Muçulmano que não é escocês mata pessoas em atentado

Casal gay deu sorte e foi condenado a chibatadas na Indonésia
As mudanças sazonais do CO2

Toda vez que eu mostro as passagens “feinhas” da Bíblia, dizem que não é a religião verdadeira, que deturparam, que isso e aquilo, apesar dos mandamentos de Deus estarem lá, bem claros. Seus defensores farão de tudo para não aceitar que seu livro religioso foi escrito por algum psicopata. E o Alcorão não fica atrás; sim, o Alcorão, o livro da Religião da Paz que manda encontrar os infiéis e passar a fio de espada.

Ontem, dor, angústia e terror caiu em Manchester, onde estava ocorrendo um show da Ariana Grande. Um maluco fanático resolveu que a espada do Islã seria cravada no Ocidente, e, pelo menos, 22 pessoas morreram e 59 ficaram feridas, a maioria crianças e adolescentes.

Na hora, correm para dizer que não, não foi o islã, mas um psicopata qualquer. Infelizmente, quando vemos

Sura 2:191 – Matai-os onde quer que os encontreis e expulsai-os de onde vos expulsaram, porque a perseguição é mais grave do que o homicídio. Não os combatais nas cercanias da Mesquita Sagrada, a menos que vos ataquem. Mas, se ali vos combaterem, matai-os. Tal será o castigo dos incrédulos.

Sura 4:91 – capturai-os e matai-os, onde quer que os acheis, porque sobre isto vos concedemos autoridade absoluta.

Entendemos que não é bem assim.

O principal suspeito é Salman Abedi, um inútil de 22 anos que explodiu-se junto (mas é só suspeito, ok?), mas não, não é o Islã. O Estado Islâmico (ISIS) assumiu o atentado, mas não. Não é o Islã. Nunca é o Islã, aquela religião que quer provar que não é violenta matando qualquer um que diga que os Islã não é uma religião de paz. Nunca será o Islã, seus seguidores jamais admitirão isso.

As crianças e adolescentes que estavam no Show morreram ou foram feridas, não porque uma religião quer acabar com o Ocidente, já que nem todo mundo quer seguir a cartilhinha de Maomé. Curiosamente, esses mesmos islâmicos saem na porrada entre si, pois alguns sabem mais do Profeta que o outro, por isso nunca se entendem e ficam se matando mutuamente. Porque não atacar pessoas de outra religião, então? Muito mais fácil, certo?

Com o fim dos ataques terroristas por parte do IRA, o Exército Republicano Irlandês, Inglaterra achou que estava mais segura, mas vê agora que não é bem assim. Daí quando (e não SE) eles mandarem um destacamento do SAS para caçar os mandantes, vão chamar de islamofobia. Ninguém tem aversão a Sikhs, por exemplo, mas só al islã. Será o desodorante deles? Capaz, eles são muito bonzinhos.

O ataque do Charlie Hebdo foi justificado porque as charges eram ofensivas. Qual a desculpa? Ariana Grande canta mal? Eu mesmo não sei, porque nunca ouvi nada dela. Será por causa da juventude londrina?

Não há desculpas, não há consolo. Só resta o medo. Os terroristas venceram por enquanto, pois a função do terrorismo é aterrorizar. O que as autoridades farão? Vão responder cercando qualquer muçulmano. Parabéns, terroristas. Se queriam que o Ocidente deixasse os islâmicos em paz atacando o Ocidente, ganharam de presente o Ocidente se virando contra vocês, e a culpa principal é do próprio povo islâmico que fica mimimi islamofobia, quando eles mesmos não recolhem o lixo. Não vão nas madrasas mandar dar um tempo ou caçar aqueles que propagam o ódio. O motivo? Acho que dá pra saber qual é, não?

Então, sim, a culpa do terrorismo islâmico não é só dos terroristas, mas do islã como um todo que não faz o menor esforço em conter. Mesmo porque, a agendinha está muito bem de acordo, não é mesmo?


Fontes:

Casal gay deu sorte e foi condenado a chibatadas na Indonésia
As mudanças sazonais do CO2

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!

  • Lucas Monteiro

    É exatamente isto o que eu sempre pensei também, os que defendem o Islã dizem que não são todos muçulmanos que são terroristas, mas a verdade é de que pelo menos grande parte dos muçulmanos aplaudem de pé quando vêem ocorrer estes atentados terroristas, por que como eles não tem coragem de fazer tais ações,deixam para os outros, mas com aprovação deles.
    Espero agora que a Inglaterra acorde depois deste atentado, e faça as devidas medidas para acabar com isto, infelizmente, a Europa ainda irá demorar um tempo até realmente querer bater de frente com este problema. Até la, quem sabe, se os muçulmanos já não fizeram dela um grande califado islâmico.

    Lucho respondeu:

    O seu primeiro parágrafo me fez lembrar de quando Bin Laden derrubou as torres gêmeas.

    Tinha muita gente da Lua Crescente que comemorou isso.

  • EiligKatze

    Também acho que os demais muçulmanos são parcialmente culpados do terrorismo, pois não se vê nenhuma nota de algum país de maioria muçulmana repudiar os ataques ou manifestar qualquer ajuda à caça destes criminosos.
    A impressão (e acho que não é só impressão), é de que a maior parte dos islamitas apoia os atos dos malucos…..