Grandes Nomes da CIência

Biografias de cientistas conhecidos ou não tão conhecidos assim. Curiosidades e fatos sobre suas pesquisas, inclusive gente anônima que fez ciência e não recebeu os devidos créditos. Mais »

Livro dos Porquês

A sabedoria e o conhecimento. Isso é Poder! Abra sua mente, aprenda mais sobre questões básicas (e complexas) e tire suas dúvidas, de forma mais didática possível, sem ser aquelas aulas chatas de colégio. Mais »

Grandes Mentiras Religiosas

O mundo não é tão bizarro quanto fazem parecer. Mentiras e enganações para ludibriar as pessoas, lindamente desmontados, de forma a trazer à luz a desonestidade para tentar lhe fazer parar de pensar e simplesmente aceitar o que querem que você pense. Mais »

Caderno dos Professores

Para quem quer ensinar e muitas vezes se pergunta como abordar um tema. Como deixar a aula interessante, como levar conhecimento aos seus alunos por meios que pedagogos lhe odiarão, mas serão amados pelos estudantes. Mais »

 

Hitler era ateu?

Ele é, com certeza, a figura mais emblemática do século XX. Suas ações modificaram a História. Suas ações moldaram o destino de muitas nações e mergulhou o mundo numa névoa negra. Seu nome é odiado, a não ser por insurgentes esporádicos, mas, ainda assim, sua participação na História Contemporânea deixou marcas que serão conhecidas pelos que viverão daqui pra frente. Seu nome é Adolf Hitler.

Dia 20 de abril é seu aniversário e seu nome é associado a tudo o que tem de pior nos seres humanos: dor, ódio, preconceito, guerra, genocídio, desumanidade etc. A este nome é associado todos os xingamentos e vilipêndios possíveis e imagináveis. Qualquer coisa relacionada a este nome gera repulsa e nojo. Não é por acaso, então, que muitos religiosos resolvam dizer que Hitler era ateu.

Aqui, iremos tratar de uma das mais famosas mentiras que os religiosos têm divulgado mundo afora, e não só pela internet, mas sim em vários meios de mídia (TVs, jornais, revistas, rádio, panfletos, pregações em igrejas, etc). Esta mentira tem sido repetida à exaustão, já que – parafraseando o próprio Goebbels – mentira repetida à exaustão torna-se verdade. A baixa taxa de escolaridade e a despreocupação em não estudar nada muito profundamente faz com que as pessoas alienem-se e não tenham conhecimento sobre o que realmente aconteceu no passado. para isso que nós estamos aqui, pois certas coisas devem ser lembradas, pois aquele que não estuda a sua própria História corre o risco de repeti-la.

Hitler saindo da Igreja Sta Marina, em Wilhelmshaven

“Como um Cristão amoroso e como um homem, leio a passagem que nos conta como o Senhor finalmente se ergueu em Sua força e apanhou o azorrague para expulsar do Templo a raça de víboras. Como foi esplendida a sua luta em defesa do mundo e contra o veneno judeu. Hoje, depois de 2 mil anos, é com muita emoção que reconheço, mais profundamente do que nunca, o fato de que foi em nome disso que Ele teve que derramar Seu sangue na cruz. Como cristão tenho o dever de não me deixar enganar, tenho o dever de lutar pela verdade e pela justiça. E como homem, tenho o dever de zelar para que a sociedade humana não sofra o mesmo colapso catastrófico que sofreu a civilização do mundo antigo 2 mil anos atrás – uma civilização que foi levada a ruína por esse mesmo povo judeu.”

– Discurso do Adolf em 12 de abril de 1942, em Munique

A verdade é que os fundamentalistas religiosos, com as suas mentiras, querem que Hitler não seja associado à religião cristã, porque em suas mentes e em seus conceitos deturpados, a sua (deles) religião é a única coisa que faz o ser humano ser “moral, bondoso com o próximo, agregar o grupo social em que vive, colaborar com a manutenção da estrutura e do tecido social do meio em que vive, inibi-lo de cometer atrocidades ou malefícios contra o seu próximo, etc”; mesmo ao vermos que a Bíblia (em especial o Velho Testamento) prega justo o contrário. Alguns alegam que o advento do Novo Testamento aboliu as leis sanguinárias do Velho Testamento, mas o próprio Jesus, segundo a Bíblia, diz exatamente o contrário, que ele não veio abolir nada. Problemas à vista!

