Calouros da UNESP foram recepcionados por gente vestida de Ku Klux Klan

Pegue nas bolas e lave sua roupa
Animais podem ser enganados com ilusão de óptica?

Eu nunca entendi a tara por "trotes" em Universidades. Tipo, sei lá, quando eu ingressei em uma (e isso faz muito tempo), não tinha essas babaquices, e mesmo assim eu fui lá pra estudar, não para fazer trote, fazer amiguinhos, encher os cornos de cerveja, drogas etc. Deve ser por isso que eu sempre passava com as melhores notas, enquanto os descoladões se ferravam e pediam ajuda aos nerds como eu. Obviamente, eu deixava eles se ferrarem.

Mas hoje os xóvens precisam se divertir, cair na night ("balada" em português paulistano) e fazer tudo ser cool. Mas parece que eles exageram, como o bando de imbecis que recepcionou os calouros com trajes, digamos, inadequados.

Esta fantasia aí lembrou de algo muito sério. Há anos, séculos a bem da verdade, eles são conhecidos e ninguém parece se importar. Uma triste lembrança de dor e sofrimento de algum lugar na História que vem se desenrolando por muito tempo, estabelecendo crenças insanas e, ainda hoje, é razão para muitos atritos. Taqui esses irresponsáveis, a quem estes veteranos se inspiraram:

Como? Ku Klux Klan? Não, não. Estes aí são da Procissão do Fogaréu, em homenagem ao judeu que foi pego pra Cristo e parou no pau-de-arara romano, segundo a mitologia cristã.

De qualquer forma, tanto um como o outro não são lá muito legais, apesar da procissão ainda ter costas quentes, mas maiores detalhes não comentarei, ainda mais porque os retardados da UNESP estavam se inspirando… em quem? Eles se diziam "carrascos". Carrasco de quê, seu imbecil?

Estes débeis mentais usam os trocentos de milhões de reais arrecadados em impostos para, ao invés de estudarem, ficarem de palhaçada, enquanto eu ralo para pagar estes malditos impostos, na tola ilusão que o Governo empregará em algo para a melhoria da população.

Alguns desses energúmenos vieram de escolas particulares e muito acostumados a dizerem para os professores que são (os pais d)eles que pagam o salário. Muito bem, vermes, EU PAGO para você estar aí. De minha parte, poderias estar muito bem num McDonalds da vida. Mas se eu falo, são contra. "Ain, deixa eles se divertirem…"

O pior é que o culpado não são estes energúmenos e sim os babacas que aceitam participar desta bosta. Chega e diz "Participo porra nenhuma. Vai te à merda!" Mas não. Ele quer participar da zina, para poderem se integrar, e se os antigos tinham bons ditados, um dos que eu mais gosto é "Diga-me com quem andas e eu te direi quem és". O que aqueles coitadinhos ali no chão estão esperando é chegar o ano que vem e ser um dos idiotas vestidos com saco de lixo, pois lixo não se embala de outra forma, e papel higiênico rasgaria.

Isso está tão absurdo que há inclusive uma CPI para classificar esta sem-vergonhice de trotes como crimes de tortura. O relatório final da CPI apresentou mais de 30 recomendações que serão encaminhadas ao Ministério Público, autoridades brasileiras e ao Papa Francisco.

Péra. O Papa? Mas por que o Papa, cacete? Por causa de muitas dessas patifarias da PUC de São Paulo e de Campinas. Agora, voltem e observem as imagens, e estudem a origem da Ku Klux Klan.

O que a instituição deveria fazer? Identificar os idiotas lá (o que não é difícil, dado o plástico vagabundo) e expulsar todo mundo. Se bem que o Brasil é o país do coitadismo, em que se contribui~para libertar político corrupto da cadeia e faz-se manifestação em, prol de traficante internacional de drogas. Capaz dos caras processarem a UNESP e ganharem. Vão vendo!

E são esses caras que irão tratar da sua saúde um dia.Lembre-se disso.


Fonte: Brasil Post

Pegue nas bolas e lave sua roupa
Animais podem ser enganados com ilusão de óptica?

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!

  • NestorBendo

    O lixo está no lixo. O que tem de errado com a foto?

  • Robson_Costa

    vcs entenderam errado eles estavam usando capirotes:
    “The pointed hat was worn by clowns and jugglers who wanted to portray clumsiness or stupidity during medieval times”

    fonte: wiki

  • Fausto Biazzi de Sousa

    Ontem eu vi o povo xingando muito no twitter, vi a miniatura da foto e lembrei da procissão do fogaréu, mas como Estudante de Medicina no Brasil fazendo merda é lugar comum nem fui ver mais informações.

    Hoje a única coisa que entristece nessa cena é o fato de nenhum dos infelizes ter se incendiado nessa palhaçada, talvez nós tivéssemos sorte e a reserva genética da humanidade teria alguns idiotas a menos.

  • PHkratos

    Excelente texto ! faço de suas minhas palavras , Quando ingressei na faculdade eu topei participar do trote, mas nao era nada desse tipo de locura , somente uma brincadeira descolada pra integrar o “bixos” com a galera “veterana” e vida que segue ..

    Almeida respondeu:

    Trote levando a galera pra doar sangue ninguém quer. Sempre recusei a participar disso, dizendo que não era carneiro pra precisar andar em bando.

    NestorBendo respondeu:

    Não sei se está nas interwebs, mas o Centro Acadêmico de Engenharia Civil da UFC tinha uma iniciativa chamada Trote Solidário, com doações de sangue, alimentos e roupas. A ideia surgiu quando um professor acabou sendo confundido com aluno e virou vítima de um trote. A punição idealizada pela coordenação do curso foi essa.

  • Marcelo Paz

    Roupas com chapéus pontudos e tochas não foram inventados pela kkk. Na espanha tem uma tradição onde os católicos usam a mesma roupagem, mas com cores diferentes (http://pt.dreamstime.com/imagens-de-stock-royalty-free-prociss%C3%A3o-religiosa-semana-santa-malaga-espanha-image34519579). A kkk só copiou. Não havendo provas de referências à KKK, esses estudantes podem alegar que copiaram os espanhois.

    Pryderi respondeu:

    Você não leu o artigo, né?

  • Marcelo Paz

    Um exemplo por foto do que eu disse antes:procissão em Málaga. é uma roupa tradicional da semana santa, eu acho.