Reality Darwin traz grávidas em trabalho de parto em pleno mato

O estranho mundo de Hades tem coisas que ninguém acredita. Depois de 500 anos de moderna medicina,m as pessoas parece que enlouqueceram e resolveram que o bom mesmo é como quando nossas tatatataravós davam à luz os bebês, num ambiente inóspito e prontos (mãe e bebê) para morrer de alguma infecção ou procedimento que dará errado.

Isso existe? Sim, e é programa de TV. Não basta ser maluco, tem que mostrar a todo o público o quanto você é idiota.

O programa em questão é um Reality Show (aqueles programas que prometem uma realidade que não existe), chamado Born in the Wild (Nascido na Porra da Floresta sem uma Única Penicilina, em tradução livre). Este questionável programa se propõe a televisionar partos naturais, feitos na selva e sem ajuda médica. O que pode sair errado?

Que tal isto aqui: Defensora de parto residencial morre ao dar à luz em casa. Darwin faz uma marquinha?

Então, você, mulher nova, bonita e carinhosa, fará seu marido gemer ao ver você, como uma droga de indígena, de cócoras, parindo a criança como se estivesse cagando. A criança já nascerá com complexo de merda (sim, eu kibei isso de um velho LP da Dercy Gonçalves. Me processe). Abaixo temos um trecho do programa (NSFA: Not Safe For Anything):

É, pois é. O final já saberemos o que acontecerá, com o barbudão já de bloquinho na mão, pronto para dar o risco que tirará da existência mais um idiota. Embora tenha gente que ache lindo ficar parindo com coisas meio que inúteis, como uma equipe médica bem treinada, equipamento, salas esterilizadas, prontos para chamar o centro cirúrgico caso algo dê muito errado. Fazer o quê?


Fonte: Época

2 comentários em “Reality Darwin traz grávidas em trabalho de parto em pleno mato

  1. Tem uma versão mais hardcore desse pessoal que tem o filho no mar! Não satisfeitos em parir o rebento em pleno pacífico eles ainda submergem o recém nascido e ensinam ele a “nadar”.

    Infelizmente eu não encontrei o tal vídeo dos tais idiotas. Na falta desse, vai o dos golfinhos mesmo:

  2. Dar a luz no meio do mato, deitada no rio que lindo não, exceto se houver uma carcaça caída na água 100 metros acima repleta de bactérias, quanto ao que André comentou sobre a posição do parto de cócoras ele não seria bastante adequado se fosse feito em ambiente higienizado, a gravidade ajuda a descer, e deve ter sido nessa posição que as mulheres pariram na savana por 10 mil anos, então deve estar de acordo com a fisiologia e morfologia humana, queria saber se a dona ai do video teve a manha de cortar o cordão umbilical com os dentes e comer a placenta ao natural.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s