A verdade nua e crua é que a religião cristã produziu alguns dos maiores horrores que o mundo já viu, com o saldo de centenas de milhões de mortos. Não vamos nos demorar aqui, citando uma lista de crimes do Cristianismo, mas podemos recomendar a leitura do livro “O Livro Negro do Cristianismo” de Jacopo Fo, e uma lista desses crimes no site “A Pagina Negra do Cristianismo – 2000 Anos de Crimes, Terror e Repressão”.

Ao afirmarem que Hitler era ateu, os religiosos querem dizer, de forma desonesta, que o ateísmo é uma coisa má, que torna os homens imorais e que podem cometer qualquer atrocidade e crimes que lhes der na telha, já que não possuem “temor” a um deus qualquer, que não temem um “castigo divino” após a morte, enfim… uma serie de acusações nada elegantes dos “amorosos” cristãos, cujo deus mandou entrar em acordo com os adversários de forma mansa e pacificadora. Se nem os religiosos acreditam nessa passagem, que podemos fazer, a não ser dizer: “que diabos de religião é essa, em que só se segue o que quer?”. Sobre o ônus da prova? Muito engraçado! Os religiosos são mestres em ignorar essa parte. temos que aceitar na palavra deles e pronto Muito interessante…

Quem foi Adolf Hitler?

Nascido em Linz (Áustria) no dia 20 de abril de 1899. Quando tinha 10 anos Adolf Hitler já exibia um comportamento antissocial, que foi detectado pela família e amigos. Sendo apenas adorado por sua mãe, Klara, que pensa que ele é um menino normal. Quando se torna um adolescente Hitler aspira se tornar um grande artista, apesar das objeções da sua agonizante mãe, que tinha câncer nos seios. Em 1907 tenta ser aceito na Academia de Artes Visuais em Viena, mas foi rejeitado. Imensamente desapontado e zangado, Hitler ouve um discurso antissemita proferido por Karl Lueger, o prefeito de Viena. Ele começa a aderir às teorias de Lueger, que dizem que os judeus são culpados por tudo aquilo que está errado na Alemanha. Sem casa, emprego e apenas com uma pequena herança do seu falecido pai, mas com um frenético patriotismo, Hitler se une ao exército alemão quando em 1914 estoura a 1ª Grande Guerra. Apesar de pressionar os superiores, ele acaba ganhando a Cruz de Ferro, a maior honraria que um soldado alemão poderia receber, e se consterna ao saber da rendição incondicional do exército alemão. De volta a Munique, Alemanha, Hitler conhece os membros do Partido Alemão dos Trabalhadores ao agir como espião para o exército, que quer se resguardar contra possíveis rebeliões. O Ano era 1919.

Quando Hitler diz suas opiniões sobre a pureza da raça alemã em uma reunião é convidado a se juntar ao grupo, do qual se torna orador. Ele encontra uma audiência ávida, que luta contra a indiferença, invasores estrangeiros e principalmente os judeus, que são considerados a maior ameaça para a Alemanha. Ernst Hanfstaengl, um alemão que vivia na América, e sua esposa Helene formam um aristocrático casal, que retorna à Alemanha quando Hitler está se tornando mais popular entre as massas. Quando Ernst conhece Hitler vê uma oportunidade para usá-lo em proveito próprio para defender seus grandes interesses. Ele se torna conselheiro de Hitler e, por sua sugestão, Hitler adota o pequeno bigode que se tornou sua marca registrada e a suástica, que com o tempo virou um símbolo de opressão, apesar de ser um símbolo muito mais antigo. Ernst convida Hitler para ir à sua casa para jantar com ricos alemães, mas nem Ernst, Helene ou nenhum dos convidados estavam preparados para as observações de Hitler, que anuncia a necessidade de matar os judeus.

Este é o pano de fundo exposto de forma muito resumida. agora, começaremos a desmascarar esta mentira do ateísmo de Hitler, com um breve artigo escrito por John Patrick, publicado na Free Inquiry Magazine e traduzido aqui.

A História está sendo distorcida por muitos pregadores religiosos e políticos. Conta-se de forma rotineira de que Hitler era ateu, e com isso condenando de forma rotineira os ateus. Mas Hitler era um católico, batizado quando era um bebê na Áustria, em uma igreja católica. Ele se tornou um coroinha em uma igreja em sua infância e na juventude, e foi confirmado como um “Soldado de Cristo” em sua Igreja. As piores doutrinas católicas naquela época nunca o deixaram, e elas estavam mergulhadas em sua liturgia, que continha em sua essência litúrgica as seguintes palavras “perfidious jew“. E esta declaração odiosa não foi removida ate o ano de 1961. “Perfidy” significa traição.

