Google Glass pode ser um “ouvido” na roda para surdos

Eu nunca vi um Google Glass, mas eu quero um. Quero colocar pendurado no meu óculos, principalmente quando for pegar meu contra-cheque e ver que meu salário teve um aumento pra mais de 9000. Como a probabilidade disso acontecer está no limite em que X tende a Zero, só me resta noticiar que um grupo de universitários surdos (não os do Show do Milhão, que só produzem vergonha) e sua professora desenvolveram um sistema para exibir vídeos de apresentações em planetários narrados para alunos surdos.

E você aí pensando em rodar filme das Brasileirinhas enquanto está na missa… Tsc Tsc

O dr. Michael Jones não tem nenhum irmão na diretora executiva da OCP nem foi dublê do Kevin Bacon em Footloose. Apesar de não ter uma página que preste, ele é professor do Departamento  de Ciência da Computação da Universidade Brigham Young (o que não deixa de ser irônico com aquele lixo de página que deram pra ele). Levando em conta que os estudantes da Brigham Young não são como os universiotários brasileiros que largam as aulas para irem encher a cara de cerveja nos barzinhos próximos (eu fui literalmente arrancado da sala de aula, junto com os outros nerds, porque queríamos assistir as aulas. Adivinhem quem passou e quem ficou reprovado.) , nem saem gritando que estão sendo violentados pela PM (Hades do Céu, eu AMO este vídeo!)

Tio Mike e seus pupilos desenvolveram o sistema " Signglasses", o qual pode ajudar na alfabetização surdos. O problema, principalmente é nas visitas a planetários, por exemplo, que por causa da escuridão obrigatória, surdos não conseguem nem ao menos ler os lábios do apresentador e sequer adianta um intérprete.

Enquanto o pessoal das áreas "humanas" estão discutindo a integração dos alunos, os preconceitos e violências veladas contra eles, o professor Mi-Jo (acho que essa abreviação não ficará legal) resolveu fazer a diferença. O sistema bolado por eles projeta num óculos a imagem do tradutor usando linguagem de sinais. A tecnologia pode ser usada em diferentes tipos de óculos, mas qual não seria mais adequado, senão o Google Glass?


Tu gostas de algo grande, né? Toma ESTE AQUI.

O professor Tommy Lee, digo, Michael disse que contou com a ajuda de dois alunos totalmente fluentes em linguagem de sinais, o que ajuda bastante no desenvolvimento do projeto, e a ideia é que ele não fique restrito às apresentações no planetário, mas uma ferramenta de uso constante para surdos; e como eu sei que vocês adoram um videozinho, abaixo vai um em pleno uso:


Fonte: Mãe da Criança

Um comentário em “Google Glass pode ser um “ouvido” na roda para surdos

  1. Os google glass realmente me encanta, as aplicações práticas são infinitas e incríveis como o artigo demonstra, mas, como tudo de bom que é criado, não consigo deixar de ter a sensação de que a maioria qee tiver acesso só vai usá-lo pra ver o facebook no trabalho ou coisas inúteis do tipo.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s