Reversal Afegã: Seus parentes passam o cerol em você. Run, Forrest!

O problema com malucos que ainda vivem na Idade Média é que esses malucos podem ser seus parentes. Você literalmente mora com o inimigo. Para um retardado psicótico surtar de vez e fazer você entrar em contato com  seus ancestrais não precisa muito. Basta uma simples gravidez. A jovem Stori, de 22 anos, teve a bênção de ser mãe de três meninas. Infelizmente, a sogra achou que isso era coisa de Sheithan, o Execrável, e ajudou o filho matar sua esposa no sábado passado (28/01) no vilarejo de Mahfalay, distrito de Khanabad, que fica na província de Kunduz, no sudeste do Afeganistão, um pouquinho mais longe que São João do Meriti (em São João, os psicopatas têm mais respeito).

De acordo com a BBC, o machão metido a dar porrada que nem o Maçaranduba (mas com um QI inferior) resolveu que tinha algo de errado com sua esposa, já que a coitada só tinha lhe dado meninas. Se o retardado, imbecil, desclassificado, psicótico, estúpido, demente e assassino tivesse fechado a merda de seu livrinho mágico e aberto um livro de Ciências de Ensino Fundamental teria sabido que ELE é o responsável por determinar o sexo da criança vindoura. Mas aqueles recantos de Alá-me-tire-daqui não tem espaço para algo muito complexo como uma escola. Então, o ridículo, cujo nome não foi divulgado (mas dizem que ele tem nariz) pediu ajuda à sua mãe, Wali Wazrata.

Segundo dizem, sogra é mulher pra 5, mas Stori era uma pessoa só. Sua sogra não teve o menor receio de ajudar Bob Filho a estrangular a própria esposa. Machão do jeito que é, o que o bonitão faz em seguida? Ora, picou a mula, já que gente corajosa assim não fica dando mole pros meganhas de Alá. Wazrata foi presa e agora está vendo Maomé nascer quadrado e ficar numa cadeia afegã não é o sonho de quem quer que seja.  Quem tem Kunduz tem medo.

Ainda de acordo com a BBC, líderes religiosos condenaram o assassinato da jovem, pois isso seria uma ofensa ao islã, a religião da paz que manda exterminar quem não se submeter a Alá. É meio que na base do "mate só quando eu disse, pombas!"

Mimimi, isso é preconsseitu. Temos que ver o relativismo culturau. Ainda mais que vossê tá falando mau do islã, mas nem todos os afegãos são assim.

Até pode ser, mas alguns afegãos são mais retardados do que outros e não estou falando do Machão daquela pocilga esquecida por qualquer deus. Matar uma mãe de 3 meninas não é nada para algumas pessoas que MATAM 3 meninas. A desculpa? Elas estavam da pá virada. Assim, Mohammad Shafia, sua mulher Tooba Yahya, e seu filho mais velho, Hamed mataram 3 meninas e a ex-mulher de Shafia, pois elas "desonraram" a família Adams Shafia. Veja a reportagem completa:

O ensino religioso faz as pessoas terem maior senso moral. Não é o que dizem por aí?

26 comentários em “Reversal Afegã: Seus parentes passam o cerol em você. Run, Forrest!

  1. Cara… religião é a praga mundial ( e não me venham encher o saco… essa é minha opinião ). Sabe, André… isso chegou a mídia, mas você imagina quantas outras atrocidades em nome de Alá, Jesus, Exú… não chegam até nós??!!! E não é só naqueles países governados pelos aialtolás… no nosso quintal também tem atrocidades em nome das diversas divindades! Lamentável !

    1. @ANUBIS1313,
      Praga!? Falando assim dá até impressão que existe algum veneno para acabar com ela….
      Eu já acho que a praga na verdade são os Ateus, somos a praga do Apocalipse! EBA!

