Qatar judia de jogadoras de vôlei de praia

Algumas notícias me fazem ficar em dúvida. Quando há dois grupos idiotas envolvidos, não sei de quem eu rio mais. A loucura da vez é saber que o Qatar está hospedando o próximo evento do FIVB World Tour, o Circuito Mundial de Voleibol de Praia. Se só em saber disso você não começou a rir, é porque não sabe de um pequeno detalhe do Qatar: é um emirado árabe que, obviamente, segue a religião dos camelinhos de Allah.

Agora a gente faz a matemática, juta um país que segue uma religião tosca com mulheres de biquíni brincando de bife a milanesa na areia da praia e jogando bola pra lá e pra cá (uma só. Não duas). Continuar lendo “Qatar judia de jogadoras de vôlei de praia”

Indonésia feminista emprega mulheres em tarefas masculinas: açoitar mulheres

Percorrendo a Internet, eu fiquei sabendo que o Brasil é um dos piores lugares do mundo para ser mulher [1] [2] [3] [4] [5]. Se disseram, é porque deve ser, né? Imaginem que aqui, a despeito de mulheres terem direitos resguardados pela Constituição e até vagões exclusivos em trens, para evitar assédio, além de delegacias especializadas é uma pouca vergonha. Sabem que dá de mil a zero? Sim, ela mesma: Indonésia!

Diferente desta imundície chamada Brasil, a Indonésia mostra o quanto é avançada e se mostra antenada com o empoderamento, dando vagas a mulheres que antes eram estritamente masculinas. Sim, a Indonésia sapateia na cara dazinimiga e açoita todo mundo que se meter em seu caminho que visa o empoderamento, dando emprego de açoitadoras.

Continuar lendo “Indonésia feminista emprega mulheres em tarefas masculinas: açoitar mulheres”

Millenial foge pro ISIS, se ferra e agora quer voltar. Ema Ema Ema, dizem ingleses

Shameema é uma millenial, e millenial só faz merda. Como sabemos, jovem tem que acabar, mas a vantagem de gente como a Shameema é que eles mesmos dão um jeito de se auto-acabar. Shashá, por exemplo, meteu a louca e cismou que tinha que ser soldado do ISIS, malvadona e se mudou do Ocidente decadente e povoado por infiéis para um lugar excelente para constituir uma vida de aventuras: A Síria. Por algum processo que não me entra na cabeça, ela achou que isso era uma atitude inteligente, e, bem, não era. O caldo engrossou lá, deu muito ruim, e agora ela quer voltar para a Inglaterra para ter seu terceiro filho, antes que ele tenha o destino dos outros dois anteriores e possa sobreviver.

Autoridades inglesas estão na base do Fuck You, m’lady.

Continuar lendo “Millenial foge pro ISIS, se ferra e agora quer voltar. Ema Ema Ema, dizem ingleses”

Muçulmano fica bolado por mulheres gostarem de ver perna de homem

O mundo muçulmano é… interessante. Ele estacionou na sua Idade das trevas e eu estou esperando quando se dará o seu Iluminismo. Se bem que eu acho que está no caminho contrário. Já teve seu Iluminismo, passou por sua Renascença e agora está na Idade das Trevas. Próximo passo é saírem para comer raízes cruas. Enquanto isso, clérigos ficam interpretando seu livro que é taxativo em dizer que não é pra ser interpretado, inventando que mulheres muçulmanas que dão uma secada nas pernas saradas de jogadores de futebol estão pecando severamente.

Continuar lendo “Muçulmano fica bolado por mulheres gostarem de ver perna de homem”

Inaugurada primeira mesquita liberal na Alemanha

Tem alguns princípios que eu acho muito errado. Religião Liberal, por exemplo. Não faz sentido. Ou você segue a religião, ou não segue a religião. Parece brasileiro e seu “católico não-praticante”. Bem, se você não pratica, você não é católico; ou então crente me xingando de todos os nomes, quando o deus deles diz para não fazer isso. Se bem que esse mesmo deus diz que quem reza em igreja e faz orações repetidas é apenas um hipócrita, mas não nos foquemos nisso hoje.

Daí, eu vejo uma notícia que foi inaugurada o que pode se chamar de primeira “mesquita liberal”. Ela fica na Alemanha e foi aberta dentro de uma igreja protestante em Berlim. Como classificar isso senão SEXTA INSANA?

