Pesquisa aponta: Ação humana já afetava clima durante império romano

O problema das pessoas nem é a ignorância, que pode ser resolvida estudando. O problema é a burrice, em que mesmo vendo o ´[obvio à sua frente, insistem em desculpas esfarrapadas e "cientistas" de faculdade de esquina, sem um único artigo publicado num periódico decente. Enquanto os criacionistas negacionistas da evolução do aquecimento global esbravejam que não não há nenhuma evidência de especiação mudanças no clima. Não adianta postar fontes da NASA e do NOAA, que fazem parte da imensa conspiração Illuminati, ignorando que só a invenção da agricultura ajudou a mudar o clima [1] [1a PDF]

Agora, uma pesquisa indica que a subida da temperatura global não é tão recente quanto os criacionistas do clima, digo, os negacionistas do Aquecimento Global insistem em encher o saco como prova que ele não existe. Segundo a pesquisa, desde os tempos do Império Romano que o clima vem se alterando. Mas os romanos eram financiados pela indústria de carros elétricos, provavelmente.

Devemos ter em mente na seguinte questão: Cada nova tecnologia descoberta/inventada (como o fogo, por exemplo) acarreta em melhoria de vida para a população. As pessoas vivem mais e o que antes era um bando de silvícolas causando impacto no ambiente, caçando tudo que viam pela frente, quanto maior a população desse pessoal, maior o impacto. Com o advento do fogo, tivemos uma melhoria de vidam, onde nossos tatatatatataravós passaram a viver mais, com uma expectativa de vida em torno dos 20 anos, lembrando que no século XIX, a expectativa de vida era de 50 anos.

A drª Célia Sapart é pesquisadora da Universidade de Ultretcht, na Holanda. Sua pesquisa demonstra que desde os tempos do Império Romano o Homem causa impacto ambiental e esse impacto não terminou até hoje.

Com a expansão do império, muitas áreas tiveram que ser limpas. Limpar o terreno para plantio e criação de gado, limpar pra se ver livre dos donos originais, limpar em honra a Júpiter, limpar para criar estradas etc. Normalmente, essa limpeza era por meio do fogo mesmo, e você aí pensando que queimadas são um problema atual. Nunca foram novidade.

Aliado a isso, temos o problema que muitos lugares eram pantanosos, onde o excesso de matéria orgânica em decomposição liberava grandes quantidades de metano, bem como os cadáveres do exército inimigo, enquanto que os soldados romanos que morriam eram incinerados. O metano sobe na atmosfera por difusão, para ser detonado lá em cima, no topo da atmosfera,, por qualquer faísca, gerando gás carbônico. O metano é agente de efeito estufa mais poderoso que o gás carbônico, mas sua duração é pouca, exatamente produzindo CO2.

Erupções vulcânicas liberam naturalmente o metano, mas as ações humanas, como a criação de gado também produzem, já que o gado tem o desagradável hábito de ter flatulência; e mais desagradável ainda é a vida do cientista que analisa peido de bezerro.

Para ver o quanto os seres humanos de volta estavam produzindo quantidades significativas de metano, Sapart e seus colegas analisaram amostras de gelo da Groenlândia. Minúsculas bolhas de ar presas no gelo fornecem um panorama perfeito do que estava acontecendo com a atmosfera há milhares de anos. Analisando essas bolhas de gás,  os pesquisadores puderam estudar os isótopos de carbono afim de determinar o percentual de metano e CO2 na época e de onde elas vieram. A pesquisa foi publicada no periódico Nature.

Ainda de acordo com a pesquisa, houve um outro "salto" na concentração de gás carbônico na atmosfera, durante a "mini era-do-gelo" no ano 1400 EC. Onde as pessoas queimaram mais madeira e turfa do que realmente faziam, e a estimativa é que isso foi responsável pelo aumento de 20 a 30% na concentração de metano liberado pela combustão da matéria orgânica.

Obviamente, a pesquisa fará com que se atualize o conhecimento sobre as ciências climáticas e á prevejo um monte de gente alegando que isso mostra que a Ciência do Clima é falha e não há aquecimento global, da mesma maneira que quando se descobre um fóssil novo, criacionistas alegam que a Ciência não é confiável e a Evolução está errada.

Tomando novos dados, análises ficarão mais precisas. Até agora, ninguém demonstrou algo no mínimo decente para provar que não há elevação de temperatura e nem que haja ação antropogênica. Não que haja alguma verdade absoluta em Ciência, mas quando as evidências apontam numa direção e o pessoal que defende coisas tão inteligentes como "não existe camada de ozônio" deveriam, no mínimo, mostrar suas próprias evidências.