      1. :o Pois é… depois vem um louco abaixo falando besteira e recriminando todos e tudo!! Creio que o HALOPERIDOL do sujeito acabou há dois dias e os distúrbios psicóticos já começaram!!! Dai ele começa a cantar aquela música….
        ” Na casa do senhor não existe satanás… xô satanás, xô satanás”…

  2. Esse site me deixa envergonhado de ser incluído no mesmo grupo (de céticos) que seu autor. Eu espero que os outros jovens que se iniciam no caminho do pensamento livre não tomem o posicionamento agressivo e intolerante do senhor como diretriz. O próprio artigo admite que líderes religiosos islãmicos condenaram a atrocidade, para em seguida incluir comentários claramente preconceituosos a respeito da religião, a qual obviamente o senhor desconhece.
    Conheci o site há poucos dias e li diversos artigos. A opinião esclarecida se mistura com manifestações de ódio, às vezes incongruentes com o discurso, que comprometem a imparcialidade que um homem culto, como o autor parece ser, deveria ter. Os erros de digitação e a inexistência de qualquer revisão também tiram muito da seriedade que os artigos pressupõem. Principalmente quando comparados aos comentários e e-mails analizados pelo autor, cujos erros são apontados e ridicularizados.
    O ateísmo deve partir da percepção da realidade, do abandono das ilusões e da ignorância. Não do ódio reprimido contra a religião, como se fosse um ato de rebeldia contra uma figura paterna, que parece ser o caso da maioria dos comentários deixados aqui. Esses “garotos raivosos”, infelizmente, por tornarem-se ateus pelos motivos errados, correm o risco de serem enganados no futuro, em um momento de fraqueza mental, advindo de situações adversas, recorrendo à espiritualidade como terapia psiquica, por exemplo.
    Sei que esse comentário vai ser ignorado ou rudemente ridicularizado, mas envio-o na esperança de que algum eventual novo leitor (e que ainda não tenha abandonado o site) entenda e compartilhe minha opinião.

    1. Eu ainda entenderei porque idiotas leem sites que não gostam.

      Oh, bem deverei me importar? (checando conta bancária) hummm, meu salário continua sendo depositado. Ok, pode continuar…

      O próprio artigo admite que líderes religiosos islãmicos condenaram a atrocidade, para em seguida incluir comentários claramente preconceituosos a respeito da religião, a qual obviamente o senhor desconhece.

      Primeiro: https://ceticismo.net/?s=sharia

      Segundo:

      Sura 2:191 — Matai-os onde quer que os encontreis e expulsai-os de onde vos expulsaram, porque a perseguição é mais grave do que o homicídio. Não os combatais nas cercanias da Mesquita Sagrada, a menos que vos ataquem. Mas, se ali vos combaterem, matai-os. Tal será o castigo dos incrédulos.

      Sura 4:91 — capturai-os e matai-os, onde quer que os acheis, porque sobre isto vos concedemos autoridade absoluta.

      Sura 9:111 — Deus cobrará dos fiéis o sacrifício de seus bens e pessoas, em troca do Paraíso. Combaterão pela causa de Deus, matarão e serão mortos. É uma promessa infalível, que está registrada na Tora, no Evangelho e no Alcorão. E quem é mais fiel à sua promessa do que Deus? Regozijai-vos, pois, a troca que haveis feito com Ele. Tal é o magnífico benefício.

      Sura 9:5;29 — Mas quando os meses sagrados houverem transcorrido, matai os idólatras, onde quer que os acheis; capturai-os, acossai-os e espreitai-os… Combatei aqueles que não crêem em Deus e no Dia do Juízo Final, nem abstêm do que Deus e Seu Mensageiro proibiram, e nem professam a verdadeira religião…

      Alcorão: o livro da paz que os cândidos religiosos usam para perseguir escritores. Afeganistão: o lugar maravilhoso que explodiu obras de arte religiosas de milênios de idade.

      Ateus de fim-de-semana: um mané que acha que é mais ateu que os outros e invadem sites alheios para dizer o quanto seu dono não pode expressar sua opinião. O tipo de coisa que fanáticos muçulmanos aplaudiriam de pé.

      O ateísmo deve partir da percepção da realidade, do abandono das ilusões e da ignorância

      Cof… cof… alguns deveriam fazer o que pregam.

