O caso do sujeito de barba na cara que se passou por trans, se infiltrou numa reunião feminista e ainda pegou mulher lá

Este caso é maravilhoso e precisa ser contado mais uma vez. Numa conversa no Twitter, lembrei do caso do espertão que se fez passar por mulher trans, foi num encontro feminista, raspou a barba lá e saiu dizendo que seu nome era Luísa (ou Heloísa). Ah, sim, ele se disse mulher trans E LÉSBICA! Pegou uma saia emprestada de uma das manas do movimento e saiu desfilando por lá, inclusive indo no banheiro das muié e pegou uma guria lá.

Sim, esta entra na conta da sua SEXTA INSANA!

Continuar lendo “O caso do sujeito de barba na cara que se passou por trans, se infiltrou numa reunião feminista e ainda pegou mulher lá”

As idiotas programações de TV com um objetivo verdadeiro

Eu pus artigo sobre jornaleiros idiotas chamando leigos para dar palpites sobre coronavírus, pandemias, quarentenas etc. quando chamam especialistas, é apenas para seguir a máxima “tragédia vende”, sendo que informação fica em último lugar. Mas quem disse que veículos de informação servem para dar informação? Sim, eu sei que é chocante, mas veículos de informação não existem para informar, mas para vender seus produtos. Mas eu queria salientar outras coisas, que até caberiam no artigo anterior, mas eu tive um bom motivo*.

Continuar lendo “As idiotas programações de TV com um objetivo verdadeiro”

Artigos da Semana 15

Chegou domingão, cheio de excelentes notícias, como políticos surtando, rinha de parasitas, trezentas mil denúncias e nada disso indo pra frente, óbvio. Nesse meio tempo eu coloquei uns artigos no blog, como sempre. Sobre prefeitoscos mandando rezar para acabar com o coronga, telescópios espaciais nos trazendo belíssimas imagens, cães naquela idade insuportável chamada adolescência e os maravilhosos artigos científicos que postaram, ecerrando definitivamente longos debates

Vamos ver o que rolou.

Continuar lendo “Artigos da Semana 15”

Estudantes de Medicina e Economia não sabem usar Internet e só pesquisam em sites vagabundos

Logo quando a Internet começou a se popularizar, Umberto Eco soltou a maravilhosa frase “A Internet promoveu o idiota da aldeia ao Portador da Verdade”. Seu intuito, com essa frase, era dar uma visão de como um imbecil antigamente ficava restrito ao seu grupo familiar ou, no máximo, de amigos de taverna. Entretanto, hoje, os idiotas só precisam de acesso à internet. OBVIAMENTE, vocês começaram alguma bobagem defendendo esse ou aquele partido político, acusando aquele ou esse partido político, quando a ignorância é mais vasta que isso, haja vista o bando de gente me xingando quando colo o vídeo sobre o arroz estragando (ou não) apenas por causa de pensamentos, ou vídeo que eu coloquei provando que água sanitária e vinagre não dão uma emanação gasosa pérfida que corrói tudo. Todos que me xingaram tiveram “provas”: relatos. De quem? Não se sabe, mas se relataram, é verdade!

Com tanto lixo espalhado pela rede, há um sério problema: como ver o que é informação de qualidade e o que é lixo? O Umberto tencionou criar algo como uma mistura de bibliotecas e Lan Houses, em que os alunos teriam apoio de professores para filtrar a informação. Claro, isso já tem quase 20 anos e muito evoluiu. O que não evoluiu foi a capacidade de identificar o que é conteúdo que presta e o que não presta. Uma pesquisa agora apontou o que todo mundo sabia, mas agora é com rigor científico: alunos têm problemas para avaliar criticamente as informações da Internet, sendo influenciados por fontes não confiáveis

Continuar lendo “Estudantes de Medicina e Economia não sabem usar Internet e só pesquisam em sites vagabundos”

Três idiotas entram numa fria e Darwin cossaco cai na gargalhada

Existem ideias idiotas, ideias completamente imbecis, ideias totalmente retratadas, existe a ideia de invadir a Rússia no Inverno, há a ideia de querer ser professor no Brasil e tem a palpiteira de cosméticos que resolve fazer uma festona metendo gelo seco na piscina. Darwin estava ansioso, com olhos vidrados, boca aberta e esfregando as mãos, pelo que poderia dar. Bem, Darwin não ficou decepcionado dessa vez quando 3 imbecis passaram dessa para melhor, inclusive o marido da referida.