8 comentários em “Pesquisa aponta: Ação humana já afetava clima durante império romano

  1. Lamentável esse discurso, que ao invés de científico e cético, apresenta mais um caráter de deboche e tratamento de um tema importante, como o do aquecimento global, como dogma. Inúmeras são as afirmações sem nexo e referências, mas uma em especial representa uma ignorância total no tema “Até agora, ninguém demonstrou algo no mínimo decente para provar que não há elevação de temperatura”. Querido amigo, diversas são as pesquisas que demonstram uma diminuição da temperatura nos últimos anos, após um grande aquecimento ocorrido na década de 90. Luiz Carlos Molion, PhD em climatologia é um deles, e em um de seus artigos demonstra o que tenho lhe falado.
    Não trate este tema como dogma, onde os que discordam de ti são execrados como sendo pessoas ignorantes. Ciência não é isso. Ciência é torcer para que haja outra pesquisa com evidências concretas apresentando um contraponto, para que assim, seja possível chegarmos à um fator comum.

    1. Link da publicação do Molion, por gentileza.

      Vai citar quem também? O Felício, que é TÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOO entendido na situação que disse que não existe camada de ozônio?

      A NASA, NOAA e trocentas universidades e entidades de pesquisa dizem que sim. Molion diz que não. Seu amiguinho Molion disse que a Terra está esfriando. Onde? No Jô Soares, no Roda Viva etc. Dados de satélites desmentem. A USP deve ter um satélite que eles enviaram e ninguém soube (de repente, com uma atiradeira). Não vi a publicação dele na Nature ou na Science. Pode me passar o pdf do artigo que ele publicou lá?

  2. Satélites da NASA já detectaram resfriamento, sim (http://www.nasa.gov/home/hqnews/2006/sep/HQ_06318_Ocean_Cooling.html). Satélites do NOAA já detectaram resfriamento, sim (http://www1.ncdc.noaa.gov/pub/data/cmb/images/content/asheville-stations.gif).
    Neste outro link, encontrado no site do NOAA, já que tu gosta de citá-lo, coloque ali o período de 1990 e 2012 (período em que citei no primeiro comentário) para veres o que afirmei antes, pois ali mostrará que ocorreu um resfriamento de 0,17ºC nestes últimos 20 anos em Washington (http://www.ncdc.noaa.gov/oa/climate/research/cag3/wa.html). Porém, encontramos também dados da NASA e do NOAA que também mostram aquecimento, e não é isto que estou discutindo. Pode ser que em alguns pontos da terra esteja realmente ocorrendo este aquecimento, ou realmente o esfriamento, porém o que não acredito é que este aquecimento ou esse resfriamento seja por consequência humana, pois isso sim, nem o IPCC (órgão político e econômico da ONU, E NÃO CLIMÁTICO) afirma com certeza. O que me deixou insatisfeito foram teus comentários acerca de pessoas que pensam diferente de tu, fazendo sátira disto, e também que não existem dados que mostram esse resfriamento (o que não é verdade, como podes ver no terceiro link). E quanto ao Molion, não importa se ele é o único que diz que houve um resfriamento (e tu vistes que não é, pois o NOAA também diz), pensei que o nome do site (ceticismo) influenciasse justamente isso, não aceitar tudo o que se propõe como verdadeiro, tendo pensamento crítico e questionando, mesmo que seja o único à fazê-lo. Não estou dizendo que estou certo, ou que você está. O que não suporto é este “discursozinho” arrogante de quem pensa que é dono da verdade. Na ciência não existe verdade absoluta, existem apenas evidências que nos fazem optar por uma proposição que melhor explica determinado fenômeno. Não sou arrogante quanto a isto, debato de uma forma tranquila e respeito qualquer ponto de vista, e exijo reciprocidade.

    1. Satélites da NASA já detectaram resfriamento, sim

      2006. 6 anos em Ciência é MUITA coisa. Mas, vamos considerar seu link que fala de resfriamento do… Oceano? Vem com outra, pois 1) A temperatura do Ártico e da Antártida têm aumentado, intensificando o degelo. 2) Oceano não é o planeta todo, filhote. Agora, vem aquela conversa de crente “que a ciência nunca é exata, logo minha teoria é a única válida”

      Satélites do NOAA já detectaram resfriamento, sim.

      2008. Os últimos dados de lá discordam.

      Neste outro link, encontrado no site do NOAA, já que tu gosta de citá-lo, coloque ali o período de 1990 e 2012 (período em que citei no primeiro comentário) para veres o que afirmei antes, pois ali mostrará que ocorreu um resfriamento de 0,17ºC nestes últimos 20 anos em Washington

      The average temperature in September 2012 was 60.6 F. This was 2.3 F W-A-R-M-E-R than the 1901-2000 (20th century) average, the 26th W-A-R-M-E-S-T September in 118 years.

