Freezer da UFPE quebra e 4 anos de pesquisa vão pro ralo

O Brasil tem muitos problemas. O principal deles é exatamente ser o Brasil. Sabemos bem o quanto pesquisa científica no Brasil é valorizada. Tão valorizada que o governo faz por onde cientistas saírem daqui para pesquisar em universidades estrangeiras. Enquanto isso, uns pobres abnegados fazem de tudo para manter a chama da Ciência acesa por aqui, mas parece que isso não adianta muito quando aparelhos de última geração dão defeitos.

Aparelhos muito sofisticados… como um freezer, por exemplo.

Tudo começou quando um equipamento do Departamento de Nutrição da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) queimou. O aparelho era um freezer, mas não igual a este cacareco vagabundo que você tem em casa. A saber, o freezer da UFPE era uma grosseria que chegava a –80ºC. Ele era utilizado para armazenar material biológico de alto custo financeiro e científico, de relevância nacional e internacional, conforme notícia do G1.

Depois de uma série de quedas de energia, aparelho nenhum fica perfeitinho e este freezer partiu dessa para melhor dizendo "fica-te pesquisa onde estás. Até aqui chegastes, daqui não passarás". Foram 4 anos de trabalho indo pro saco. Eu não sei exatamente o que o pessoal de lá está sentindo, mas depois de ter trabalhado no Museu Nacional e ver o pessoal quase saindo no tapa por causa de um litro de álcool, posso bem entender que no mínimo, o pessoal entrou em desespero, ainda mais pela falta total de perspectiva de ter outro aparelho logo. (by the way, era muito bom pro meu ego ver as estagiárias de vários departamentos indo no laboratório de química suplicar pelo álcool, já que fui eu quem recebeu. E sim, aconteceu isso mesmo que vocês estão pensando :D)

Isso me lembrou do caso do Instituto Butantan e a maravilhosa pérola de um ex-diretor que chamou o acervo perdido de "bobagem medieval". São vários anos de estudo, de pesquisa, de dedicação, pensando em angariar mais conhecimento, para perder-se tudo num caso de despreparo e instalações vagabundas e defeituosas. Uma coisa é eu perer um artigo pro Cet.net porque caiu a luz (como quase aconteceu duas vezes hoje, mas o Live Writer recuperou os textos).

A propósito, a luz caiu pela 3ª vez AGORA e o Live Writer me salvou mais uma vez. Obrigado, amigão.

Não há muito o que fazer agora. éw sentar e recomeçar os trabalhos, com o sabor amargo na boca que na UFSCar o pessoal ganha verba para pesquisar cromoterapia, na UNB pesquisam fantasminhas e na UFF apreciam funkeiras bundudas como dissertações de mestrado. Este é o nosso brasilzão véio de guerra, prontinho pra copa, cozinha e banheiro… e pro Nobel, também.

6 comentários em “Freezer da UFPE quebra e 4 anos de pesquisa vão pro ralo

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s