Coisas que aprendi com a TV

A televisão mudou muito nossa forma de entretenimento e cultura. O rádio é legal, mas a TV traz imagens, cores e aventura. Nem sempre foi assim, é verdade, mas hoje podemos ver imagens ao vivo de tudo o que está acontecendo ao redor do planeta, e em outros planetas também, levando em conta, é claro, que Einstein não deixa ser tão ao vivo assim ao se sair da Terra. De qualquer forma, aprendemos muitas coisas com a televisão, e eu compartilharei aqui tudo o que aprendi assistindo TV.

CIÊNCIA

Aprendi com a TV que homeopatia é uma especialidade médica séria e funciona de verdade. Da mesma forma que aprendi sobre cristais, radiestesia, numerologia e astrologia. Tudo isso influencia as nossas vidas, mediante os profissionais dessas áreas. Alguns depoimentos de pessoas que fizeram uso dessas técnicas atestam a veracidade, mesmo ninguém as conhecendo; e se está na TV, é verdade.

Aprendi também que extraterrestres construíram as pirâmides do Egito, fizeram os desenhos na planície de Nazca, ergueram Macchu Picchu e daqui a alguns anos eu descobrirei que foram ETs que construíram o Cristo Redentor. Também aprendi que a medicina não era lá essas coisas, mas magos e xamãs já curavam as pessoas e elas não ficavam doentes. Eram pessoas saudáveis, que davam à luz em casa, porque é um método natural. Aprendi ainda que cientistas são pessoas arrogantes porque desmerecem a Sabedoria Antiga, como colocar sanguessugas na pele e fazer sangrias. Hoje, querem lhe espetar e lhe encher de micróbios vivos só para lhe fazer ficar doente e dar lucro às companhias farmacêuticas.

Aprendi que o Criacionismo é muito sério e existem muitas provas que esta é a resposta do porque estamos aqui. Tudo tem um motivo e foi bem planejado, inclusive as doenças. Nós que ainda não entendemos tudo, pelo simples motivo que queremos entender tudo ao invés de aceitar as coisas, e este processo é muito científico.

Aprendi que autismo não é nada muito sério, e que todos os gênios são autistas (ou todos os autistas são gênios), e acabam mudando a história. aprendi que superdotados são nerds toscos que usam protetores de bolso para canetas-tinteiro não vazarem, mesmo quando nem se usa mais canetas-tinteiro.

Aprendi que vacinas contra um novo tipo de vírus são feitas bastando ter o sangue do infectado, e são produzidas em questão de horas às toneladas. Também aprendi com a TV que cientistas são mais curiosos e displicentes que as pessoas comuns. Basta ver um animal novo ou planta que logo colocam a mão se veem uma substância no chão, colocam na boca e já diem do que se trata. Se esse cientista for um cientista forense, ele é capaz de dizer qual é a droga e se está em alto estado de pureza, ou não.

FÍSICA

Aprendi que podemos, sim, viajar acima da velocidade da luz. Isso tudo é explicado em trabalhos que não foram publicados, e isso pelo mesmo motivo supracitado: cientistas são muito arrogantes e não aceitam coisas como elas deveriam ser, alegando que temos que ver os fatos. Mas os fatos estão corretos? Só porque podemos provar? Acho que se pode explicar qualquer coisa com eles, mas temos que dar mais atenção às alternativas, certo? Só sei que mesmo arrogantes, estes cientistas são humildes o suficiente para não quererem ganhar um prêmio Nobel.

Aprendi com a TV que podemos construir trecos de última tecnologia apenas com coisas que encontramos em casa. Desde carros até um acelerador de partículas.

