Tag Archives: vida

Os Fósseis

Fósseis são vestígios de seres vivos do passado. Estudar fósseis é como uma viagem no tempo por uma Terra desconhecida, é entender nosso passado, e compreender o quão frágeis são os seres vivos, que podem desaparecer completamente, sem deixar vestígios, já que os processos de fossilização são muito difíceis.

Este é mais um vídeo falando sobre conceitos básicos de ciência, mais especificamente paleontologia.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Raposas dão balé em Darwin usando perfume de pumas

A luta pela vida não é apenas em devorar o mais rápido possível, mas também em não ser jantar pelo maior tempo possível até conseguir gerar descendentes. Evolução é uma corrida da Rainha Vermelha, com o predador evoluindo para ser mais eficiente em matar e a presa evoluindo para ser a mais eficiente em ralar peito na primeira oportunidade.

Um exemplo disso são algumas raposas cinzentas que moram nas montanhas da Califórnia. Elas foram vistas sendo espertinhas o suficiente para se esfregar nas pegadas deixadas por pumas. Para que? Para pegar o cheirinho bão das patas e passarem com uma camuflagem odorífica, de forma a dar um balão nos predadores e sair dali rápido sem serem detectadas.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Vulcão Etna ajuda a vida a dar um jeitinho

O Etna é um vulcão boladão que volta e meia dá uma sacudidela na Itália. Situado na Sicília e é um dos vulcões mais ativos do mundo, além de ser um dos mais altos, com 3322 metros de altura. Você não quer morar perto do Etna; ainda mais que em 2012 aquela bagaça entrou em erupção no dia 18 de março de 2012, liberando uma bela duma coluna de cinzas, que chegou a cerca de 7 mil metros acima do nível do mar. Hefestos não estava de bom humor nesse dia.

Mas nem tudo é cenário de destruição. Natureza está pouco se lixando para você, seu macaco pelado! A vida sempre está em eterna competição, e por increça que parível, as toneladas de cinzas vulcânicas expelidas pelo Etna, somado ao frio extremo do inverno anterior no local, criaram um autêntico paraíso na bacia de Ierapetra, com 4.430 metros de profundidade). O que antes era um dos ambientes marinhos menos produtivos do Mar Mediterrâneo Oriental, mudou radicalmente seu destino.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Jornaleira acha que pedras terão vida

Nada pior pro jornalismo científico que jornaleiro pseudocientífico. Esta raça ignorante não entende picas do que se propõe a escrever e, não-raro, sai um monte de besteiras insanas.

O caso de hoje é com a New Scientist, em que a jornaleirinha descolada entrevistou um cientista, não entendeu nada do que ele falou, leu o título a publicação e trocou os cascos dianteiras pelos traseiros achando que qualquer hora teremos vida baseada em silício; ou seja, que qualquer hora teremos pedras vivas.

Atirando pedras bem mortas em jornaleiros idiotas, esta é a sua SEXTA INSANA!

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

As folhinhas que ajudam a entender a extinção dos dinossauros

Há mais de 64 milhões de anos, um pedregulhão do mal caiu no México, aterrorizando tudo o que morava ali mais do que a possibilidade do Trump ser eleito. A queda inflamou os céus, o impactou gerou uma onda de choque que varreu o planeta, a Segunda Lei da Termodinâmica fez o seu trabalho, e uma onda de calor percorreu o solo, assim como o calor da atmosfera que se inflamou. O terremoto gerou um imenso tsunami que lavou as pobres almas de tudo o que foi pela frente. Morte, dor e ranger de dinossauros assolaram o planeta.

Mas tudo tem um fim e um início. O fim dos dinos de oportunidade aos mamíferos e aqui estamos nós para contar esta história. Entretanto, surge uma dúvida: A partir de quando a vida começou a voltar ao normal?

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Pesquisadores sequenciaram DNA no Espaço

Sequenciamento de DNA já virou carne de vaca. Isso se faz em qualquer porqueira de lugar, como o interior da Somália, nos confins do sudeste asiático e até no Brasil. O que antes era caríssimo, hoje tá bem baratinho de se fazer. Mas daí vem a pergunta: E no caso de precisarmos fazer isso no Espaço? Vai que a gente pousa em Europa (eu sei! Nada de pousar em Europa. Mas vai que…) e encontra alguma forma de vida lá? Sequenciar seu DNA seria um dos primeiros passos, certo?

Bem, pesquisadores da NASA não só acharam que isso poderia ser feito como efetivamente o fizeram. Não, não estou falando de ter encontrado vida em Europa (o satélite). Mas o sequenciamento de DNA no Espaço.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Diversidade genética deu de presente várias doenças. Obrigado, Evil Darwin

Genes são uma maravilha. Por isso temos zilhões deles. O problema é que esses safadeeenhos insistem em carregar coisas malvadinhas com eles, como doenças hereditárias, câncer e trechos do DNA do vizinho do 804. E não, não são poucos. Estima-se que metade de nossos genes irão fazer alguma coisa de muito ruim conosco, bastando serem expressados uma hora dessas. Podem ficar inertes a vida toda, ou pode ~ PLOFF ~ lhe dar uma surpresa bem desagradável. Uma espécie de Kinder Ovo from Hell.

Temos um problema aí. Se esses genes do mal são tão do mal assim, como é que eles ainda estão no nosso DNA? Como eles ainda não nos liquidaram e como não os liquidamos ainda?

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

As condições prebióticas de Titã

Todos estão de olho nas informações sobre a sonda Juno, que está orbitando os Céus Amigos de Júpiter, sendo bombardeada por radiação num limite entre o "boçal" e "caraca, que absurdo". Eu até ia escrever algo, mas o Cardoso fez algo bem completo. Mas tem Saturno e suas grandiosas luas (eu sei, eu sei que são "satélites naturais".

E em Titã, o maior dos satélites naturais do nosso Sistema Solar, rastros químicos indicam que se nunca houve vida lá, foi por bem pouco, pois as condições eram bem favoráveis, criando ambientes pré-bióticos.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Identificadas antigas proteínas complexas existentes antes de aparecer vida na Terra

Imaginem a vida na Terra há muitos e muitos anos. Mas muitos e muitos anos MEEEEEEEEESMO. Imaginou? Bem, é fichinha perto dos 3 bilhões de anos de vida por aqui. Mas o que tínhamos antes? Bem, a rigor só substâncias químicas. E muitas dessas substâncias eram substâncias complexas, como proteínas, por exemplo. Elas já existiam antes de haver vida, e é isso o que pesquisadores andam examinando.

Fósseis de antigas proteínas complexas estão sendo desenterradas e colocadas à luz e escrutínio da Ciência. São apenas 3,5 bilhões de anos de uma imensa enciclopédia.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

A vida secreta nas profundezas do Atlântico

Qualquer um que tenha lido (ou assistido) Jurassic Park sabe que a vida sempre dá um jeito. Ela nasce em ralo de banheiro, fossas termais e até na casa do seu cunhado. Seja tardígrados seja aquela bactéria lazarenta que lhe dá uma diarreia monstruosa, podemos encontrar vida nos lugares ais esquisitos da Terra. E isso inclui lugares muito, muito longe, como alguns vários quilômetros…

Para baixo.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας