Descoberto dinossauro que fica banguela na idade adulta

Dinossauros são uma coisa maravilhosa. Eu gosto de dinossauros. Para mim eles sempre serão aqueles lagartões malvados e não o tatatataravó de uma galinha zarolha, independente do que esses tai de cientistas falem. Naqueles dentões malignos trucidavam e dilaceravam presas sem dó nem piedade. GRAAAAAAWWWWRRRRRRRR!

Infelizmente, a realidade fala mais alto e nem todo dinossauro tinha dentão. Pelo contrário, a maioria era desdentada. O curioso é que, pelo menos, uma espécie nascia dentuço e perdia os dentes com o passar da vida.

Continuar lendo “Descoberto dinossauro que fica banguela na idade adulta”

Coloquem mais água no feijão! Mais um primo distante foi encontrado

É comum as histórias em que o herói busca as suas origens, seu ponto de partida. Isso se reflete em como nós encaramos a própria existência e nossa curiosidade sobre quem estava aqui antes de nós, antes do ser humano ser efetivamente humano. Já coletamos muitas informações e temos ampliado e muito nossa árvore genealógica.

Mas estamos falando de Ciência, onde nunca ha respostas definitivas, pois nunca temos informações definitivas, e mais dados aparecem, como é o caso de duas mandíbulas encontradas, que mostra que nossa busca está longe de ser terminada.

Continuar lendo “Coloquem mais água no feijão! Mais um primo distante foi encontrado”

Maior fóssil de aranha do mundo tinha namorado

Em 2011, um fóssil de uma imensa aranha foi encontrada. Era algo feio, peçonhento e devia feder quanto estava viva. Ela recebeu o nome de Nephila jurassica, já que ela foi datada do período jurássico e era da família Nephilidade. Essa tristeza, provavelmente filhote da Laracna, foi encontrada na província de Daohugou, China. Infelizmente, não tem pra vender na Deal Extreme.

Agora, foi encontrado um macho (fossilizado também, claro. Aranha com milhões de anos ninguém merece) que fazia parzinho com a Unbgoliant mirim, mas isso fará com que a Dona Aranha tenha que ser reclassificada, antes de subir pela parede, ainda mais que vem chuva forte aí.

Continuar lendo “Maior fóssil de aranha do mundo tinha namorado”

Bebê dinossauro resgatado por cientistas, mas tarde demais

A criancinha estava serelepe. Ela estava confiante que seria grande e forte como papai. Mas o destino não dá bola para esses desejos infantis, e a fatalidade chegou! Não era um bebê humano, mas sim um dinossaurinho feliz, que como eu amava besouros e pedras que rolavam. O que poderia ter dado fim à sua pobre vida?

Continuar lendo “Bebê dinossauro resgatado por cientistas, mas tarde demais”

O que é um fóssil vivo?

Boa parte das publicações de divulgação científica ou aquilo que costumam chamar de jornalismo científico brasileiro (e cada vez que eu leio isso tenho vontade de rir) se refere ao termo "fóssil vivo", quando falam de espécies que ainda vivem hoje, sem nenhum parente direto, mantendo as mesmas características genéticas de milhões de anos.

Isso, dizem pessoas de extrema baixa cultura e totalmente ignorantes em Ciência (doravante chamadas de "Criacionistas"), seria prova que Evolução não existe, pois espécies teriam que evoluir sempre. Teriam mesmo? Peguem o volume referente a Biologia Evolutiva do LIVRO DOS PORQUÊS.

Continuar lendo “O que é um fóssil vivo?”

Os traços biológicos de uma catástrofe estelar

Quando uma estrela já não aguenta mais, está totalmente de saco cheio e vê seu contra-cheque as forças internas são tão grandes que a gravidade não consegue mais segurá-las, ela explode de forma violenta e avassaladora. Claro, isso vai depender do seu tamanho, já que o nosso Sol "apenas" se transformará numa gigante vermelha, devorando todos os planetas rochosos, para depois encolher, não restando vestígios de Mercúrio, Vênus, Terra e nem Marte. Se ela fosse mais massiva, se transformaria numa supernova e durante sua explosão, toda a sua massa estelar seria expulsa, espalhando sua poeira, de quem somos filhos.

Agora, cientistas alemães estudam a origem do Cosmos por uma outra frente: por vias biológicas, onde fósseis dão indícios da magnífica e temerosa explosão de uma supernova.

Continuar lendo “Os traços biológicos de uma catástrofe estelar”

Impressoras 3D ajudando no estudo de fósseis

Fósseis são muito importantes. Eles nos ensinam mais sobre o passado da Terra e sobre os seres que viveram. A saber, todas as espécies fossilizadas que foram descobertas até hoje é uma ridícula fração de tudo o que já viveu. O processo de fossilização é demorado e difícil, e muitas das espécies do passado não tiveram a sorte de serem fossilizadas para que cientistas pudessem estudar. Por isso, cada fóssil é tratado como o tesouro que ele realmente é, e muitas vezes não se pode nem movê-lo para não destruí-lo.

Levando isso em conta, como cientistas poderiam estudar fósseis e compartilhá-los com seus colaboradores ao redor do mundo? Como um estudante da Nova Zelândia estudaria fósseis encontrados no Chile? A resposta vem através de impressoras em 3D, que literalmente imprimem uma cópia do fóssil para que possa ser compartilhado.

Continuar lendo “Impressoras 3D ajudando no estudo de fósseis”

Encontrado o mais velho fóssil com cérebro

Fósseis são algo difícil de obter. Quanto mais velho, mais problemático de termos algo completo sobre um ser vivo que pisou por aqui há milhares de anos. Cacos são aproveitados para tirar o máximo de informação e mesmo assim muito se perde, mas o que se encontra é algo maravilhoso. Outra coisa difícil é encontrar vestígios de órgãos internos e muito, mas muito raro encontrar um cérebro, mas os pesquisadores conseguiram algo melhor: o mais antigo fóssil com cérebro já encontrado.

Continuar lendo “Encontrado o mais velho fóssil com cérebro”