Maior fóssil de aranha do mundo tinha namorado

Em 2011, um fóssil de uma imensa aranha foi encontrada. Era algo feio, peçonhento e devia feder quanto estava viva. Ela recebeu o nome de Nephila jurassica, já que ela foi datada do período jurássico e era da família Nephilidade. Essa tristeza, provavelmente filhote da Laracna, foi encontrada na província de Daohugou, China. Infelizmente, não tem pra vender na Deal Extreme.

Agora, foi encontrado um macho (fossilizado também, claro. Aranha com milhões de anos ninguém merece) que fazia parzinho com a Unbgoliant mirim, mas isso fará com que a Dona Aranha tenha que ser reclassificada, antes de subir pela parede, ainda mais que vem chuva forte aí.

O dr. Hari Seldon, digo, dr. Paul Selden é professor do Departamento de Geologia e diretor do Instituto de Paleontologia da Universidade do Kansas. Foi ele e ChungKun Shih e Dong Renacharam que encontraram a aranhinha do mal, para depois Selden bater os sapatinhos e dizer que não há lugar como o nosso lar e voltar pra casa.

Mas a Natureza é safadinha e tem segredos. Agora, no final de 2013, foi encontrado outro fóssil: um macho da mesma espécie da aranhinha safadinha. O problema é que este espécime não pode ser considerado da espécie Nephila jurassica, já que seu pedipalpo possui uma morfologia que o diferencia em termos de sinapomorfia da família Nephilidade. Maneiro, não é?

Não, não é maneiro. Não sei o que é pedipalpo, não sei o que é morfologia e, DEUS!, o que, diabos, é sinapomorfia?????

Oh, homens de pouca fé! Até quando estarei eu com vocês para ter que dizer tudo?

Morfologia é tudo que é referente à forma de um ser vivo. Se ele tem 2 pernas, cabeça, 32 dentes ou se é como você. Se eu examinar preliminarmente a morfologia de uma espécie e perceber que ela tem 6 pernas, essa espécie pode ser tudo, mas com certeza não será um mamífero. Já o fato do serzinho querido ter 2 ou 4 pernas não afetará em nada ele ser mamífero (ou não), mas se tiver glândulas mamárias, com certeza não é um peixe.

De acordo com a wikipédia, a sinapomorfia nada mais é que caracteres homólogos apomórficos compartilhados por dois ou mais táxons. É a situação que se observa quando dois táxons apresentam o mesmo caractere, e este representa uma forma derivada apomórfica frente a outra ancestral plesiomórfica.

Plesiomorfia é uma característica bem primitiva, como a coluna vertebral, que apareceu lá com o antigo picaia.

Apomorfia é uma característica que temos HOJE oriunda de algum ancestral no passado. A sinapomorfia é uma característica comum dentro de um grupo. Por exemplo, você e seu periquito são tetrápodes (possuem quatro membros), então o número de membros não é uma sinapomorfia. Mas você e seu cachorro são ambos mamíferos e ambos possuem glândulas mamárias.

No caso da aranha macho, a morfologia de seu pedipalpo não condiz com uma Nephila. Pedipalpos, ou também chamados "palpos" são aqueles apêndices que servem para agarrar a comida e levá-la à boca; é deles que deriva a antiguíssima expressão  que só pessoas bem idosas se lembram: "estar em palpos de aranha", significando que você está numa enrascada muito da grande.

O macho do dr. Selden… não, isso soou esquisito. O macho da aranha do dr. Selden (podia ser da senhora dele, mas aí poderíamos confundir com música da Dercy Gonçalves) tinha um tamanho similar à fêmea encontrada em 2011. Uma das pernocas tinha cerca 5,82 cm, oque não é pouca coisa, ainda mais se este monstro primitivo estivesse andando sobre você. Deem uma olhada nos monstrengos:

Selden e seus colaboradores estão revendo a classificação. Segundo eles, a espécie deveria ser renomeada para Mongolarachne jurassica, criando uma nova família.

A pesquisa foi publicada no periódico Naturwissenschaften

4 comentários em “Maior fóssil de aranha do mundo tinha namorado

  1. Pelo título imaginei uma aranha de 1 metro.

    Mesmo assim são belos fosseis. Queria um desses pra minha sala.

  2. Deve ser uma maravilha para os doutores em questão encontrar esses fósseis, já que fornecem novas pistas para podermos entender como surgiu a grande diversidade de organismos que encontramos no mundo. O entendimento desses processos são úteis para a compreensão de temas como o surgimento da vida, surgimento de novas espécies, como essas aranhas, crises biológicas etc.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s