Em seu tempo, o ódio aos judeus era a norma corrente; e em grande medida, foi patrocinado pelas principais religiões da Alemanha, o Catolicismo e o Luteranismo. Ele foi um admirador de Martinho Lutero, que odiava abertamente os judeus. Lutero condenou a Igreja Católica e a corrupção desta para objetivos escusos, mas ele apoiou as políticas papais de pogroms contra os judeus. E Lutero afirmou: “Os judeus merecem ser enforcados em penhascos, sete vezes mais elevados do que os mais ordinários ladrões”, e “Temos de ser vingativos com os judeus e matá-los”. “Ungodly wretches” assim ele chamou os judeus em um de seus livros.

Em sua busca pelo poder, Hitler escreveu em Mein Kampf, “… estou convencido de que estou agindo como o agente do nosso Criador. Combater contra os judeus. Estou a fazer o trabalho do Senhor”. Anos mais tarde, no poder, ele citou essas mesmas palavras em um discurso no Reichstag em 1938.

Três anos mais tarde ele informou ao General Gerhart Engel: “Eu sempre fui um católico e irei continuar a sê-lo sempre” (grifo nosso). Ele nunca deixou a Igreja, e a Igreja nunca o deixou. Vários livros importantes da literatura foram proibidos pela Igreja, mas a sua obra pérfida Mein Kampf jamais apareceu no Index de Livros Proibidos. Ele não foi excomungado ou condenado pela sua igreja. Os papas, na verdade, acertaram com Hitler junto com seus colegas fascistas Franco e Mussolini, dando-lhes poder de veto na decisão papal de designar bispos na Alemanha, Espanha e Itália. Os três concordaram que os católicos desses países podem ser livres e enviar ajuda financeira a Roma em troca da certeza de que o Estado poderia controlar a Igreja.

Aqueles que afirmam que Hitler era um ateu deveriam prestar atenção na Historia antes de começarem a pregar, pois o biografo de Hitler, o aclamado John Toland, explica em detalhes a seguinte redação: “Still a member in good standing of the Church of Rome despite the detestation of its hierarchy, he carried within him its teaching that the Jews was the killer of god. The extermination, therefore, could be done without a twinge of conscience since he was merely acting as the avenging hand of god.

Na Alemanha de Hitler, com a união da Igreja com o Estado, os soldados da Wermacht usavam em seus cintos com fivelas com a seguinte inscrição: “Gott mit uns” (Deus está conosco). Suas tropas eram muitas vezes aspergidas com água benta pelos sacerdotes. Foi um verdadeiro cristão, em cujo país os cidadãos foram doutrinados, ou seja, o Estado e a Igreja e seguiu cegamente todas as figuras competentes, política e eclesiástica.

Seria algo totalmente sem sentido um exército de um regime que não defende nenhuma religião e, pelo contrário, é abertamente ateísta e se posiciona contra religiosos em geral ter um capelão no exército. Mas a Wermatch tinha.

Hitler, como alguns dos políticos e os pregadores religiosos de hoje fazem, politizava os “valores familiares”. Ele gostava de punições corpóreas em casas e nas escolas. Falar de Jesus se tornou obrigatório em todas as orações escolares sob sua administração. Embora o aborto, antes de Hitler, era ilegal na Alemanha, ele tornou possível o aborto, com a aplicação de uma lei exigindo que todos os médicos informassem ao governo a situação de todos os abortos espontâneos. E desprezou abertamente a homossexualidade e a criminalizou. Se passado é um prólogo, sabemos o que podemos esperar do futuro se dermos a liberdade de passar a licença de fazer as coisas. Fanáticos como Pat Robertson mostram que não estamos exagerando.

Com isso, já podemos ter uma ideia básica de quem era Hitler, a influência da Igreja em sua vida e nos assuntos de Estado durante o governo dele na Alemanha Nazista. Agora, iremos nos aprofundar mais ainda, abordando outros aspectos, sobre a vida de Hitler, os pensamento dele, a essência do nazismo, o Cristianismo Positivista, etc. A imagem popular do nazismo é que eles eram fundamentalmente anti-cristãos devotos, enquanto que os cristãos eram anti-nazistas. No entanto, a verdade é que os cristãos alemães apoiaram os nazistas porque acreditavam que Adolf Hitler foi um presente de Deus para o povo alemão. Uma espécie de Messias. E Hitler? O que ele era? Na próxima página aprenderemos mais sobre ele e a ideologia Nazi.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Pages: 1 2 3

  • Para vc perceber o quanto não sabe concatenar ideias.