      Não do ódio reprimido contra a religião, como se fosse um ato de rebeldia contra uma figura paterna, que parece ser o caso da maioria dos comentários deixados aqui

      Ah, aqueles pobres coitados que cismam que psicanálise é menos pseudociência que astrologia…

      Sei que esse comentário vai ser ignorado ou rudemente ridicularizado, mas envio-o na esperança de que algum eventual novo leitor (e que ainda não tenha abandonado o site) entenda e compartilhe minha opinião

      “Oh, meus sais, como sofro! Mas quero conduzir a todos para a luz. Venham para a luz, Carolines. A arrogância tola desse pessoal me diverte.

      Vamos fazer o seguinte então. Eu continuo escrevendo o que eu quiser e vc simplesmente pode não comentar, não participar ou não ler, já que isso magoa seu coraçãozinho, ok? Agora vai lá pra cozinha que mamãe já pôs uma grande tigela de cereal pra vc comer para depois ir pro colégio. C’ya.

      1. @André,
        Eu faço Sistemas de Informação e compartilho tua opinião a respeito de estudantes de psicologia. Minha interpretação dos motivos para tantos “ateus revoltadinhos” (como citou o garoto abaixo) foi apenas uma conjectura e não se aplicava a ti mas a alguns comentaristas (mesmo o termo “maioria” que eu empreguei me parece agora um exagero).
        Desculpa minha arrogância. Quanto às citações das escrituras realmente não posso combater, estava errado ao pressupor teu desconhecimento da religião isâmica e errado ao acreditar na interpretação que me fora ensinada sem buscar, eu mesmo, maiores informações. Mais uma vez, peço desculpas. Mas como disse, é o tom de teus textos que me fazem ter essa impressão. Se eu, que concordo com praticamente todos os teus argumentos, sinto-me tentado a discordar por discordar da forma com que são apresentados, imagine o impacto em alguém que ainda tem dúvidas. Vejo o potencial de sites como esse de ser uma fonte de esclarecimento para mentes jovens e ainda crentes, e fico chateado com o desperdício. Escrever discursos inflamados para quem já tem a mesma opinião que você é, no mínimo, um exercício de futilidade.

        1. Eu faço Sistemas de Informação e compartilho tua opinião a respeito de estudantes de psicologia.

          Isso nos diz muita coisa (na verdade, não diz pq não me importo).

          Minha interpretação dos motivos para tantos “ateus revoltadinhos” (como citou o garoto abaixo) foi apenas uma conjectura e não se aplicava a ti mas a alguns comentaristas (mesmo o termo “maioria” que eu empreguei me parece agora um exagero).

          (fingindo interesse) É mesmo?

          Desculpa minha arrogância. Quanto às citações das escrituras realmente não posso combater, estava errado ao pressupor teu desconhecimento da religião isâmica e errado ao acreditar na interpretação que me fora ensinada sem buscar, eu mesmo, maiores informações. Mais uma vez, peço desculpas.

          Ok, desculpas aceitas (de verdade).

          Mas como disse, é o tom de teus textos que me fazem ter essa impressão. Se eu, que concordo com praticamente todos os teus argumentos, sinto-me tentado a discordar por discordar da forma com que são apresentados, imagine o impacto em alguém que ainda tem dúvidas.

          Então, vc não acompanha meus textos. Eu sou muito mais tolerante que muitos ateus de fim-de-semana. Eu critico sério qdo tenho que criticar, mas tb defendo qdo é preciso, como no caso daquele maluco que queria queimar o Alcorão em praça pública. Diabos, já defendi até o Edir Macedo!

    2. @Alan, Você está dizendo que nós, “ateus revoltadinhos”, somos rebeldes sem causa, com complexo de édipo e que consequentemente somos mais propensos a recorrer a terapias espirituais? E quem é o louco aqui? :lol: Você faz “pissicolojia” (que é um curso de gente que está procurando curar a sua própria mente) e eu não precisei procurar nenhum vidente para fazer essa afirmação, você está claramente contaminado com a síndrome do complexo de édipo recorrente. Pra todo lado que você olha fica se coçando para apontar um complexo fálico! Pelo amor de Freud, desencana!