      Já que vc não entende inglês, lá diz:

      A temperatura média em setembro de 2012 foi de 60,6 ºF. Esta foi de 2,3 ºF MAIS QUENTE que a média de 1901-2000 (século 20), a de 26 de setembro foi A MAIS QUENTE em 118 anos. A tendência da temperatura durante o período de registo (1895 até ao presente) é de 0,2 graus Fahrenheit por década.

      Como é legal ver esse pessoal passar vergonha. :mrgreen:

      Porém, encontramos também dados da NASA e do NOAA que também mostram aquecimento, e não é isto que estou discutindo.

      Papo de crente.

      Pode ser que em alguns pontos da terra esteja realmente ocorrendo este aquecimento, ou realmente o esfriamento, porém o que não acredito é que este aquecimento ou esse resfriamento seja por consequência humana

      Primeiro, planeta se escreve com nome em maiúscula. Segundo, vc pode acreditar no que quiser. Tem gente que acredita até em sacis.

      pois isso sim, nem o IPCC (órgão político e econômico da ONU, E NÃO CLIMÁTICO) afirma com certeza.

      Se vc não fosse analfabeto funcional, teria visto que não mencionei IPCC.

      O que me deixou insatisfeito foram teus comentários acerca de pessoas que pensam diferente de tu, fazendo sátira disto

      E vai fazer o quê? Tirar a calça pela cabeça? Xingar meus pais no twitter e fazer greve de banho?

      e também que não existem dados que mostram esse resfriamento (o que não é verdade, como podes ver no terceiro link).

      Onde mostrei que você não sabe inglês. :mrgreen:

      E quanto ao Molion, não importa se ele é o único que diz que houve um resfriamento (e tu vistes que não é, pois o NOAA também diz), pensei que o nome do site (ceticismo) influenciasse justamente isso, não aceitar tudo o que se propõe como verdadeiro

      Mediante provas. QUais as do olion? Oh, bem, uma minoria diz que homens tem uma costela a menos que mulheres. Vc acredita nisso? Vc se dá o direito a essa dúvida? Onde está seu ceticismo?

      tendo pensamento crítico e questionando, mesmo que seja o único à fazê-lo.

      Sim, mas cadê as publicações indexadas do Molion que eu pedi?

      Não estou dizendo que estou certo, ou que você está. O que não suporto é este “discursozinho” arrogante de quem pensa que é dono da verdade.

      Pelo menos não invento dados nem traduzo sites erroneamente (eu ainda prefiro usar a lâmina de hanlon e creditar isso à sua ignorância e não à sua malícia).

      Na ciência não existe verdade absoluta, existem apenas evidências que nos fazem optar por uma proposição que melhor explica determinado fenômeno.

      Quando se tem evidências e provas. Cadê os links das publicações do Molion, mesmo?

      Não sou arrogante quanto a isto, debato de uma forma tranquila e respeito qualquer ponto de vista, e exijo reciprocidade.

      Enquanto falar merda, será tratado de modo equivalente. Última chance: quero as publicações indexadas do seu querido Molion. Sem isso, abstenha-se a comentar de novo.

  3. Algumas considerações:

    Em relação ao site do NOAA, se tu colocares lá de 1990 a 2012, que foi o período em que cito desde o primeiro comentário, verás que HOUVE SIM ESFRIAMENTO, queira você aceitar ou não.

    Planeta se escreve com letra maiúscula, assim como “você” também não se escreve “vc”, já que queres gramática correta.

    Diz que os dados atuais são deste ou daquele jeito, afirma que os apresentados por mim estão errados mas não aponta nenhuma referência pra isto.

    Pelo contrário que disseste, sou ateu, e não crente.

    Oceanos não são o Planeta todo, mas representam 71% da superfície deste, e se um estudo da NASA indica que este vem resfriando desde 2003, o mínimo que eu faria seria rever meus conceitos. Degelos no ártico e antártico são cíclicos, auxiliado pela Oscilação Decadal do Pacífico (ODP), mas deixarei você pesquisar mais sobre o assunto, principalmente sobre a colonização dos Vikings na Greenland (pesquise também sobre o porquê deles a chamarem assim e as taxas de CO2 daquela época).

    Tu utiliza muito a falácia do espantalho, distorce o que falo e interpreta como quer as proposições.

    Colocar as frases no Google Translate não significa saber inglês.