  • Não sabe o que significa uma palavra? Compre a bosta de um dicionário. Não, não vou baixar meu nível até a sua idade pré-escolar. Eu escrevo para gente alfabetizada. Não gostou, não leia meus textos complicados. Tente a Galinha Pintadinha, bem de acordo com sua idade mental.

  • NestorBendo

    Reza um dito popular da minha região que opinião é como o boga: cada um com o seu e não meta o dedo no dos outros.

    Como já diria o célebre dono deste recinto: não lhe implorei para vir aqui e tascar sua verborragia. Está incomodado, Alt+F4 resolve o problema.

    Nenhuma opinião mudará os fatos. Ponto.

  • NestorBendo

    Isso conta como TJR?

  • Alexandre Marcello de Figueire

    A religião não é determinante para definir o caráter de uma pessoa.

  • Claudio Jose

    quanta contradição,meu caro. Como vc mesmo disse, desde a infância, Hitler era um psicopata. Uma pessoa de mente deturpada e maliciosa, mas como criança fora criado dentro da doutrina católica, que era predominante na Austria. Isso deu a ele um tênue elo entre ele e a religião, que ele próprio combateu quando se tornou um anti-semita genocida e abandonou todos os princípios cristãos, o que o tornou um ATEU! Agora vc, como todos o ateus são covardes em buscar uma única brecha para atacar o cristianismo, enquanto existe um mar de genocídio contra a fé cristã! Lembrar os Nomes, Mao Tse Tung, Lennin, Stalin, Indi Amim Dada, e tantos outros. Porque não conta a história ATEISTA desses GENOCIDAS? Claro, só interessa inventar uma estória em que um Cristão seja o mal. E mais uma vez um ATEU falhou! Pobre coitado! Vai estudar!

    Pryderi respondeu:

    Péra, não entendi. Hitler era ateu e ia em missas, citava Lutero e mantinha capelães no exército? E quem nos salvou? O exército ateísta de Stalin, que nunca perseguiu cristão nenhum. Ele perseguiu foi todo mundo.

    Lênin não perseguiu cristãos. Perseguiu todo mundo também, principalmente outros ateus. Já o cristão ortodoxo Czar foi quem começou com expulsar desaftos pra Sibéria. Gulags não foram invenções do partido comunista.

    Idi Amim Dada nunca foi ateu, pelo contrário. Era de uma família cristã (vc sabe, aquela religião que manda odiar os pais e tem versículos que ordena matar homossexuais, rasgar barrigas de mulheres grávidas, destruir cidades, esmagar crianças em penhascos, eliminar moradores de cidades inteiras, escravizar, prostituir, matar pais, irmãos e demais familiares etc.) Eu estou procurando no Manifesto Comunista algo a esse respeito. Não encontrei.

    Você tem a biografia oficial do Idi Amin? Site crente não serve.

    O cristianismo nos deu a Guerra dos 30 Anos, as Cruzadas, a Guerra dos 100 anos, a Noite de São Bartolomeu, a Inquisição (católica e protestante). Durante a 4ª Cruzada, os soldados cristãos, ao invés de ir para Jerusalém, marchou para a cidade cristã de Constantinopla e a DESTRUIU, em que relatos de historiadores dizem que as ruas se transformaram em rios de sangue.

    Mais recentemente, temos Slobodan Milosevic, que nunca foi ateu, pelo contrário. Era perseguidor de ate ateus e muçulmanos. Dica: seguia o mesmo deus que você.

    Proceure largar as besteiras que seus sites crentes contam e leia Geza Vermes, John Dominic Crossan, Karen Armstrong, Bart Ehrman, Harold Bloon, J. P. Meier, Diarmaid MacCoulough entre outros. Nenhum deles é ateu.

    Nem eu sou ateu, seu imbecilzinho. 😀

    Lucas Silva respondeu:

    Me diga uma coisa, me mostre um versículo da qual Jesus nos ensina a matar um homossexual, adúlteras ou os outros povos (gentios). Não há um versículo! A lei mosaica daquele tempo era pro povo de Israel, da qual era outro período completamente diferente do nosso. Os cristãos seguem o cristianismo, não aquelas leis do velho testamento que foi abolida por Jesus. E o que o cristianismo nos ensina é a amar uns aos outros assim como nos amamos a si mesmo

    Pryderi respondeu:

    Mateus 5:18 – Pois em verdade vos digo: passará o céu e a terra, antes que desapareça um jota, um traço da lei.