MEDICINA

Aprendi com a TV que hospitais são verdadeiros lupanares de perversidão. Médicos têm relacionamentos com médicas, enfermeiros e até teria com faxineiros, mas estes são praticamente inexistentes, porque são desnecessários. Infecção hospitalar é algo inexistente. Aprendi ainda que qualquer remédio está disponível e qualquer torção no pulso lhe levam para uma ressonância magnética. Planos de saúde são baratos e todo mundo tem. Os chefes sempre sabem o que fazem e só de olhar para o paciente, o médico desfila uma torrente de informações sobre o que ele tem, mal encostando no paciente.

Aprendi com a TV que médicos trabalham em turnos de 8 horas diárias e jogam golfe no fim-de-semana, e não fazem consultas a periódicos, não publicam nada, não se atualizam, não usam aplicativos em tablets e têm memória enciclopédica sobre tudo, com cirurgias demorando alguns minutos.

POLÍCIA

Todo policial é um sujeito honrado, exceto alguns corruptos que são presos pelo policial honrado. As investigações são rápidas, porque o poder de dedução do policial já resolve 50% do caso, só de olhar o local do crime. As esposas são incompreensivas, porque pensaram que se casaram com um cara só pelo uniforme bonito, e isso eu aprendi com a TV: mulheres adoram uniformes, nem que seja de encanador ou entregador de pizza, mas isso fica pra depois.

O criminoso sempre corre pro local mais difícil, mas o policial sempre está em perfeita forma física, não fica suando, não fica ofegante e corre maravilhosamente por qualquer terreno, usando ternos impecáveis e sapatos bem engraxados (eles se engraxam de forma mágica, já que as pessoas nunca fazem isso).

As investigações são muito rápidas porque o laudo pericial resolve tudo, exames de DNA saem em segundos, e os policiais só pegam um caso por vez, já que a criminalidade é muito baixa.

Aprendi com a TV que acertar alvos móveis é muito fácil, salvo se você for bandido, que não conseguem acertar nem se estivar com uma metralhadora na mão, enquanto que um simples .38 faz até carros explodirem, porque o policial é muito bom de mira e os tanques de combustíveis são frágeis como floquinhos de neve.

Também aprendi que departamentos de polícia sempre precisam contratar gente de fora para lhes ensinar como fazer uma investigação, já que seus detetives são preguiçosos, burros e desatentos. O delegado sempre sente respeito a gente de fora e a Polícia sempre paga generosamente bem as esses consultores, ao invés de demitir os detetives incompetentes.

ENSINO

Professores não são muito respeitados, exceto aqueles que se destacam. Professores sempre se vestem bem, usam terno e gravata, as mulheres vestidos chiques e os alunos os chamam de “senhor”, “senhora” ou “senhorita”. Mesmo os piores alunos acabam vendo que aquele professor é um profissional sério e o respeitam. Os professores pegam as turmas mais problemáticas e as transformam em exemplos para a sociedade. Não existem coordenadores, cobranças, nem pais xingando porque seus filhos tiraram notas baixas. A direção apoia os professores e estes têm vidas boas.

Nos colégios públicos, as turmas são pequenas, e embora problemáticas, sempre fazem um excelente trabalho. Vida de professor é uma moleza, não consigo entender porque eles reclamam tanto. Não é o que aprendi com a TV.

Reuniões pedagógicas são inexistentes. Todos sabem o que é preciso fazer e nem fazer diário, preparar provas ou corrigir trabalhos mal escritos, com caligrafia sofrível. Todos os alunos se mostram brilhantes, mesmo os mais estupidamente burros.

Nas universidades, os alunos estudam pouco e apenas de manhã. De noite estão em orgias pelo campus. Entram na Universidade apenas para beber, e até alunos de colégios entram nesses campi para encher a cara com os veteranos, e aquilo só não é um lupanar maior que hospitais. Ninguém faz dever de casa, estuda sério ou fica até às 3 da manhã se preparando para a prova, que sempre é de múltipla escolha, e basta um lápis 2B.

