Muçulmano que não é escocês mata pessoas em atentado

Casal gay deu sorte e foi condenado a chibatadas na Indonésia
As mudanças sazonais do CO2

Toda vez que eu mostro as passagens “feinhas” da Bíblia, dizem que não é a religião verdadeira, que deturparam, que isso e aquilo, apesar dos mandamentos de Deus estarem lá, bem claros. Seus defensores farão de tudo para não aceitar que seu livro religioso foi escrito por algum psicopata. E o Alcorão não fica atrás; sim, o Alcorão, o livro da Religião da Paz que manda encontrar os infiéis e passar a fio de espada.

Ontem, dor, angústia e terror caiu em Manchester, onde estava ocorrendo um show da Ariana Grande. Um maluco fanático resolveu que a espada do Islã seria cravada no Ocidente, e, pelo menos, 22 pessoas morreram e 59 ficaram feridas, a maioria crianças e adolescentes.

Na hora, correm para dizer que não, não foi o islã, mas um psicopata qualquer. Infelizmente, quando vemos

Sura 2:191 – Matai-os onde quer que os encontreis e expulsai-os de onde vos expulsaram, porque a perseguição é mais grave do que o homicídio. Não os combatais nas cercanias da Mesquita Sagrada, a menos que vos ataquem. Mas, se ali vos combaterem, matai-os. Tal será o castigo dos incrédulos.

Sura 4:91 – capturai-os e matai-os, onde quer que os acheis, porque sobre isto vos concedemos autoridade absoluta.

Entendemos que não é bem assim.

O principal suspeito é Salman Abedi, um inútil de 22 anos que explodiu-se junto (mas é só suspeito, ok?), mas não, não é o Islã. O Estado Islâmico (ISIS) assumiu o atentado, mas não. Não é o Islã. Nunca é o Islã, aquela religião que quer provar que não é violenta matando qualquer um que diga que os Islã não é uma religião de paz. Nunca será o Islã, seus seguidores jamais admitirão isso.

As crianças e adolescentes que estavam no Show morreram ou foram feridas, não porque uma religião quer acabar com o Ocidente, já que nem todo mundo quer seguir a cartilhinha de Maomé. Curiosamente, esses mesmos islâmicos saem na porrada entre si, pois alguns sabem mais do Profeta que o outro, por isso nunca se entendem e ficam se matando mutuamente. Porque não atacar pessoas de outra religião, então? Muito mais fácil, certo?

Com o fim dos ataques terroristas por parte do IRA, o Exército Republicano Irlandês, Inglaterra achou que estava mais segura, mas vê agora que não é bem assim. Daí quando (e não SE) eles mandarem um destacamento do SAS para caçar os mandantes, vão chamar de islamofobia. Ninguém tem aversão a Sikhs, por exemplo, mas só al islã. Será o desodorante deles? Capaz, eles são muito bonzinhos.

O ataque do Charlie Hebdo foi justificado porque as charges eram ofensivas. Qual a desculpa? Ariana Grande canta mal? Eu mesmo não sei, porque nunca ouvi nada dela. Será por causa da juventude londrina?

Não há desculpas, não há consolo. Só resta o medo. Os terroristas venceram por enquanto, pois a função do terrorismo é aterrorizar. O que as autoridades farão? Vão responder cercando qualquer muçulmano. Parabéns, terroristas. Se queriam que o Ocidente deixasse os islâmicos em paz atacando o Ocidente, ganharam de presente o Ocidente se virando contra vocês, e a culpa principal é do próprio povo islâmico que fica mimimi islamofobia, quando eles mesmos não recolhem o lixo. Não vão nas madrasas mandar dar um tempo ou caçar aqueles que propagam o ódio. O motivo? Acho que dá pra saber qual é, não?

Então, sim, a culpa do terrorismo islâmico não é só dos terroristas, mas do islã como um todo que não faz o menor esforço em conter. Mesmo porque, a agendinha está muito bem de acordo, não é mesmo?


Fontes:

Casal gay deu sorte e foi condenado a chibatadas na Indonésia
As mudanças sazonais do CO2

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!