    1 Coríntios 4:6 – E eu, irmãos, apliquei estas coisas, por semelhança, a mim e a Apolo, por amor de vós; para que em nós aprendais a não ir além do que está escrito

    Lucas Silva respondeu:

    Lembre-se do Contexto.

    Pryderi respondeu:

    Qual o contexto de mandar matar homossexuais. Me explique.

    Deve-se matá-los, sim ou não?

    Lucas Silva respondeu:

    Mateus 5:17 Não… VIM DESTRUIR A LEI… MAS CUMPRIR. O propósito de Cristo é que as exigências espirituais da lei de Deus se cumpram na vida dos seus seguidores (Rm 3.21:8.4). O relacionamento entre o crente e a lei de Deus envolve os seguintes aspectos: (1) A lei que o crente é obrigado a cumprir consiste nos princípios éticos e morais do AT (7.12:22.36-40: Rm 3.31; Gl 5.14; ver o estudo A LEI DO ANTIGO TESTAMENTO); bem como nos ensinamentos de Cristo e dos apóstolos (28.20; 1 Co 7.19; Gl 6.2). Essas leis revelam a natureza e a vontade de Deus para todos e continuam hoje em vigor. As leis do AT destinadas diretamente à nação de Israel, tais como as leis sacrificiais, cerimonias, sociais ou cívicas, já não são obrigatórias (Hb 10.1-4; e.g., Lv 1.2,3;24.10).
    Conselho: Você jamais vai entender a bíblia lendo apenas 1 ou dois versículos. Leiam por completo… e não se esqueça do CONTEXTO! é fundamental que NÃO se omita o contexto. Se você ignorar o contexto, você não vai entender nada.

    Pryderi respondeu:

    Mateus 5:17 Não… VIM DESTRUIR A LEI… MAS CUMPRIR. O propósito de Cristo é que as exigências espirituais da lei de Deus se cumpram na vida dos seus seguidores (Rm 3.21:8.4).

    A Lei manda:

    Matar quem rezar pra um deus diferente.
    Matar homossexuais.
    Manda adúlteros
    Matar em usar roupa de fios misturados
    Matar filhos rebeldes
    Matar que frequenta advinhos
    Escravizar virgens, matar o restante de uma cidade-estado inteira

    Preciso continuar?

    O relacionamento entre o crente e a lei de Deus envolve os seguintes aspectos: (1) A lei que o crente é obrigado a cumprir consiste nos princípios éticos e morais do AT (7.12:22.36-40: Rm 3.31; Gl 5.14; ver o estudo A LEI DO ANTIGO TESTAMENTO); bem como nos ensinamentos de Cristo e dos apóstolos (28.20; 1 Co 7.19; Gl 6.2).

    Nope. Jesus disse que não ia ablir as leis. Logo TODAS estão valendo.

    Essas leis revelam a natureza e a vontade de Deus para todos e continuam hoje em vigor.

    Você gosta de camarão?

    As leis do AT destinadas diretamente à nação de Israel, tais como as leis sacrificiais, cerimonias, sociais ou cívicas, já não são obrigatórias (Hb 10.1-4; e.g., Lv 1.2,3;24.10).

    Mas Jesus era judeu, e ele veio levar os judeus de volta para Israel. Você não é judeu. Mal aê.

    Vc usa barba?

    Conselho: Você jamais vai entender a bíblia lendo apenas 1 ou dois versículos. Leiam por completo…

    Péra. Jesus disse que NÃO VEIO ABOLIR AS LEIS, MAS CUMPRI-LAS. A Lei manda apedrejar pessoas até a morte. Vc diz que não são para ser cumpridas. Então, vc está contrariando Jesus?

    e não se esqueça do CONTEXTO! é fundamental que NÃO se omita o contexto. Se você ignorar o contexto, você não vai entender nada.

    Eu acho uqe não precisa de muito para entender o contexto sobre matar homossexuais.

    Almeida respondeu:

    Isso deu a ele um tênue elo entre ele e a religião, que ele próprio combateu quando se tornou um anti-semita genocida e abandonou todos os princípios cristãos, o que o tornou um ATEU!
    .
    Pela sua lógica deturpada, João, o evangelista (sim, eu sei!) também era ateu já que também ia contra os judeus. D’uh!

    João Antonio Alves Martins respondeu:

    Seguido sua lógica, Martin Lutero também era ateu.

