Pastor evangélico é confundido com ativista gay e é arrastado à força. Karma is a bitch

Freezer da UFPE quebra e 4 anos de pesquisa vão pro ralo
O vulcão de gelo em Titã

Schadenfreude é uma expressão alemã cuja paráfrase significa "ficar contente pra cacete quando alguém se ferra". Bem, foi mais ou menos isso que senti (mais pro lado do mais) com o que aconteceu com o pastor da Igreja Quadrangular, quando o pessoal resolveu, diante de uma manifestação evangélica de liberdade de expressão, expulsá-lo dali quase na base da porrada. O motivo? Bem, acharam que ele era um ativista gay por causa da bandeira. Voltamos depois do break, quando eu parar de rir.

Senhor: Fazei de mim um instrumento de vossa Paz.
Onde houver Ódio, que eu leve o Amor,
Onde houver Ofensa, que eu leve o Perdão.
Onde houver Discórdia, que eu leve a União.
Onde houver Dúvida, que eu leve a Fé.
Onde houver Erro, que eu leve a Verdade.
Onde houver Desespero, que eu leve a Esperança.
Onde houver Tristeza, que eu leve a Alegria.
Onde houver Trevas, que eu leve a Luz!

Esta é a Oração de São Francisco. Ele foi um cara muito legal, meio hiponga e com jeitão de aparecer no domingo para te ajudar a preparar o churrasco, mas não fica pra comer. Infelizmente, Chicão é santo da Igreja católica e evangélicos não gostam muito dele. Aliás, eu estou para saber do que evangélico gosta (saber, eu sei, mas vamos deixar a vida dos outros em paz).

Durante a chamada "Manifestação pela liberdade de expressão, liberdade religiosa e família tradicional”, organizada pelo pastor Silas Malafaia ontem à tarde, algo inusitado aconteceu. Ciosos que as pessoas têm que respeitar o direito de exprimir opiniões sobre todos os assuntos, a crentalhada surtou quando viu um camarada com uma bandeira colorida. Não que fosse algum membro do Restart ou algo assim, era pior ainda! Como aqueles sem-vergonha ousam poluir solo sagrado? Na moral, vamos expulsar o alemão dali, galera! E partiram pra cima do camarada, arrastando-o à força, e prestes a descer a porrada, pelo santo nome de Jesus.

Mateus 11:29-30 — Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.

Incrivelmente, esqueceram que Jesus pregava o amor e a temperança, não julgar os outros e nem atirar a primeira pedra. Realmente, pedra não atiraram… porque não tinha nenhuma lá. O problema nisso é que a bandeira que os imbecis viram era essa aqui do lado.

Sim, pois é. A bandeira da Igreja Quadrangular (tem uma que parece o logo do Windows).

Este pessoalzinho é tão burro, mas TÃO BURRO que acham que arco-íris é algo que gays inventaram. Interessante, pois Noé fez a aliança com Deus, queimou um monte de ervas e sacrificou alguns dos poucos animais que ele estava carregando (não pergunte, eu também nunca entendi isso) e ganhou de presente um arco-íris fashion (alguns escritos apócrifos dizem que Noé ganhou um par de saltos altos e uma lingerie sexy).

O resultado foi isso aqui:

Depois da confusão, começou a sessão de paninhos quentes, onde alegaram que a ação da Gestapo do Senhor dos seguranças foi apenas um mal-entendido. Ou seja, foi um mal-entendido porque não eram homossexuais. Se fosse, podiam baixar a porrada direito. Jean Willys reiterou como é ética a nação cristã e eu fico pensando onde estava a parte do "atire a primeira pedra quem não tiver pecado" (e aposto que na calada da noite, muita gente ali bem que gosta dos pecados que condenam durante o dia).

Não que eu ache que violência se cure com violência. Cadeia está de bom tamanho. Mas eu quero ver se o bom pastor da Quadrangular continuará achando normal baixar a porrada em gays, prostitutas e qualquer um de outra religião (pensamento meu: sim, continuará)

A atitude dos seguranças foi classificada pela organização da manifestação como um “mal entendido”, e o pastor foi levado de volta ao palco após representantes da igreja esclarecerem aos organizadores do evento que o homem forçado a deixar o local é um pastor e que apenas segurava a bandeira símbolo da congregação evangélica da qual faz parte.

Mais interessante ainda é ter lido que os organizadores daquela palhaçada informaram que foi proibido portar bandeiras de igrejas, já que o evento é de “todas as igrejas evangélicas”. Hummm, sei. Isso demonstra liberdade de expressão, não é mesmo? Isso evidencia como são éticas, não é mesmo? Desculpe, Chicão, o que você disse mesmo?

Ó Mestre, fazei que eu procure mais consolar, que ser consolado; compreender, que ser compreendido; amar, que ser amado. Pois é dando, que se recebe. Perdoando, que se é perdoado e é morrendo, que se vive para a vida eterna!

No vocabulário dos crentes retardados isso soa como

Chicken Chicken Chicken Chicken Chicken Chicken Chicken Chicken Chicken Chicken Chicken Chicken Chicken Chicken Chicken Chicken Chicken Chicken Chicken Chicken.Chicken .

Como último pensamento: "Pai, me livre dos seus seguidores".


Fonte: Gospel+, G1 e Bobagento (sim, eu sei)

Freezer da UFPE quebra e 4 anos de pesquisa vão pro ralo
O vulcão de gelo em Titã

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!

  • Luizrem

    Duas providências urgentes adotadas pelo Malafaia após a parada gay, digo, marcha evangélica: mandar a Igreja Quadrangular mudar a cor da bandeira e submeter o pastor ao famoso teste da farinha, só para tirar a dúvida.

  • Ale

    Marcha evangélica pela liberdade de expressão e liberdade religiosa?Primeiro:Se eles não tivessem liberdade de expressão,não poderiam nem fazer tal manifestação,pois seriam impedidos pela polícia.Segundo:Alegam falta de liberdade religiosa como se fossem impedidos de ficarem em seus cultos berrando,como se o deus deles fosse surdo.O que eles querem é poder detonar qualquer um que vá contra o livrinho sagrado deles,sejam eles homossexuais,espíritas,pais de santo,ateus etc.Na realidade querem um alvará para sentar a porrada em qualquer um que discorde de suas idéias.Democracia,só quando convém a eles.

  • Pluto
  • NestorBendo

    Chicken chicken chicken…