Bônus track: a referida “influencer” é farmacêutica e o marido dela, um dos que bateram as botas, era químico. Um péssimo químico pelo visto.

Continuar lendo “Três idiotas entram numa fria e Darwin cossaco cai na gargalhada”

Criança assassinada no Rio, vítima de imbecis que não vacinam seus filhos

E no mundo que quanto mais evolui mais retorna ao reino do atraso, temos a maravilhosa notícia que a Peste está avançando sobre o país, e já fazendo vítima. Sim, eu sei que parece algum anúncio de blog na Alta Idade Média, mas nem é isso, e sim que o Rio de Janeiro já tem a sua primeira vítima de sarampo desde o ano 2000. Em 20 anos se achou que o sarampo estava erradicado. Bem, achou errado, otário! E o prognóstico não é nada muito legal.

Olhando umas pintinhas vermelhas esquisitas surgindo aqui em mim, esta é a sua SEXTA INSANA!

Continuar lendo “Criança assassinada no Rio, vítima de imbecis que não vacinam seus filhos”

Rondônia acha que adolescente não pode ler livros. Vão distribuir rótulo de shampoo?

Aquele que não aprende História corre o risco de repeti-la!

Bem, está se repetindo. Em 2010, o Conselho de Educação veio com uma de proibir o uso de livro de Monteiro Lobato em colégios. Os motivos é que ele era racista, preconceituoso e coisas afins. Pegaram como exemplo que o livro chama Tia Nastácia de negra. Acho que era para chamar de “moreninha”. Mas isso já era de outro autor. Para um pesquisador da USP, Monteiro Lobato era racista. Sim, ele era. Shakespeare também era. Vamos cancelar o Mercador de Veneza?

Bem, tanto bateram que começou um barata-voa para tirar das escolas livros “malvadinhos”. O problema é que o vento que venta lá, venta cá. E chegou a vez de Rondônia de proibir o uso de alguns livros tido como muito errados.

Continuar lendo “Rondônia acha que adolescente não pode ler livros. Vão distribuir rótulo de shampoo?”

Pesquisa diz que força das marés serão usadas para combater o malvado CO2

Nada como reeditarem ideias idiotas. E é curioso que por mais idiota que uma ideia seja, parece que mais ela é reeditada. Um exemplo disso é a mania asinina de converter o gás carbônico, esse incrível ser malévolo, em combustível. Toda semana sai uma maluquice a esse respeito com ideias ÇENÇASSIONAIS!

Agora, a mais nova forma de converter CO2 em combustível é usar a força das marés. Não, claro que não é forma direta. Você achou o que? Ainda estamos obedecendo às Leis da Termodinâmica.

Gaseificando a loucura e esperteza de certas pessoas, esta é a sua SEXTA INSANA!

Continuar lendo “Pesquisa diz que força das marés serão usadas para combater o malvado CO2”

Indonésia feminista emprega mulheres em tarefas masculinas: açoitar mulheres

Percorrendo a Internet, eu fiquei sabendo que o Brasil é um dos piores lugares do mundo para ser mulher [1] [2] [3] [4] [5]. Se disseram, é porque deve ser, né? Imaginem que aqui, a despeito de mulheres terem direitos resguardados pela Constituição e até vagões exclusivos em trens, para evitar assédio, além de delegacias especializadas é uma pouca vergonha. Sabem que dá de mil a zero? Sim, ela mesma: Indonésia!

Diferente desta imundície chamada Brasil, a Indonésia mostra o quanto é avançada e se mostra antenada com o empoderamento, dando vagas a mulheres que antes eram estritamente masculinas. Sim, a Indonésia sapateia na cara dazinimiga e açoita todo mundo que se meter em seu caminho que visa o empoderamento, dando emprego de açoitadoras.

Continuar lendo “Indonésia feminista emprega mulheres em tarefas masculinas: açoitar mulheres”