WarkaWater. Tá mais para WarkaFuck is that?

Não há coisa pior que a vontade de querer acreditar em algo. A vontade de querer que o mundo tenha todos os problemas resolvidos de maneira mágica, sem ter que levantar a bunda do sofá, é tão grande que se aplaude qualquer besteira, por mais insana que possa parecer.

O caso em questão é uma tal de WarkaWater, uma tosqueira sem-noção, que o pessoal acha que vai livrar o mundo das cáries e trazer água para a Etiópia. Pena que o conhecimento científico de nível fundamental demonstra o quanto isto é imbecil. Nem todo mundo teve a graça de ser meu aluno.

Eu fiquei sabendo disso através de uma postagem do Meio Bit. Teve pessoal que realmente adorou aquilo, que nem a Wired e outros blogs que saíram replicando isso sem dó nem piedade. Pena que nenhum deles fez a perguntinha: Será que funciona?


No 3D Studio, tudo funciona…

Não, não funciona, e vou dizer o porquê; mas, antes, eu direi como isso alegadamente trabalha.

Primeiramente, esta WarkaWaterFuck não foi criada por um engenheiro, físico ou químico. É criação de um designer. Sim, o mesmo tipo de gente que cria uma estrutura que coleta gás carbônico e converte em oxigênio, enquanto 3,5 bilhões de anos de evolução biológica já tinha nos dado árvores. O designer italiano Arturo Vittori se juntou com o arquiteto Andreas Vogler (vocês sabem a definição de arquiteto, né?) e chocados com a Etiópia resolveram criar uma geringonça que em teoria coletaria água por condensação.

Vittori se baseou na figueira nativa da Etiópia (em etíope: Warka), que é originária do Chifre da África (vai estudar. Googla aí), aparecendo no Sudão, Etiópia, Somália, Uganda e na Tanzânia. Só lugar maneiro. Vittori então pensou: "pô, se a árvore consegue sobreviver nesses fins de mundo, então, ótimo! Farei a minha própria árvore com prostitutas e blackjack." Então, os dois inúteis criaram uma estrutura de bambu e nylon, trançados, que captam a umidade do ar, condensado e recolhendo-a. Show, né? Vejamos o videozinho fofo

Esta porcaria aí em cima mostra como o WarkaWater "funciona"… Em Veneza, uma cidade alagada e onde chove pra caramba. Quero ver como um monte de bambu (vai, pergunta!) e linha de nylon condensaria água no Deserto de Danakil, onde tem mais de 130 mil pessoas vivendo (se é que ficar morando num deserto é vida), abrigando os vulcões Erta Ale e Dabbahu.

Esta pocilga de lugar fica no Chifre da África, entre uma fenda na crosta terrestre, de onde emana vapores sulfurosos tóxicos, há grande quantidade de enxofre e sal. O vulcão lá é muito ativo e a temperatura média desta terrinha que Abdu’l-Bahá deu as costas pode chegar até 60ºC. Se este lugar fosse circundado por uma muralha, aquilo seria Mordor, mas nem Sauron quis fixar casa ali.

As 130.000 pessoas que moram ali são basicamente da tribo Afar, um povo bem evoluído que faz suas mulheres trabalharem iguais umas cachorras (e não no sentido funk), comem por último e têm que andar até 20 km para pegar água num lugar que deve ser outra porcaria. Por quê não fixar moradia perto da água? Você quer racionalidade num pessoal que praticamente não saiu da Idade da Pedra?

Nesse lugar, que nem mesmo o sádico deus judaico-cristão imaginaria, andar em areias quentíssimas, sem água, comida e com vapores tóxicos e corrosivos, tendo escorpiões passeando pra lá e pra cá, é que o designer e o arquiteto resolveram que umas varetas de bambu ia resolver o problema da população? Ah, vai! Você tem que ser muito estúpido de achar que aquela merda de WarkaWhatever vai resolver alguma coisa. porque, queridinhos, se vocês estudaram num colégio que preste, sabem que para se condensar água é preciso ter vapor d’água e temperaturas mais baixas para condensar o vapor. E é numa temperatura de SESSENTA GRAUS CELSIUS que vocês esperam isso acontecer? SERIOUSLY?

Pensem, caramba! O lugar onde Hades-Perdeu-as-Botas não tem água perto. De onde virá o vapor d’água? E como baixarão a temperatura? Gelinho? Ventilador? Sério que vocês não pararam para pensar nisso? Não, não pensaram, pois o sofativismo apenas compartilhará a notícia, e pronto!, fizemos nossa parte. Lamentável isso! Pensar, para essa gente, realmente deve ser bem doloroso!

