Defensora de parto residencial morre ao dar à luz em casa. Darwin faz uma marquinha

A Seleção Natural age selecionando naturalmente (são! Nério?). A Natureza não seleciona idiotas, eles mesmos o fazem. Não por acaso surgiu o Darwin Awards, ou Prêmio Darwin, dado àqueles indivíduos que fazem um favor à humanidade retirando-se da competição pela vida e reduzindo a chance de espalhar os seus genes, o que nem sempre acontece a contento).

Caroline Lovell tinha 36 anos e morava em Melbourne, Austrália. Ela era uma ferrenha defensora que as mulheres deveriam regredir aos tempos da Idade Média e parir suas crias em casa com o auxílio de uma parteira. Resultado? Complicações no parto acarretaram em uma parada cardíaca, uma morte sem sentido e uma imagem como a que abre o artigo.

Não só uma "fervorosa defensora de partos domiciliares", como disse o Daily Mail, Caroline Lovell – segundo meu modo gentil e educado de analisar as bizarrices que acontecem pelo mundo – não passava de uma estúpida. Aquela mula achava que dar a luz em casa, com uma parteira, era a melhor coisa possível, que nem no tempo das nossas bisavós. Aquela criatura esqueceu que as mulheres morriam de parto e, quando não morriam, de 10 filhos que parissem, 8 iam pro saco (literalmente, às vezes). Então, a Jeannie pensou que 500 anos de estudo da anatomia humana, desde o tempo de Vesálio, não deu informação nenhuma. Ok.

Em 2009, a "ativista" xingou muito por aí e disse que o Governo tinha que financiar quem quisesse ter os filhos em casa, com toda higiene e atendimento médico que tal ato idiota pode oferecer (nenhum!). Ela escreveu em uma nota que estava chocada por ter seus filhos em casa, sem contar com o apoio do Governo. Ela disse: "Fuck the system" e no dia 23 de janeiro resolveu dar à luz, mas acabou dando tudo errado e, agora, Jeannie, a Ativista está fazendo parto de anja (eu sei!), enquanto tio Darwin dá uma porrada na nuca dela e diz: Eu avisei, pombas!

Se pessoas como Caroline não fossem tão mesquinhas e egoístas, Zahra, o bebê, não estaria agora sem sua mãe. Se bem que, infelizmente, tragédias nos ensinam (ou deveriam ensinar) algo, e muito provavelmente Zahra não cometerá o mesmo erro idiota de sua mãe. Ainda não há evidências que burrice e estupidez sejam hereditárias (examinando meu irmão, espero MUITO, mesmo). Uma coisa eu tenho plena convicção: o governo australiano vai endurecer ainda mais com partos em domicílio, o que faz tia Lovell duplamente idiota, pois nem como mártir serviu e, daqui a um tempo, será esquecida, como tantas outras pessoas que se mataram por nada.

21 comentários em “Defensora de parto residencial morre ao dar à luz em casa. Darwin faz uma marquinha

  1. André hoje cedo li sobre este artigo e imediatamente lembrei que muito provavelmente você criaria uma postagem sobre isso (ainda não tenho seus poderes jedi mas um dia chego lá :grin: ).

    Uma pena para a filha dela, que crescerá sem ter conhecido a verdadeira mãe, mas uma lição para as antas que defendem esse tipo de procedimento.

  2. Isso não gera um paradoxo?
    Se a mulher não pode ter filho naturamente (em casa, não confundir com parto normal) como é que a natureza pode seleciona-la?

    Eu acho que a humanidade de modo geral é podre por esse motivo, nós conseguimos burlar a natureza, ela não influi tanto mais na nossa vida. Essa coitada aí morreu por orgulho, mesmo sangrando as bicas preferiu deixar a “natureza” tomar conta, e foi o que a natureza fez. Pelo que entendi, ela só foi levada a um hospital só depois de desmaiar…

        1. Não estou, não. Se por um lado, Mãe Natureza deu uma de madrasta e ferrou com todo mundo lá, pelo outro vagabundo estava cobrando 10 reais a garrafa d’água e o prefeitosco impediu a Cruz Vermelha de trabalhar. enquanto isso, teve gente que foi presa porque viu gente do corpo de bombeiros do Rio ROUBANDO pertences que tinham vindo abaixo com os prédios.

  3. Tenho uma amiga que fez questão que o parto do segundo filho fosse feito em casa, pelo marido.
    E foi assim, mas ao menos deu tudo certo.

  4. Continuando… Mas pq ter um parto em casa, se ela podia ir para uma maternidade dar a luz com toda a segurança e higiene? Que louca. Ás vezes até num procedimento seguro com médicos qualificados, o parto ainda tem riscos, então imagino em casa.

  5. Darwin da,Darwin tira!!hehehe..
    vendo esse caso,não sei porque lembrei de que pessoas idiotas morrem por honra!!
    leva um “mother fucker” na cara e vai revidar para manter a honra..dai leva uma azeitona na cabeça e xau!!
    mais vale um medroso vivo que um valente morto!!
    “coração valente” é sinônimo de vala!! :mrgreen:

  6. Não entendi esse post em um site que diz colocar a ciência acima de tudo, uma vez que todas as evidências científicas atuais comprovam que o parto domiciliar é mais seguro que o parto normal hospitalar para as gestações de baixo risco.
    Aliás, Caroline Lovell não “morreu de parto”, uma vez que isso não existe mais. Ela morreu por uma cardiopatia não-identificada, e veja só: foi transferida a tempo para o tão-maravilhoso hospital.
    Entendo esse desejo de criticar a tudo e a todos, mas sugiro que o tema seja pesquisado mais a fundo para a critica não ser tão rasa e tola.
    Abraços

    1. Não entendi esse post em um site que diz colocar a ciência acima de tudo, uma vez que todas as evidências científicas atuais comprovam que o parto domiciliar é mais seguro que o parto normal hospitalar para as gestações de baixo risco.

      Sabe por que vc não entendeu? Por causa da incapacidade de entender que em casa não há equipe médica, não há centro cirúrgico equipado com equipamentos, remédios, anestesistas, enfermeiras e outros profissionais qualificados, preferindo uma curiosa que mal deve saber escrever o próprio nome.

      Aliás, Caroline Lovell não “morreu de parto”, uma vez que isso não existe mais.

      Não! Sério?

      Ela morreu por uma cardiopatia não-identificada, e veja só: foi transferida a tempo para o tão-maravilhoso hospital.

      Ah, claaaaaaaaaaaaaro. O maravilhoso hospital foi quem matou a sujeita. Okeeeeeeeeey.

      Entendo esse desejo de criticar a tudo e a todos, mas sugiro que o tema seja pesquisado mais a fundo para a critica não ser tão rasa e tola.

      E eu sugiro que tire sua mente da Idade Média. Não duvido que vc seja daquelas que prefere se consultar com tia rezadeira e tomar chazinho de erva cidreira ao invés de ralar peito pra um médico. Darwin ainda está com bloquinho a postos.

      Mas nós dois sabemos que vc jamais venderia seu computadorzinho pra ir viver no mundo natural, não é mesmo?

      (blog mamíferas. É cada uma que eu tenho que ler…)

    2. @Nanda, Procure viver então sem nunca mais ir a um “tão maravilhoso hospital” quando tiver qualquer tipo de doença mais séria ou então um acidente. Aproveite também e não tome mais remédios convencionais, já que provavelmente para ti eles devem ser “tão maravilhosos” também.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s