      1. @drumyoshiki, Acabei respondendo parte do teu comentário em minha resposta ao André (acima). Mas repito aqui: eu faço Sistemas de Informação. Não era minha intenção passar qualquer impressão de que eu estivesse fazendo “analize”. Foi apenas um comentário, uma impressão, um palpite. Também não pretendi incluir no texto (e ainda não vejo, pra ser sincero) qualquer referência fálica. Esse assunto foi você que puxou, não sei de onde :|

        1. @Alan, “(…)como se fosse um ato de rebeldia contra uma figura paterna” = complexo de édipo. Me desculpe, mas essa foi a interpretação que eu tive do seu comentário…

          Mas enfim… Errei meu palpite né? Você não faz psicologia e eu sou um vidente muito ruim, nunca vou chegar aos pés do Patrick Jane….

    3. :shock: O sujeito se formou na faculdade do mercado livre onde encontramos diplomas à venda por alguns reais… depois leu algumas revistas de cunho feminino e se acha capacitado moralmente, intelectualmente e espiritualmente de acrescentar algo útil as outras pessoas. LEDO ENGANO. Quanto a “revolta” que vc tanto fala… é latente que ela faz parte do seu ego reprimido de cinderela abandonada. Mas isso tem cura! Procure o pessoal da entidade Cacique Cobra Coral eles irão te ajudar.

        1. :cool: se você realmente acompanha o site como diz, saberia a resposta. Mas não vou facilitar pra você, garoto!

  3. Leitores,

    Eu ainda me espanto com estas bizarrices, mas imaginem o que deve acontecer nos interiores daquele país? E nos outros países teocráticos?

    Mas o mais impressionante, são os países ocidentais laicos, que são efetivamente mais desenvolvidos, se submeterem às sandices dos crentes em quaisquer entidades.

    Perdoem-me se eu estiver sendo muito off-topic, mas vejam isso:
    http://www.nossostons.com/2011/09/arcebispo-americano-faz-ameacas-barack.html

    Esta notícia foi comentada na Band News FM (SP), pelo competente Luiz Megale aqui:
    http://bandnewsfm.band.com.br/Colunista.aspx?COD=183

    Sugestão para um post.

      1. @André, Bem, eu li a política de comentários ANTES de postar os links e não há em nenhum dos ’10 mandamentos’ absolutamente nada sobre links.

        Não entendi duas coisas, o bocejo (Sobre os links? Sobre meu comentário? Sobre o áudio?)
        E nem de qual bebê você está falando …

        1. — Bom dia, estamos dando início ao simpósio sobre energia nuclear.

          — Oi, eu gostaria de comentar sobre as ações que o prefeito de Carapicuíba vem tomando na cidade.

          — Senhor, isso não tem nada a ver com o simpósio.

          — E daí? Não vi nenhuma regra mencionando que não se pode falar do prefeito de Carapicuíba…

          Não entendi duas coisas, o bocejo (Sobre os links? Sobre meu comentário? Sobre o áudio?)

          Faz uma forcinha, faz.

          E nem de qual bebê você está falando …

          Procura no dicionário a palavra “acima”.

          1. @André, Ou deveria chamá-lo de Dr. House?
            Meu caro, em primeiro lugar, não poderia me furtar de dizer que detestei ser ironizado por você.
            Você colocou um blog (com excelente conteúdo) na internet pra quê?
            Ah, deixa eu pensar um pouquinho … ah, tá, óbvio, pras pessoas acessarem, ou seja, pra consumirem uma espécie de produto, o seu produto.
            E acha ‘bonitinho’ ridicularizar os seus próprios leitores? Soa ‘cult’ pra você?

            Fiquei impressionado como uma pessoa inteligente precisa recorrer à desonestidade pra parecer mau:

            Você chiou porque eu postei links, que à propósito não foram só pra você. Se prestasse atenção teria observado que eu escrevi no plural (Leitores / Perdoem-me). Você não chiou porque achou que o assunto não tinha nada a ver, não foi o que você respondeu. E agora, faz isso parecer tudo uma maçaroca só.