Os alunos mais inteligentes são asiáticos (ver “Etnia”). Basta olhar pra aula e eles já matam tudo, não precisam estudar. Os professores são cultos e as professoras sempre estão bem alinhadas, com cabelo recém-saído do cabeleireiro. Reclamam do salário às vezes, mas nunca dão aula particular ou fazem bico para complementar a renda. Eles só não ganham mais que médicos, pois não jogam golfe no fim-de-semana.

QUÍMICA

Todo químico é um fazedor de drogas em potencial. Alguns trabalharam como professores, mas isso é muito meh. O bão mesmo é fazer metanfetamina, cocaína e explosivos. Qualquer mistura como meio quilo de farinha, dois fósforos e um elástico vira um explosivo capaz de destruir um prédio.

Aprendi com a TV que nenhum dos químicos tem calça furada de ácido. Seus jalecos são de um branco impecável e todos estão sempre de camisa social de gravata. Seus reagentes sempre são os mais estrambólicos possíveis e ninguém usa água destilada ou lava vidraria. As reações são instantâneas e tudo está à mão em casa se for para casos de emergência, como fugir de terroristas, aliens e da sogra que apareceu de surpresa para almoçar.

MUNDO CORPORATIVO

Aprendi com a TV que o mundo de quem trabalha fora é ruim, mas tem seus encantos. O chefe é um cuzão, mas depois que ele vir que você é excelente no que faz, você pode fazer a merda que quiser, que não será demitido. Seus colegas de trabalho adoram você e nunca fazem fofocas pelas costas. O chefe cuzão não tenta te ferrar, e quando o faz, você dá uma lição de moral, ele coloca a mão na consciência e lhe dá uma promoção. Mulheres bonitas são promovidas por sua competência, e as que são porque têm um caso com o chefe são discriminadas, pois ela vai fazer de tudo para ferrar vocês por causa do amorzinho dela. Isso até a esposa do chefe chegar, mata o sujeito, a amante e assume a firma. Todos a amam e acabam felizes.

Quando você não é um rico empresário ou secretária, você é atendente de lanchonete, com o dono do local querendo lhe passar a mão na bunda, exceto se você for uma senhora idosa. Ninguém reclama do salário ou faz greve. Ninguém tem problemas porque chegou 5 minutos atrasado. Pode até sair do trabalho a hora que quiser. O chefe cuzão ai entender.

Enquanto a mulheres trabalham em lanchonetes, os homens trabalham em Wall Street, ou são peões de obra. Diferentes de médicos e professores, estes não ganham bem, mas sempre chegam tranquilaços em casa. Todo mundo anda de carro. Trem e metrô é só para o caso de fugir de bandidos, aliens ou da sogra.

Mesmo secretárias podem chegar a chefias de departamentos, e sem depender de peixadas, favores sexuais ou uma mãozinha do seu pai político.

TECNOLOGIA

Aprendi na TV que qualquer computador pode acessar até a NSA, NASA, FBI, e Internet nunca está lenta ou cai. E caso o seu computador ou sistema seja invadido por hackers, duas pessoas digitando no mesmo teclado ajuda a resolver o problema. Mas os foda mesmo são os que digitam OVERRIDE e bloqueiam o ataque.

Aprendi ainda que antivírus são desnecessários e, ao contrário do que o marketshare diz, todo mundo usa Macs, ninguém usa Firefox nem baixa torrente. Todo mundo tem iPhone e só uns poucos têm um Surface. iPad é muito esporádico, bom mesmo são os tablets com a espessura de um tijolo. Aprendi que as ligações telefônicas são instantâneas e o pessoal faz longos diálogos, bem dinâmicos, e não ficam “Sim? Hã? Tá? Como? A ligação tá horrível”. Não existem zonas de sombra e o 3G é coisa com velocidade de 5G.

Aprendi com a TV que todo mundo tem TV por assinatura, mas ninguém assiste TV, salvo se for pra ver noticiário, e sempre acontece algo de ruim quando se está assistindo. Assim, aprendi com a TV que se eu não assistir nenhum noticiário, nada de ruim acontecerá.

