revolucionários, como o que aconteceu no Irã esta semana.

O motivo da pendenga? Algumas mulheres desavergonhadas se esqueceram de suas condições e tiveram a AUDÁCIA de irem num estádio de futebol para ver uma partida. Olhem só que sem-vergonhice!

Continuar lendo “Mulheres são presas por ação criminosa em estádio iraniano”

Das Leis Antiblasfêmia

Blasfêmia é uma coisa sem sentido. Se baseia no fato que você atentou contra um deus. Daí criam leis anti-blasfêmia, já que o deus que essas pessoas veneram vai ficar, sei lá, tristinho. No Paquistão existe essa lei e recentemente um homem foi condenado à morte por causa de uma postagem no Facebook. O Brasil ainda não tem lei anti-blasfêmia.

Continuar lendo “Das Leis Antiblasfêmia”

Muçulmano ataca francês FDP que estava com cerveja na mão

Todos sabemos que o Islã é uma religião de paz e seus seguidores seguem as diretrizes do Profeta, que era um homem de paz e mansidão, mesmo na parte que manda matar os infiéis em qualquer parte do mundo. Dessa forma, temos que entender que não devemos ofender esses pobrezinhos, ou será islamofobia. Isso vale para quando o muçulmano está hospedado no país dos outros de favor. A Sharia, a lei islâmica, diz uma coisa e todos têm que seguir. Que se dane as leis locais. PARE DE SER ISLAMOFÓBICO AÍ, Ô!

Sendo assim, é injusto criticar o muçulmano que atacou um homem, já que este afrontou a fé e a crença pessoal do pobre muçulmano. O que o europeu opressor fez? Comprou cerveja. Olha só que sacanagem!

Continuar lendo “Muçulmano ataca francês FDP que estava com cerveja na mão”

Casal gay deu sorte e foi condenado a chibatadas na Indonésia

Muitos concordam que o Brasil é o pior país para se mulher ou homossexual. Claro, some-se ao fato do título que você deve estar estranhando, mas é isso mesmo: os caras deram sorte, já que normalmente a pena por homossexualismo é a morte nos países islâmicos, que são teocráticos, isto é, têm o Alcorão como lei principal, e o Alcorão manda passar o rodo. Tomar umas chibatadas no lombo até que sai barato se a alternativa é decapitação ou ser atirado do alto de um prédio.

Continuar lendo “Casal gay deu sorte e foi condenado a chibatadas na Indonésia”