Papa associa ateísmo ao nazismo

Grandes Nomes da Ciência: Malba Tahan
Voz dos Alienados 20

E no doce mundinho louco, conduzido pela insensatez humana, o nosso querido e amado papa Chico Beto XVI solta mais um exemplo estúpido de sua capacidade incrível de falar besteiras. Dessa vez, em visita à Inglaterra, o papa piadista resolveu dar uma de Tiririca e soltou sua verborragia, onde a cereja do bolo foi comparar ateus com os nazistas, provando que Godwin é único e definitivo.

Trazendo mais uma amostra das abesteiras vaticanianas, esta é sua SEXTA INSANA!

Bentão the 16th deve ter algum parentesco com o Maluf.  Sua capacidade de causar embaraços pelo tanto de merda que fala ainda o levará ao governo do estado de São Paulo. Se ele fosse evangélico e criaBURRIcioista, seria eleito para ser governador do Rio de Janeiro, mostrando que a população votante desses estados deveriam ser açoitados em praça pública.

Segundo a BBC, seu discurso idiota foi corado com o que a ICAR mais sabe fazer: discriminação, ataques e total falta de controle nas palavras, falando a primeira besteira que for produzida por uma diarreia mental. Nas palavras do papão: “uma tirania nazista que tentou erradicar Deus da sociedade. (…) Até mesmo durante as nossas vidas, nós conseguimos lembrar como a Grã-Bretanha e seus líderes se levantaram contra a tirania nazista que queria erradicar Deus da sociedade e negava nossa humanidade comum a muitos, especialmente os judeus, que se julgava indignos de viverem”.

Então os nazi eram contra Deus, hein?


“Com Deus nós venceremos!”

Com pessoas que não leem (ou não querem ler para não saber) fica fácil mudar a história. Podemos ver que não só o nazismo não era anti-religiosos, como tinha até mesmo capelães e era suportado… por quem? Pela própria ICAR. Basta ler o artigo Hitler era ateu?

Mas Hitler não era cristão de verdade. Se bem que o Imperador Sith Palpatine Ratzinger era da juventude hitlerista, mas ele não era nazista de verdade. Eu só me pegunto que é o que de verdade neste mundo. Verdade mesmo é o modo como o desespero faz com que líderes religiosos ataquem de forma ridícula qualquer movimento que vá de encontro com suas opiniões e imposições, pois liberdade e religião são dois conceitos antagônicos.

Foi exatamente por causa dessa saia justa que o porta-voz do Vaticano correu para minimizar a merda dita, alegando que Bentão conhecia bem o meio nazista e eu aposto que conhecia, mesmo. Apesar disso, ele foi da juventude hitlerista meio que obrigado. Hum, tá. Vou fingir que engulo essa.

A Associação Humanista da Grã-Bretanha divulgou nota expondo seu repúdio às declarações de Bento XVI. Segundo eles, “A noção de que são as pessoas não-religiosas no Reino Unido que hoje querem impor suas opiniões – vinda de um homem cuja organização se empenha internacionalmente em impor sua forma estreita e excludente de moralidade, além de enfraquecer os direitos humanos de mulheres, crianças, gays e muito outros – é surreal.”

O que isso muda? Nada. Católicos ainda acharão lindo o que o Papa disse e os séculos de guerra, perseguição e morticínio serão ignorados, pois era “naquele tempo”. Sempre acharão alguma forma de colocar paninhos quentes, pois eles jamais aceitarão o óbvio, nem as evidências históricas do que é, foi e será sempre a Igreja Católica.

Grandes Nomes da Ciência: Malba Tahan
Voz dos Alienados 20

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!