    NestorBendo respondeu:

    Sempre achei que ateísmo era descrença, mas você me parece certo: ateísmo é só sobre matar, pilhar e destruir!

    #SQN.

  • Izack Maçaneiro

    Muito bom o artigo! Além disso, cita referências para aprofundar os estudos. De fato, o que vejo são crentes desesperados para tirar Hitler de suas religiões.

  • Lia

    Assista e tire suas conclusõas….https://www.youtube.com/watch?v=PKPjsDG1u_0

    Pryderi respondeu:

    Mais uma imbecil com vídeo de YouTube.

    Livros? Nah, isso é para gente elitista.

    Lia respondeu:

    Pois basta esse vídeode youtube para jogar por terra seus argumentos fracos.

    Pryderi respondeu:

    Para idiotas como você, deve bastar mesmo. Eu trabalho com bibliografia especializada, registros fotográficos e documentais e obras de referência. Faça uma monografia, dissertação e tese e apresente vídeo de youtube para uma banca e veja o que acontece.

    Lia respondeu:

    fazer uma monografia para apresentar para uma banca de professores universitários brasileiros???…. que mediocridade… muito esforço pra pouco benefício….

    Pryderi respondeu:

    Pode ser qualquer banca, filhota. Você, no máximo, deve fazer trabalhinho escolar de pré-escolar. Aqueles que não precisa citar fonte.

    Lia respondeu:

    estou no meu segundo curso universitário na melhor universidade do Brasil.. sei do que estou falando…

    Pryderi respondeu:

    Você deve ser de Humanas.

    CADÊ AS FONTES?????????????

    NestorBendo respondeu:

    Com certeza, não está e nem esteve no curso de História.

    NestorBendo respondeu:

    Diga isso ao meu contra cheque de R$ 9000,00, obtido após apresentar uma monografia para uma banca de professores universitários brasileiros para me formar Engenheiro Civil.

    Mediocridade é a sua desculpa, não a do meu curso, e com certeza não a do nosso anfitrião, Dr. André.

    Gustavo Torres respondeu:

    Fale por si só…

    cloverfield respondeu:

    Alguém poderia traduzir o que ele realmente esta falando em alemão?

    Erick Grazina respondeu:

    Fale a verdade: você não aguentou ver a ligação que Hitler tinha com sua igreja católica…

    Lia respondeu:

    até parece que propaganda barata para subir ao poder significa ligação com a igreja católica… seus argumentos são muito frágeis…

    Erick Grazina respondeu:

    Nope. LEIA o artigo cara carola e refute se puder com documentos e não com videozinhos de YouTube.

    Gustavo Torres respondeu:

    Qual seria o problema dele ser “cristão”? Muitos mataram em nome de Deus/Cristo… Aceitar os erros e corrigi-los é o gesto mais nobre e inteligente que um ser humano pode ter…

  • Rodrigo Cesar

    André faltou você citar que ele também era vegetariano kkkkkkkkkkk

  • Gustavo Torres

    Só uma pergunta aos supostos “cristãos”, presentes na discussão: Por qual motivo, não se pode aceitar a existência de alguém que dizia estar agindo em nome de Deus e que no fim, só causou muito mal aos outros? É tão doloroso aceitar que mesmo dentro igreja, o mal permeia? Negar os males que a religião propagou no mundo, e ainda propaga, é pura e simples ignorância. Fanatismo, extremismo. Tudo muito contrário ao idealismo apresentado pelos supostos “cristãos”.

  • Johnny Gabriel

    André, uma coisa que ficou muito estranha foi que, apesar de todas as ideias que Hitler apresentava em seus discursos, no livro Hitler’s table talk ele critica o cristianismo como se odiasse a religião, não cheguei a ler o livro todo, só as paginas citadas que seriam entre a 140 e 153 (mais ou menos por aí) por acaso, tá aqui o livro em pdf.
    http://vho.org/aaargh/fran/livres10/HTableTalk.pdf

    Apesar disso, na wikipédia (sei que a fonte não é lá essas coisas né) diz que existe uma controvérsia na versão em inglês, que o editor pode ter mudado as palavras, mas eu já não sei, pode ser que sim, pode ser que não.

    Pryderi respondeu:

    Releia o texto e as referências.