            Eu acho e acredito que outros leitores também, que um assassinato desses num país que vive na idade média (como você mesmo mencionou) não é mais absurdo que a interferência de religiões em países que vivem no século XXI.

            Apesar disso, eu me preocupei e perdi perdão antecipadamente se acharem o assunto muito ‘off-topic’ porque alguns achariam, outros não, assim como eu.

            Faça um favor pra nós 2 e remova minha inscrição.

            Sem mais.

            PS: Há outras séries legais também, como Breaking Bad, Dexter, … só tome cuidado pra não sair incorporando os personagens …

          2. Ou deveria chamá-lo de Dr. House?

            Não. “Dr. André” tá excelente.

            Meu caro, em primeiro lugar, não poderia me furtar de dizer que detestei ser ironizado por você.

            Conta pra sua mãe, Kiko.

            Você colocou um blog (com excelente conteúdo) na internet pra quê?

            Pelo mesmo motivo que comi bife no almoço: Porque eu quis.

            Ah, deixa eu pensar um pouquinho

            Oh, bem… tem gente que só consegue pensar um pouquinho, mesmo.

            ah, tá, óbvio, pras pessoas acessarem, ou seja, pra consumirem uma espécie de produto, o seu produto.

            Yes. O simples fato de eu DEIXAR vocês comentarem é apenas bondade minha. Não sou obrigado a permitir.

            E acha ‘bonitinho’ ridicularizar os seus próprios leitores? Soa ‘cult’ pra você?

            Não. Por isso que não faço com todos. Só com quem merece.

            Fiquei impressionado como uma pessoa inteligente precisa recorrer à desonestidade pra parecer mau:

            Alt+F4 lhe satisfaz?

            Você chiou porque eu postei links, que à propósito não foram só pra você.

            http://www.wordpress.com ==> Pronto: coloque os links que quiser.

            Se prestasse atenção teria observado que eu escrevi no plural (Leitores / Perdoem-me).

            Os leitores não são o dono do espaço. Eu dito as regras. Uma delas é que eu posso banir o comentário que quiser. Ou seja, vc comenta porque EU permito. O mundo não é justo, eu sei.

            Você não chiou porque achou que o assunto não tinha nada a ver, não foi o que você respondeu. E agora, faz isso parecer tudo uma maçaroca só.

            A imagem que me vêm à mente é uma criancinha de berçário chorando porque tiraram o chocalho.

            Eu acho e acredito que outros leitores também, que um assassinato desses num país que vive na idade média (como você mesmo mencionou) não é mais absurdo que a interferência de religiões em países que vivem no século XXI.

            Lindo, só que não tem nada a ver um clérigo xingando muito o Obama com islâmicos matando os filhos. Religião por religião, meu vizinho arreia despacho. Não implica que deva estar tudo no mesmo post. Quer compartilhar seus links? Twitter, Facebook, G+ etc existem pra isso.

            Apesar disso, eu me preocupei e perdi perdão antecipadamente se acharem o assunto muito ‘off-topic’ porque alguns achariam, outros não, assim como eu.

            Se sabe que é off-topic, já começou errado. Proibição 8: Derivação excessiva do tema do artigo

            Faça um favor pra nós 2 e remova minha inscrição.

            Só para te irritar: NÃO. :mrgreen:

            Sem mais. <—- Aqui vemos alguém que não se decide. Observem:

            PS: Há outras séries legais também, como Breaking Bad, Dexter, … só tome cuidado pra não sair incorporando os personagens …

            Não perco tempo de minha vida vendo TV. Se deu ao trabalho à toa, como sempre.

            E pode continuar comentando que eu permito, ok? ;)

          3. @rogerio.reis77,
            OLOCO!
            Não façam isso com o Rogerio Reis que nasceu em 77,
            ano do meu Maverick nº. 2!
            Breaking Bad é uma série bem legal… Me faz rir…

  4. Nossa, quanta ignorância. Lá não existem escolas!? O.o
    Eu hein, com uma família dessas ninguém precisa de inimigos. :S

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s