Continuar lendo “Inaugurada primeira mesquita liberal na Alemanha”

Muçulmano que não é escocês mata pessoas em atentado

Toda vez que eu mostro as passagens “feinhas” da Bíblia, dizem que não é a religião verdadeira, que deturparam, que isso e aquilo, apesar dos mandamentos de Deus estarem lá, bem claros. Seus defensores farão de tudo para não aceitar que seu livro religioso foi escrito por algum psicopata. E o Alcorão não fica atrás; sim, o Alcorão, o livro da Religião da Paz que manda encontrar os infiéis e passar a fio de espada.

Ontem, dor, angústia e terror caiu em Manchester, onde estava ocorrendo um show da Ariana Grande. Um maluco fanático resolveu que a espada do Islã seria cravada no Ocidente, e, pelo menos, 22 pessoas morreram e 59 ficaram feridas, a maioria crianças e adolescentes.

Continuar lendo “Muçulmano que não é escocês mata pessoas em atentado”

A luta contra segregação sexual nas universidades britânicas

Eu francamente não entendo certas coisas na política, apesar de entendê-la muito bem para que ela serve (servir de lugar para políticos existirem e retroalimentar-se). No Reino Unido não é diferente e se alguém aqui é ingênuo em pensar que governos e governantes (seja em qual esfera for) estão preocupados com o povo, sugiro que pense duas vezes. No caso, a notícia que a Inglaterra está travando uma guerra silenciosa internamente. Por quê? Por causa do elevado número de muçulmanos idiotas que insistem na discriminação de gêneros, onde alguns defendem que homens e mulheres deveriam se manter separados durante as aulas, palestras etc.

Curiosamente, parece que o governo finge não se importar, afinal é aquela velha baboseira que todos têm direito a uma opinião.

Continuar lendo “A luta contra segregação sexual nas universidades britânicas”

Os 1001 anos da esplendorosa ciência islâmica

Antes de nossos pais, avós, bisavós e do seu antepassado mais antigo do qual você se lembra, a ciência islâmica já dominava o mundo, da Ásia Central à Europa ocidental. Aqui contaremos um pouco sobre como os desbravadores do pensamento científico moldaram nosso mundo e como sua influência não é apenas a pedra basilar de tudo o que sabemos hoje. É simplesmente MUITO MAIS!

Este artigo conta um pouco da Ciência Islâmica, e como ela influenciou nosso mundo de hoje, a começar pela Renascença.

Clique aqui para ler todo o artigo »

Irã barra cursos acadêmicos considerados “ocidentais” demais

Ciro, o Grande (na verdade Ciro II) foi um dos maiores governantes da Pérsia, apesar de não ter estrelado nenhum video-game. Ele viveu entre 559 e 530 A.E.C., tendo morrido numa batalha contra os Massagetas. Seu governo foi marcado com tolerância (civil e religiosa) e foi ele o responsável por libertar alguns pastores de cabras que tinham sido capturados por Nabucodonosor. Ciro não foi enviado de Javé, posto que nem judeu era. Era um homem inteligente, culto e bom diplomata. Ele proibia terminantemente que cidades que caíam sob as sandálias de seus exércitos fossem dilapidadas e a população civil sofresse um mísero arranhão. Soldados são um caso à parte, obviamente.

O tempo passou, o mundo mudou e a civilização persa não é a mesma de outrora. Até mesmo o nome mudou, recebendo o nome de Irã. O que antes fora um reino bem organizado, com respeito por toda forma de cultura, palácios, bibliotecas e centros de estudos, hoje vemos a piada que o país se transformou, onde as universidades terão que mudar seu currículo e parar de oferecer cursos que foram considerados “ocidentais demais”. Se você acha que isso é absurdo, não deveria, pois foi com um discurso desses que o Aiatolá Khomeini conseguiu derrubar o Xá Reza Pahlevi (apesar que não foi APENAS isso).

Continuar lendo “Irã barra cursos acadêmicos considerados “ocidentais” demais”

Grupo somali convida estrangeiros para guerra santa

A Somália é o fio-fó do mundo, disso não há muita dúvida. Aquele lindo recanto abandonado por qualquer deus, fada, gnomo ou mesmo orc. A vida naquele cantinho miserável e explosivo do mundo é algo pra lá de complicado, pois o medo domina a população. E se não bastasse tudo isso, os membros da milícia islâmica de lá, a Al-Shabaab, se opõe fortemente ao pseudogoverno chamado de GFT (Governo Federal de Transição), que na verdade não governa coisa alguma. A Al-Shabaab agora está “recrutando” voluntários para o que eles chamam de guerra santa, convidando jovens somalis que estejam no exterior, juntamente com guerrilheiros estrangeiros, para que se unam à sua causa estúpida e ridícula de fundamentar mais uma teocracia escrota e sanguinária. Continuar lendo “Grupo somali convida estrangeiros para guerra santa”