    Johnny Gabriel respondeu:

    Ah, tá, valeu cara, é que na época que eu li eu tinha preguiça de clicar nas referências e deixei essa passar, agora aprendi a lição, valeu 😀

  • King

    Hitler não era cristão, Há uma diferença muito grande entre alegar ser cristão e ser cristão de fato. O Senhor Jesus nos ensinou a identificar os verdadeiros cristãos pelas suas obras (frutos): e quais foram as obras de Adolf Hitler?
    Melhor continuar tocando seu violino do que ficar bostejando na internet.

    Pryderi respondeu:

    O Senhor Jesus nos ensinou a identificar os verdadeiros cristãos pelas suas obras (frutos): e quais foram as obras de Adolf Hitler?

    Matou quem não concordou com ele; não trouxe a paz,mas a espada; instruia a Juventude Hitlersta que ele era mais importante que os pais das crianças, e que elas deveriam odiá-los…

    E quer também que mencione o Velho Testamento, que o próprio Jesus disse que não seria abolido?

    Vejamos outros exemplos dados pelos cristãos: Cruzadas, Noite de São Bartolomeu, Inquisição, Guerra dos 30 anos, Guerra dos 100 anos… Todos eles sendo cristãos de verdade

    O fato da princesinha aí não querer que Hitler seja cristão (você sabe… aquele deus que se fez de surdo perante os genocídios da 2ª Guerra), não fará a realidade demonstrada no texto deixar de existir.

    NestorBendo respondeu:

    Como disse o célebre dono deste recinto certa vez:

    O que vc quer ou deixa de querer é irrelevante. Hitler continua sendo cristão, e não é porque é cristão que terá que ser bonzinho.

    Como prova, trazemos ainda os relatos das Cruzadas, Inquisição Católica, Inquisição Protestante, Guerra dos Trinta Anos, Noite de São Bartolomeu, a defesa da escravidão nas Américas, África e Ásia, a louvável atitude dos Czares russos em fundar campos de concentração, as atitudes da psicopata Madre Tereza de Calcutá, as perseguições aos umbandistas aqui no Brasil, a lavagem de dinheiro neopentecostal, o acobertamento de pedófilos pela ICAR…

    Enquanto isso, o ateu Bill Gates é o maior filantropo do mundo, ao mesmo tempo em que o humilde Papa Francisco I não bate com a piroca na mesa para vender tudo o que tem no Vaticano e dar aos pobres, como Jesus manda na Bíblia.

    Ê, meu filho… Dissocie crença de caráter, ou você não vai longe…

  • Stalin matou milhões de pessoas e ele era ateu, e aí…

    Me mostre um livro de doutrina ateista que manda rasgar barrigas de mulheres grávidas.

    isso não quer dizer que todos os ateus são pessoas como Stalin. O verdadeiro cristão é aquele que segue o cristianismo

    Aquele que manda mulheres se calarema e que pode espancar o escravo e perseguir homossexuais? (tá no NOvo Testamento. A sua deculpa será qual?)

    e o cristianismo nos ensina que devemos amar uns aos outros assim como amamos a si mesmo.

    Conte isso para o pessoal da 4ª Cruzada que invadiu a Constantinopla Cristã e matou todo mundo lá. Conte isso para quem esteve na Noite de São Bartolomeu. COnte isso para a Inquisição.

    O único cristão que existiu morreu na cruz.

    E pelo o que eu saiba, Hitler muitas vezes falava do cristianismo para agradar o povo

    Ah, sim. Ele estava muito interessado em agradar as pessoas. Ele foi o responsável pela morte de milhões de pessoas só para agradar ao povo?

    sem falar que ele tinha várias crenças.

    Fonte: Cu.

    O fato é, que mesmo ele ter tentado se justificar usando versículos da bíblia, da qual esses versículos NÃO se baseia de nenhuma forma, o que ele estava fazendo.

    Ó que não, hein? Evangelho de Jão é claramente antissemita.

    A bíblia condena essas atrocidades que ele fez, e isso está escrito de forma clara na bíblia.

    Números 31 discorda.

    Faltou imparcialidade no seu artigo! agora eu te pergunto… porque você não fala que uma das nações que derrotaram a Alemanha nazista veio de uma sociedade fortemente cristã (Estados Unidos)

    Você quis dizer União Soviética, né? EUA só entrou na Guerra pq bombardearam Pearl Harbor. Os russos lutaram em cada esquina para evitar o anvanço sobre a Rússia. EUA não passou por nada parecido com a Batalha de Estalingrado e Kursk. Vai estudar, moleque.

    Mas isso você não pode mostrar no é? já que você tem que mostrar os cristãos com os ??????ã?.