E sim, a árvore warka realmente coleta água… do subsolo, como qualquer outra árvore, que nem o mandacaru, quando fulora lá na seca. Colocar fotos shopadas, tornadas lindinhas com 3D Studio fica maravilhoso no site da empresa Architecture & Vision. Mas os locais que mostram não têm problemas com água, e esse negócio que poço artesiano é caro, é caro pelo mesmo motivo que as coisas no Brasil são absurdamente caras: governantes tribais malucos que dominam uma população iletrada, burra e que acredita em qualquer coisa, ainda mais quando não visitam locais como este aqui:

Só não é o Inferno, porque o Capeta fugiu daqui. E as redondezas não são tão melhores. Bambu… pois sim!

28 comentários em “WarkaWater. Tá mais para WarkaFuck is that?

  1. Um programa humorístico aqui do Sul teve uma idéia melhor…água infinita usando uma geladeira! Deixa ligada, desliga que escorre água, que é só juntar. Depois liga a geladeira novamente. Água infinita de graça!

  2. Eu admito que fui um que acreditei na ideia justamente por causa da imagem. Achei que já tinham testado no lugar e que a foto se tratava da estrutura já em funcionamento.

    Mas se eles ainda não testaram seria uma mancada divulgar o conceito.

    Mas eu encontrei esse trecho aqui que pode elucidar melhor a condensação:

    “So how would Warka Water’s low-tech design hold up in remote sub-Saharan villages? Internal field tests have shown that one Warka Water tower can supply more than 25 gallons of water throughout the course of a day, Vittori claims. He says because the most important factor in collecting condensation is the difference in temperature between nightfall and daybreak, the towers are proving successful even in the desert, where temperatures, in that time, can differ as much as 50 degrees Fahrenheit”.

    Não consegui encontrar nenhuma evidência de um teste realizado num deserto. O máximo de evidência é esse ” Internal field tests”.

    Trabalho com desenvolvimento de sistemas e sei muito bem como é esse negócio de a gente achar que vai funcionar em um ambiente porque funcionou no nosso, para depois quebrar a cara e ver que uma micro-configuração no servidor do cliente é o suficiente para acionar a teoria do caos e a lei de Murphy juntas.

    Mas já que você esclareceu o problema, André, saberia dizer se apenas a variação de temperatura entre dia e noite seriam o suficiente para condensar a umidade do ar do deserto?

    1. So how would Warka Water’s low-tech design hold up in remote sub-Saharan villages?

      Er… não vai?

      Internal field tests

      Aham, tá. Designer faz teste em laboratório.

      He says because the most important factor in collecting condensation is the difference in temperature between nightfall and daybreak, the towers are proving successful even in the desert, where temperatures, in that time, can differ as much as 50 degrees Fahrenheit

      E a umidade ele tira da bunda, né?

      Não consegui encontrar nenhuma evidência de um teste realizado num deserto. O máximo de evidência é esse ” Internal field tests”.

      Em qual laboratório? Sob quais condições?

      Mas já que você esclareceu o problema, André, saberia dizer se apenas a variação de temperatura entre dia e noite seriam o suficiente para condensar a umidade do ar do deserto?

      Leia o texto de novo, sim? QUE umidade?

  3. Arquiteto: não foi homem o suficiente pra ser engenheiro, nem viado o sufuciente pra ser decorador.

    Design: não é útil o suficiente pra ser arquiteto, nem inútil o suficiente pra ser filósofo.

    Vai, foi engraçado.

  4. Depois da matéria do meio-bit sobre chineses detectando matéria viajando a 10 mil vezes a velocidade da luz parei de ler posts de ciências no site deles.

    Pelo jeito não estou perdendo nada.

  5. Caro André.

    Se essa estrutura realmente funciona e seu limitador é somente a questão da umidade do ar, ela seria uma boa solução para outras regiões onde é difícil conseguir água potável de boa qualidade.

    Explico: Em muitas ilhas do nosso litoral, há poucas fontes de água natural e elas produzem uma água “salubre”, amarelada e com cheiro forte. 100 litros de água pura por dia já seria de grande valia. E uma produção em escala poderia suprir boa parte do consumo.

