Mosquiteiros e inseticidas podem trazer mais problemas do que ajudar contra a malária

A Malária sempre foi um problema. Muitas ideias surgiram para combatê-la, como mosquiteiros tratados com inseticidas, vacinas, bactérias etc. Só em 2013, 600.000 pessoas em todo o mundo morreram. A maioria delas eram crianças africanas, mas como não eram cartunistas, ninguém dá a mínima.

Agora, pesquisadores examinam interações potenciais entre as medidas de controle e descobriu-se que, em alguns casos, a combinação de mosquiteiros e vacinas pioram o problema. E você achando aí que o pior que acontece na sua vida é não ter ar-condicionado de 100 mil BTU.

A drª Mercedes Pascual é professora do Departamento de Ecologia e Biologia Evolucionária da Universidade do Michigan. Ela pesquisa como o uso de O uso mosquiteiros impregnados com inseticidas e vacinas não só podem não~conter a malária, como pode piorar a situação. Por quê? Se você está acostumado a ler o Ceticismo.net sabe que isso mata muitos mosquitos, mas acaba selecionando naturalmente, pois alguns descendentes dos mosquitos podem ter desenvolver resistência aos inseticidas. Assim, a população de mosquitos resistentes acabará sendo dominante, e o recurso passa a ser totalmente inócuo.

O uso indiscriminado de vacinas faz a mesma coisa, mas com o protozoário fidamãe acabando se tornando resistente. Mais de 20 candidatas a vacinas contra a malária estão em diferentes estágios de desenvolvimento, mas nenhuma delas está licenciada para uso ainda. Portanto, não se sabe ao certo o que vai acontecer quando as vacinas e os mosquiteiros forem usados juntos, mas a perspectiva pode não ser nada animadora.

Usando modelos matemáticos de transmissão da malária, a drª BMW drª Mercedes e seus colaboradores examinaram interações potenciais entre as duas medidas de controle e descobriram que o uso conjunto de mosquiteiros e vacinas, daqui a algum tempo, vai piorar a situação, já que teremos mosquitos e protozoários resistentes. A pesquisa foi publicada na PNAS.

Entre 2000 e 2013, o acesso àquelas telas mosquiteiras tratadas com inseticida aumentou substancialmente. Em 2013, quase metade de todas as pessoas em risco de malária na África Subsaariana teve acesso a um mosquiteiro tratado com inseticida, um aumento acentuado a partir de apenas 3 por cento em 2004, segundo a OMS. Foi uma ação com a melhor das intenções.

Mas bem sabemos para onde as boas intenções levam.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s