    Abaixo, estou lhe passando o Curriculum Lattes do Molion, onde constam os livros, artigos, reportagens e textos publicados em anais na área de climatologia e mudanças climáticas (aconselho que leia-os para se inteirar sobre o assunto):

    http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?metodo=apresentar&id=K4781589E7

    Me diga uma coisa, tu és adepto da ideia de aquecimento global antropogênico?

    Até agora, referenciei tudo o que disse, ao contrario de você, que age justamente como crente.

    E pra finalizar, tens alguma formação na área para falar com tanta pretensão que estás certo em tudo? Pra mim, não passa de alguém que não sabe debater, se acha o dono da verdade. Obrigado, mas pessoas assim a ciência não precisa. Nas igrejas, sim.

    1. Em relação ao site do NOAA, se tu colocares lá de 1990 a 2012, que foi o período em que cito desde o primeiro comentário, verás que HOUVE SIM ESFRIAMENTO, queira você aceitar ou não.

      Em 26/9 foi registrada a temperatura mais quente. Fim.

      Planeta se escreve com letra maiúscula, assim como “você” também não se escreve “vc”, já que queres gramática correta.

      “Planeta” se escreve em minúscula, porque é substantivo simples. “Vc” é abreviação, devidamente aceita. :D

      Diz que os dados atuais são deste ou daquele jeito, afirma que os apresentados por mim estão errados mas não aponta nenhuma referência pra isto.

      Vc (ABREVIAÇÃO) não apresentou dados. Os dados que vc apresentu CONCORDAM comigo. Como foi o caso de 26/9, geniozinho. :mrgreen:

      Oceanos não são o Planeta todo, mas representam 71% da superfície deste

      Superfície, não volume. Vc (ABREVIAÇÃO) sabe até que altura vai atmosfera?

      Degelos no ártico e antártico são cíclicos, auxiliado pela Oscilação Decadal do Pacífico (ODP)

      Seriam, mas a taxa atual está acelerada. Sorry, fatos são fatos.

      mas deixarei você pesquisar mais sobre o assunto, principalmente sobre a colonização dos Vikings na Greenland (pesquise também sobre o porquê deles a chamarem assim e as taxas de CO2 daquela época).

      Desculpe, não sabia que isso era para o planeta todo. Aliás, dá uma olhadinha como a Groenlândia está hoje. (não, claro que vc não vai ver. Não conseguiu nem traduzir o site do NOAA direito)

      Tu utiliza muito a falácia do espantalho, distorce o que falo e interpreta como quer as proposições.

      POis é, né? Se ao menos vc não guardasse para si as toneladas de artigos indexados e me mostrasse-os. Inclusive os do Molion.

      Colocar as frases no Google Translate não significa saber inglês.

      Não preciso do Google para saber que “warmer” significa “mais quente”.

      Abaixo, estou lhe passando o Curriculum Lattes do Molion, onde constam os livros, artigos, reportagens e textos publicados em anais na área de climatologia e mudanças climáticas (aconselho que leia-os para se inteirar sobre o assunto):

      Fator de impacto é algo desconhecido por vc, certo? Nenhum da Nature, nenhum da Science, nem nada. Mas eu queria os scans dos TESTES feitos, manda aí. Livro até Paulo Coelho escreve.

      Me diga uma coisa, tu és adepto da ideia de aquecimento global antropogênico?

      Eu coloco os artigos, com links das publicações. Não sou adepto de nada. Vc que parece tiete do tosco do Molion.

      Até agora, referenciei tudo o que disse, ao contrario de você, que age justamente como crente.

      Não referenciou não. Tentou manipular os textos, sendo que eles dizem o contrário, nenê. 26/9 ainda foi o diz mais quente. Aceite o fato.

      E pra finalizar, tens alguma formação na área para falar com tanta pretensão que estás certo em tudo?

      Ad Hominen. Olha o Avião. Apelo ao Mundo. Tsc tsc desespero é triste.

      Pra mim, não passa de alguém que não sabe debater, se acha o dono da verdade. Obrigado, mas pessoas assim a ciência não precisa. Nas igrejas, sim.

      Eu coloco todos os links das publicações das notícias que eu veiculo. Então, retardadinho, se vc não gostou…. bem, farei um favor a vosmicê. Sei lá, vc pode ter o desejo insano de continuar vindo aqui se debater, digo, debater com alguém que vc julga que não merece. Então, impedirei de vc continuar participando. vai lá conversar com o Felício, que nega o aquecimento global e que haja uma camada de ozônio.

      Eu avisei que se não trouxesse os artigos que iria ser limado daqui. Sou um homem de palavra.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s