Aprendi que os PC usam SSD, pois o carregamento é em segundos, e ninguém tem trocentas abas no navegador, não acessa vídeo de gatinho nem compartilha besteiras no Facebook. O mundo da TV é muito melhor, e as redes sociais não têm gente se matando só porque disseram que comeu cachorro quente no almoço e os trolls não o atacam, pois sabem respeitar a opinião alheia.

Aprendi que todos são ezímius… isímios… eximeos… ah, o pessoal escreve bem. Além disos, ningum tem probemas de taip… (melhor procurar no Google, como se escreve).

Aprendi que todo mundo que conversa pela Internet é: a) Pedófilo; b) Vende drogas; c) Vende armas; d) Terrorista; e) Psicopata; f) Todas as anteriores e algo bem pior.

COMPORTAMENTO

Aprendi com a TV que todo mundo tem problemas com casamento, e quando vão se acertar, mudam-se para uma casa no interior, isolada da cidade mais próxima uns 30 km, em que o marido deixa a mulher sozinha numa casa imensa e com problemas elétricos e de encanamento, enquanto vai trabalhar. Às vezes, ele até tem que viajar por alguns dias e a mulher fica tranks.

Aprendi que adolescentes sozinhos correm pra fazer festas, enchem a casa de amigos que conheceram no dia anterior na escola em que todo mundo os odeia. Mal se conhecem, e correm logo pra cama, para se reproduzir que nem coelhos. Aprendi na TV que ninguém tem DST e, por isso, camisinha é artigo opcional.

Aprendi que casas grandes afastadas são mal-assombradas. Prédios grandes precisam trocar lâmpadas que ficam piscando, e são mal-assombrados. Casas pequenas também são mal-assombrados e espíritos, demônios etc nunca atacam gente velhos de mais de 70 anos. Também aprendi que todo mundo é católico e frequenta grandes igrejas, quando o pároco mais parece pastor protestante.

Aprendi que cidades pequenas sempre têm um grande segredo, e se você quiser se mudar, os moradores farão de tudo para não dar certo. Nem que lhe matem ou torturem o seu cachorro. Motéis de beira de estrada são ótimos para assassinos psicopatas, monstros, motoqueiros traficantes de drogas, alienígenas etc.

Ah, hotéis também são mal-assombrados, mas não o Waldorf Astoria ou o Copacabana Palace. Lá, seres das trevas entram pela portaria de serviço, e espíritos são muito orgulhosos para concordarem com isso.

Aprendi com a TV que lavadoras de roupa ficam no porão, de preferência sem iluminação. As pias das casas sempre têm um triturador de lixo e você vai colocar a mão ali uma hora ou outra. As casas são todas de madeira e os vidros são blindados, ainda mais quando é preciso fugir do local e já se sabe que jogar uma cadeira para quebrar o vidro é perda de tempo, por isso fica-se tentando abrir a porta.

Aprendi com a TV que mercadinhos têm tudo o que você precisa, e são maiores por dentro do que por fora. Também aprendi que trabalhar nesses lugares é se candidatar a tomar um tiro de algum bandido, mas as pessoas adoram este tipo de vida.

Aprendi que em cidadezinhas pequenas o xerife é quem manda, o médico caipira sabe mais de medicina do que quem está na cidade grande com as últimas técnicas, equipamentos e remédios. Médicos do interior resolvem tudo com chazinho.

Aprendi que a família apoia em tudo, e todo mundo almoça na cozinha ou sala de jantar, se vestindo como se fosse uma ocasião. Ninguém come de prato na mão vendo novela. Todo mundo bebe suco ou água e o café da manhã é bem tranquilo. Ninguém tem que acordar às 5 da manhã, para fugir do trânsito matinal ou pegar o ônibus. Por sinal, os ônibus são todos da década de 1960 e nunca estão abarrotados de gente, num trânsito infernal, gastando 3 horas para chegar ao trabalho. Bem, mesmo que chegue atrasado, o chefe é compreensivo.

