Pessoas que acreditam em poderes psíquicos tem menos habilidades analíticas e lógicas. REALLY?

Eu gosto de pesquisas que sempre trazem algo novo, coisas que jamais imaginaríamos que acontecesse. Entretanto, às vezes é bom ver pesquisas reiterando o óbvio, para dar um ar… sei lá. Oficial? Um exemplo disso é a pesquisa (séria, com paper e tudo o mais) que diz que pessoas burras idiotas tolas crédulas que acreditam em bobagens mediúnicas, poderes psíquicos, paranormalidade e tosqueiras semelhantes têm maior dissociação da realidade, tendo sérios problemas com raciocínio lógico.

NÃO ME DIGA!!!!!!

O dr. David Gallo e o escravo de luxo doutorando Stephen Gray trabalham no Departamento de Psicologia da Universidade de Chicago. Eles estudam… bem, não sei. Esse pessoal é meio estranho. Provavelmente estavam na sala sem ter o que fazer, pois não dá pra jogar sueca só com 2 e dominó estava muito chato, já. Daí doutor galináceo olhou pro 50 tons de Cinza e perguntou "e se a gente testasse um monte de gente tosca que acredita em fenômenos para anormais, digo, paranormais para ver se são espertos? O Stephen replica que isso era meio óbvio demais e o doutor galináceo o lembra do famoso "publish or perish".

A questão é saber por que algumas pessoas acreditam em qualquer bobagem, enquanto outros são céticos? De acordo com a hipótese de diferenças cognitivas, as diferenças individuais na informação de processo modifica como as pessoas veem o mundo, o que pode acarretar na criação de crença em poderes psíquicos.

Eles testaram pessoas com idades entre 18 e 25, com mesma escolaridade e desempenho acadêmico. Fizeram uma triagem para separar grupos de crentes fortes e céticos fortes, combinados em termos demográficos. O estudo abordou precisão e retenção de memória e habilidades analíticas e lógicas.

O que o dr. galináceo notou que o teste cognitivo mostrou que não houve diferenças entre os grupos consistentes em tarefas de distorção episódica de memória, distorção de memória autobiográfica, ou capacidade de memória de trabalho, mas os céticos consistentemente superaram crédulos em várias tarefas tocando pensamento analítico ou lógica, bem como vocabulário. Em outras palavras, se você acredita em alguém com os poderes do prof. Xavier, você é daqueles que não liga Lé com Cré.

Estes resultados demonstram semelhanças e diferenças entre estes grupos cognitivos e sugerem que as diferenças de pensamento analítico e conhecimento conceitual pode contribuir para o desenvolvimento de crenças psíquicas. A crença nos poderes psíquicos foi associada a uma maior satisfação com a vida, demonstrando benefícios associados a crenças psíquicas e destacando o papel de ambos os fatores cognitivos e não cognitivos na compreensão dessas diferenças individuais. Em outras palavras "ignorância é uma bênção". A pessoa fica com seu viés de confirmação e isso a faz feliz. Por isso que ao encontrar um cético, esse pessoal surta. Eles foram removidos do seu quartinho confortável, e postos para enfrentar a realidade, e isso magoa algumas pessoas, ofende, as deixa tristinhas.

Claro, ser cética não implica que você será um gênio da Lógica. Tem muitos céticos que agem feito retardados, e muita gente que acredita até em cobras falantes com um raciocínio melhor. Mas, convenhamos, ao ponto que você está prestes a se suicidar e que o cara vestido de Papai Noel aí na sua frente vai resolver seus problemas com um estalar de dedos, bem merece o que vem a seguir.

A pesquisa foi publicada no periódico Memory and Cognition

3 comentários em “Pessoas que acreditam em poderes psíquicos tem menos habilidades analíticas e lógicas. REALLY?

  1. Não é uma verdade absoluta! Ter uma vida de merda nem sempre leva a crenças e quem crê nem sempre tem uma vida de merda.

    Mas com certeza a maioria que crê em algo tem o que culpar quando algo dá errado e a pessoa não assume sua culpa!

  2. Teve uma pesquisa parecida no qual o objeto tratava-se sobre compartilhamentos em redes sociais. Quem compartilhava teorias conspiratórias, mensagens religiosas e pseudociências, possuía baixa capacidade cognitiva. Ou seja, o óbvio.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s