Cientistas da NASA encontram peróxido de hidrogênio em Europa

Mais um mistério do Universo é desvendado! Pesquisadores do Jet Propulsion Laboratory analisaram Europa e encontraram uma grande concentração de peróxido de hidrogênio – a famosa "água oxigenada" – em Europa. Isso pode explicar muitas coisas, mas não porque tem loiras lá. Mesmo porque, estou falando do satélite Europa e não o continente, criaturinhas desatentas. A pesquisa pode nos dizer da capacidade de Europa, o satélite do sistema joviano, pode sustentar vida.

A filha de Aginor e Telefasa, bela e resplandecente, está bem acompanhada do Senhor dos Deuses. Ela é tímida, mas misteriosa. Envolvente e terrível. Ela é Europa, uma das "luas" (sim, eu sei) de Júpiter. Ela tem um diâmetro equatorial de 1.569 km, bem pequena se compararmos com o diâmetro equatorial da Terra, que é de cerca de 12.756 km. Mas isso seria impedimento para ter vida lá?

Qualquer notícia que envolva "vida" e planetas, satélites, cometas ou outros corpos celestes desperta na maioria das pessoas alguma imagem de um ser cabeçudo, esquisito e de pele esverdeada. Isso poderia ser a descrição de muito político, mas estamos falando de seres um pouco mais evoluídos, como bactérias ou outros seres unicelulares.

O dr. Kevin Hand é Cientista-Chefe interino do Departamento de Exploração de Sistema Solar (além da discutível vantagem de ser parecido com o Fagner). Aliás, é curioso o sujeito começar com um bacharelado em Física, outro de Psicologia, mestrado em Engenharia Mecânica e terminar com um doutorado em Ciências Geológicas e do Ambiente. Ah, sim! E ainda deve se apresentar em alguns bares, cantando músicas bregas.

Hand lidera uma pesquisa que será uma mão-na-roda para se determinar se há vida nos satélites de Júpiter, mais especificamente, Europa, como dito acima. para tanto, o dr. Mãozinha (eu juro que tentei resistir) e seus colaboradores analisaram a superfície do supra-citado satélite e o que ele achou foi peróxido de hidrogênio, a nossa querida água oxigenada.

De acordo com os pesquisadores, se existe peróxido de hidrogênio na superfície de Europa, fatalmente ele irá se dissolver no oceano abaixo, o que poderia ser uma fonte de energia importante para formas simples de vida. Isso parece com a ideia antiga que Vênus era todo enevoado. Como era enevoado, tinha muito vapor d’água condensado. Se tinha muito vapor d’água condensado, então tinha pântanos. Se tinha pântanos, obviamente tinha dinossauros. Então temos a cadeia que começa com "Não conseguimos ver nada em Vênus". Conclusão: Dinossauros! Sim, eu sei que parece maluquice. Sim, eu também sei que este exemplo foi dado por Carl Sagan em Cosmos. Não, eu não tenho vergonha de usar este mesmo exemplo, ainda mais porque ele ilustra tão bem como algumas pesquisas científicas devem ser feitas com cuidado.

De princípio, Hand não está errado na sua hipótese (ele nunca disse "Ahá! Tem peróxido lá, logo tem uma tribo selvagem lá de Felicianos à solta!"). Não basta haver uma mistura de substâncias simples e compostas dissolvidas em algum solvente (de preferência, água). Para que haja ativação de processos biológicos, tem que haver formas de se obter energia, e o peróxido possui energia armazenada em suas ligações, o que poderia, em tese, ser útil para formas de vidas simples, como jornalistas fundamentalistas.

Então a pesquisa é um grande tiro n’água?

Não, não diria isso. Parafraseando Isaac Asimov, a principal frase de um cientista não é "Eureka" e sim "Que engraçado…". A hipótese do dr. Mãozinha é válida e o peróxido pode sim desencadear reações químicas (ainda mais que ele pode se comportar como oxidante E como redutor), liberando energia no processo. esta energia pode desencadear outros processos e se houver alguma forma de vida bem tosquinha lá, ela adorará isso de paixão.

A descoberta feita pela sonda Galileo, em homenagem ao primeiro a ver Júpiter e suas consortes. A pesquisa foi publicada no periódico Astrophysical Journal Letters, e você poderá saber um pouco mais sobre Europa no vídeo abaixo:


Fonte: Mãe da criança.

7 comentários em “Cientistas da NASA encontram peróxido de hidrogênio em Europa

        1. Quando quero me instruir, uso fontes confiáveis, como artigos científicos indexados, livros de autores respeitados e blogs como o meu. Se vc se instrui lendo um site merda daquele, não espere que as pessoas o levem a sério.

          1. @André, É , com um mínimo de pesquisa na net não teria mencionado tal site, paguei o preço da preguiça. O “pesquisador” é , sendo ameno, muuito controverso.
            Novamente, sorry folks.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s