ETNIAS

Aprendi com a TV que asiáticos são sempre chineses e latinos são sempre mexicanos ou portorriquenhos. Brasileiros falam portunhol e a Rocinha fica próxima à Floresta Amazônica. Aprendi que indianos, iranianos, árabes, turcos, russos, ucranianos e paquistaneses não são asiáticos.

Aprendi que negros andam gingando e dizem “Yo Dawg” e que irlandeses são beberrões, ainda mais que no Brooklyn sempre é dia de São Patrício, enquanto que em Chinatown é sempre Ano Novo Chinês. Aprendi que todos os japoneses sabem caratê e quem luta caratê dá saltos mortais. Aprendi ainda que abaixo do Texas, é tudo México, e existem países que nem estão listados na ONU.

A TV me ensinou que israelenses se parecem com árabes. Não existem loiros lá. Loiros só na Alemanha. Também aprendi que todos os árabes são muçulmanos, usam toucas de crochê e deixam uma barbichona no queixo crescer. Aprendi ainda que em tudo o que os indianos acabam dançando no final e falam um idioma que mistura hindi e inglês.

Aprendi muitas coisas com a TV. Aprendi a me divertir, a ter senso crítico e não acreditar que aquilo tudo é verdade, pois eu sei que se fosse para retratar a realidade, seria episódios em que o protagonista teria caganeira o dia todo, uma hora ou outra. Eu sei que chefes podem ser demônios ou não, e que não se pode generalizar.


Aprendi com a TV que ela não tem como seguir a realidade, não pode retratar as pessoas como realmente são. Aprendi que queremos coisas belas e fantasiosas, pois a realidade é bem chata e se for pra rever o que faço todos os dias, não há motivo para ver TV.

18 comentários em “Coisas que aprendi com a TV

  1. Não nos esqueçamos também do vocabulário, sempre atual, com expressões que usamos no dia a dia, como: “Se os tiras chegarem, estaremos numa enrascada, meu chapa.” Isso se você for bandido, claro. Muito legal o texto, senhor Carvalho.

    1. Na verdade todo o planeta fala inglês, mesmo que seja um vilarejo isolado no alto do himalaia. Assim não precisamos aprender o idioma local….

      PS. Nas novelas brasileiras todos os países falam português com sotaque carioca……..

  2. Quando era mais novo e não tinha internet, passava horas vendo TV. Mas havia algumas exceções como castelo ra-tim-num, mundo de Beackman, alguns documentários da TV Escola, entre outros que me fizeram gostar de aprender coisas novas e a gostar de ciência. No fundo, devo muito a esses programas… Mas de fato, a maioria da programação passava longe dessa qualidade. TV Cultura, TV Escola, Canal Brasil, são os mais memoráveis.

    1. Sim sim, e eles estavam tentando encontrar Atlântida uma vez, enfiando canos enormes solo a dentro e analisando o barro que voltava…
      Troféu joinha piscante!

  3. Em 1995 trabalhei dando manutenção na rede de computadores de um hospital e acabei acompanhado de perto a rotina dos médicos.

    Posso garantir que um plantão pode ser algo BEM divertido.

    1. Nas vezes que fui com meu pai pros plantões, quando era criança, confirmei a existência da tal “Rádio Corredor”.
      Outra verdade que a gente vê na TV é que as mulheres são malignas, criaturas do demonho: “Ai, amiga, que lindo seu cabelo! Vc emagreceu?” e assim que a fulana sai, o veneno vem: “Nossa, vc viu aquela tranqueira que ela fez naquela bagaça de cabelo? E tá parecendo uma jubarte!

    1. Deva seis de condomínio e veja sua vizinhança se transformar em zona de conflito armado.

      Seu Madruga rules!

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s