    1. Se essa estrutura realmente funciona e seu limitador é somente a questão da umidade do ar, ela seria uma boa solução para outras regiões onde é difícil conseguir água potável de boa qualidade

      Filhota, e vc vai condensar a água da atmosfera COMO? Vc tem que baixar a temperatura. Vc não teve aula de ciências no ensino fundamental?

      Explico: Em muitas ilhas do nosso litoral, há poucas fontes de água natural e elas produzem uma água “salubre”, amarelada e com cheiro forte.

      Sim, claro. Pq vc nunca ouviu falar de filtros de areia com carvão ativado, certo? Ademais, ninguém mandou ir morar lá.

      100 litros de água pura por dia já seria de grande valia. E uma produção em escala poderia suprir boa parte do consumo.

      Ah, desisto. Vai, fica sonhando com esta merda, sem um único protótipo, cujo único teste é um comercial feito em Veneza, um lugar muito seco, praticamente um deserto de Atacama. Só desenhinho de 3D Studio, e quem acredita bem que merece ser passado pra trás.

  6. Que parte do “SE” você não entendeu?????

    Tu realmente é um ignorante. E já que trata as pessoas com essa “macheza de internet”, seja feliz com sua mediocridade.

    Até nunca.

    1. Mil perdões por ir na sua casa e obrigá-lo a vir aqui. Mas não se preocupe. Nós ajudamos a sair.

      (curioso como quando a gente faz as perguntas para os “religiosos”, o resultado é sempre o mesmo)

      1. Tática de escape. Levam as perguntas para o lado pessoal propositalmente, para assim poderem fugir sem respondê-las.

  7. Me lembrei de um documentário, que vi há muitos anos, acho que na TV Cultura, sobre os animais que viviam em desertos… acho que no Namibe, mas não tenho certeza. De qualquer modo, lembro que quando apresentaram algumas das estratégias dos animais para conseguir água, mostraram uma espécie de besouro, que no fim da noite se posicionava sobre alguma duna, de modo a captar o orvalho que se condensava. Ele mantinha as patas dianteiras erguidas e com elas direcionava as gotas que se acumulava para à boca… não era uma quantidade absurda de água, mas suficiente para manter o animal… dai, esperar conseguir acumular água para manter um população humana, parece muito pouco provável… no caso do Namibe, assim que amanhecia toda a pouca umidade que havia se condensado desaparecia totalmente…

  8. Pingback: Blog do Lucho
  9. Resumindo: Não funciona porque o lugar não possui umidade suficiente para captar a água do ar.

    Crítica!
    Cara, sério! Pra quê esse linguajar ofensivo, chula e que em nada agrega?

    Lamentável o tipo de linguajar adotado pelo “redator”.

    Antes de cuspir (ou vomitar, como queira) pelos dedos, pense que nem todo mundo (eu diria a maioria, para ser sincero) se agrada ao ler algo ofensivo e desrespeitoso.

    (Dificilmente será aprovado para aparecer nos comentários, mas pelo menos quem cuida do site o lerá!)

  10. Não iria responder mas diante da sua ofensa, lhe respondo.

    Primeiro não estou acreditando, estou analisando e pesquisando antes de condenar veementemente.
    Minha formação é:
    Técnico de eletroeletrônica
    Mecânico de Aeronaves
    Gerencia Administrativa
    Gestor em Saúde e Ambiental
    Tenho CRQ como vc (pelo menos imagino que tenha)
    Especialista em tecnologia fotovoltaica e termofissão
    Especialista em sobrevivência para ambientes extremos
    Pra complementar, trabalhos executados na Europa.

    Quando vc se dispor a uma discussão de alto nível talvez eu possa aceita-la, pois para uma pessoa de tão baixo nível já gastei tempo demais.

    Att,

    Henrique

  11. Procure por “fog harvesting” e vai descobrir muitos estudos cientificos sobre essa tecnica, realmente o WarkaWater é bem hype ate porque eles não inventaram nada, só deram um design moderno pra uma tecnica já usada por muitos agricultores inclusive. Outra coisa é que em muitos desertos tem neblina o suficiente pelas manhas para serem colhidas pela malha! Acampando com uma barraca vagabunda no alto de uma montanha onde não tem corregos dagua, em 1 noite acomulou copos dagua no fundo da barraca e acordei ensopado, não tenho duvidas que funciona, com uma malha maior e mais apropriada para fog haversting eu poderia viver la sem morrer de sede e teria agua pra cultivar tb, não pra tomar banho todo dia mas o suficiente pra melhorar de vida o que já é ótimo!

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s