Irã barra cursos acadêmicos considerados “ocidentais” demais

Ciro, o Grande (na verdade Ciro II) foi um dos maiores governantes da Pérsia, apesar de não ter estrelado nenhum video-game. Ele viveu entre 559 e 530 A.E.C., tendo morrido numa batalha contra os Massagetas. Seu governo foi marcado com tolerância (civil e religiosa) e foi ele o responsável por libertar alguns pastores de cabras que tinham sido capturados por Nabucodonosor. Ciro não foi enviado de Javé, posto que nem judeu era. Era um homem inteligente, culto e bom diplomata. Ele proibia terminantemente que cidades que caíam sob as sandálias de seus exércitos fossem dilapidadas e a população civil sofresse um mísero arranhão. Soldados são um caso à parte, obviamente.

O tempo passou, o mundo mudou e a civilização persa não é a mesma de outrora. Até mesmo o nome mudou, recebendo o nome de Irã. O que antes fora um reino bem organizado, com respeito por toda forma de cultura, palácios, bibliotecas e centros de estudos, hoje vemos a piada que o país se transformou, onde as universidades terão que mudar seu currículo e parar de oferecer cursos que foram considerados “ocidentais demais”. Se você acha que isso é absurdo, não deveria, pois foi com um discurso desses que o Aiatolá Khomeini conseguiu derrubar o Xá Reza Pahlevi (apesar que não foi APENAS isso).

O Irã, caso tenham esquecido, é uma teocracia, onde quem manda são os aiatololás. Com isso, os Camelinhos de Alá resolveram que não permitirão mais que seja ensinado disciplinas que sejam consideradas “ocidentais”, como Ciências Sociais, Administração, Filosofia e…. PERAÍ! Alguém lá não estudou História (e poderia ser diferente?), pois foram os próprios muçulmanos quem traduziram a sabedoria dos Antigos. Desde Sêneca até Platão, desde Sócrates até Parmênides, desde Ptolomeu até os pensadores chineses, cartagineses, romanos etc. Tudo isso foi uma imensa compilação feita pelos próprios árabes (aguardem artigo sobre a Ciência Islâmica). Então, como dizer que o Direito Romano é ocidental? Na verdade, nós é que copiamos. Sociologia é um caso à parte, pois eu sempre achei inútil, mesmo. Mas estudos sobre o direito das mulheres está barrado também, e isso não espanta ninguém.

De acordo com Abolfazl Hassani, autoridade sênior do Ministério da Educação, “a expansão de 12 disciplinas nas ciências sociais como direito, estudos sobre as mulheres, direitos humanos, sociologia, administração, filosofia …. psicologia e ciência política será revista”. Se você está rindo por lá ter um Ministério da Educação, lembre-se que o Brasil possui Ministério da Justiça. (sim, piada velha. Algum problema?)

De acordo com o Aiatolá Manda-Chuva da parada, o ai-à-tôa, digo, aiatolá Ali Khamenei, tão ou mais intransigente que o Khomeini, muitas disciplinas na área de humanas são baseadas em princípios fundados no materialismo descrente aos ensinamentos divinos islâmicos. Afinal, qualquer coisa que contradiga o Islã é criminoso, isso inclui ser contra matar pessoas que não sigam o próprio Islã. Ainda segundo o Troll do Deserto, esse tipo de ensinamento levaria à uma espécie de disseminação de dúvida aos alicerces dos ensinamentos religiosos. Isto significa dizer que eles são espertos o suficiente para conter um Renascimento e, posteriormente, um Iluminismo. A consequência é a permanência na Idade das trevas, onde a ignorância reinava e a Religião comanda. E tudo o que a Religião não quer é perder o controle de sua massa ignara.

Khomeini acusava que Reza Pahlevi estava “ocidentoxicando” a nação. Disse ainda que o responsável por isso seria os Estados Unidos, o Grande Satã. Os americanos ficaram indignados por serem chamados de filhos do Capeta, mas por um desconhecimento dos mitos árabes, pois Sheitan não é apenas um demônio e sim um adversário (que é a tradução literal para “sheitan”) a enfrentar Alá, mas que era humilhado na guerra final. Uma discussão mais detalhada sobre isso poderá ser encontrada no livro Em Nome de Deus, de Karen Armstrong.

Entretanto, Khamenei comete um sério erro. O mundo de hoje não é o mesmo da década de 1970. Hoje a informação corre livremente; e se você escolheu gastar seu tempo nos orcútes da vida, é problema seu. As informações estão lá e sempre estarão. Nem mesmo a China, com seu Firewall xing-ling consegue conter o livre tráfego de informações. Tentam e têm até um certo sucesso, mas ainda há aqueles que conseguem burlar as restrições. Dificilmente, o Irã fará tal coisa, e mesmo que o faça não adiantará de nada. Sua mente ainda está perdida 40 anos no passado e não consegue ver como o mundo mudou. Só o que não muda é a vontade dos tiranos de conter a informação e cultura de seu povo.


Fonte: O Globo

3 comentários em “Irã barra cursos acadêmicos considerados “ocidentais” demais

  1. Crente tosco como tag ajudou a balancear o assunto do tópico. Enquanto eu ficava horrorizada com a nova proposta do povo de maomé, ria da tag. Pois bem, depois que eu li “O livreiro de Cabul” não consigo associar o povo de maomé com al-Khowarizmi. Não mesmo.

  2. Isso me lembra uma coisa que eu falei pra um amigo meu. Se caso o planeta estivesse em pleno caos, com a ameça de um meteoro atingir a terra destruí-la por completo e, existisse naves que poderia levar a sociedade para um novo planeta, muitas dessas pessoas provavelmente ficaria na terra acreditando que se tratava da volta de maomé e que ele salvaria a todos que tivessem fé e acreditassem no sinal.

    Conclusão, morreriam todos por uma crença fundada beirando a idade das trevas.

    Se eu não me engano, não sei ao certo se foi Independece Day, ou Armagedon, que mostra o povo islâmico ou algo do tipo, ajoelhados e rezando enquanto o planeta sofria o risco de ir pro saco, ou algo assim.

    Tenho quase certeza que realmente aconteceria isso.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s