    Nope. Eu mostrei que a mentira de vocês que Hitler era ateu era apenas isso… mentira. Agora ele não é cristão de verdade. Então eu posso dizer: Stalin não era ateu de verdade. Que tal? 🙂

  • Stalin matou milhões de pessoas e ele era ateu, e aí… isso não quer dizer que todos os ateus são pessoas como Stalin.

    Mesmo pq, não há nenhum livro ateísta ordenando isso. Já a Bíblia…

    O verdadeiro cristão é aquele que segue o cristianismo, e o cristianismo nos ensina que devemos amar uns aos outros assim como amamos a si mesmo.

    Palavras saídas do mesmo Jesus que mandou odiar os pais e que não era para abolir nenhuma lei dos profetas.

    E pelo o que eu saiba, Hitler muitas vezes falava do cristianismo para agradar o povo, sem falar que ele tinha várias crenças.

    As desculpas das Cruzdas, a Inquisição e a Igreja Batista de Westboro é qual mesmo?

    O fato é, que mesmo ele ter tentado se justificar usando versículos da bíblia, da qual esses versículos NÃO se baseia de nenhuma forma, o que ele estava fazendo.

    Correção: vc NÃO QUER que o que está escrito lá não tenha o significado que você NÃO QUER que tenha.

    A bíblia condena essas atrocidades que ele fez

    Não é o que vem em Números 31.

    e isso está escrito de forma clara na bíblia.

    Estou revisando aqui e Números ainda está lá.Oseias, também.

    Faltou imparcialidade no seu artigo!

    Eu quero ver imparcialidade na igreja reconhecer o monte de merdas que ela fez ao longo dos anos durante o culto.

    E isso serve para católicos e protestantes.

    agora eu te pergunto… porque você não fala que uma das nações que derrotaram a Alemanha nazista veio de uma sociedade fortemente cristã (Estados Unidos).

    Você quis dizer União Soviética, né? Foi o Exército Vermelho quem descobriu os campos de concentração e invadiu Berlim. EUA bombardeou civis em Dresden e Dusseldorf

    Mas isso você não pode mostrar no é? já que você tem que mostrar os cristãos como os ??????ã?.

    Eles deixaram de existir? Que tal Slobodan Milosevic? Ah, sim… vc vai dizer que ele não era cristão de verdade…

    Marcelo respondeu:

    André, obviamente esse pessoal crentoide assistiu o “Último ditador” do Chaplin e foi lá ver que, esse sim era ateu e falaram: “opa! Vamos pegar esse Hitler ateu e fazer o paralelo com o verdadeiro”. Vai que cola.

  • uem recuperou Paris, foi URSS? lógico que não! Os Estados Unidos também derrotou as tropas nazistas.

    Derrotou um inimigo sem exército. E quem conquistou Paris foi Inglaterra primeiro. mas, sem exército pra contrapor, é fácil

    Lembrando que eu não sou católico. O evangelho de joão não tem nada de antissemita

    Não é o que Bart Ehrman, Hardold Bloom, J P Meyer, Karen Armstrong e Joh DOminoc Crossan dizem. Tem mais, mas eu preferi estes, pq eles não são ateus 😀

    você não deve nem saber o que é Antissemitismo.

    É algo que tinha nos pogroms feito pelos Ingleses, retratado no Mercador de Veneza de Shakespeare.

    Segundo, os cristãos eles segue o evangelho, e o evangelho nos ensina amar uns aos outros assim como amamos a si mesmo.

    Tabém fala pra odiar os pais.

    Então, NÃO me venha com mentiras dizendo que a bíblia ensina a matar e bater gay ou adúlteras, ou você esqueceu dessa passagem:
    7 Visto que continuavam a interrogá-lo, ele se levantou e lhes disse: “Se algum de vocês estiver sem pecado, seja o primeiro a atirar pedra nela”.
    8 Inclinou-se novamente e continuou escrevendo no chão.

    Ou seja, se tivessem jogado a pedra, por Jesus tudo bem. Ele não falou que aquilo era errado. Obviamente, isso tem um sonoro erro histórico. Se fosse verídico, a mulher E O HOMEM seriam levados para serem apedrejados.

    E aí? 😀

    Jesus aboliu leis sociais e cívicas que eram leis direcionadas ao povo de Israel.

    Muito pelo contrário. Ele falou que ele NÃO VEIO ABOLIR AS LEIS. Veio levá-lkas à perfeitção. Qual é a perfeição de matar homossexuais?

    E Jesus colocou novos mandamentos.

    Nope.

    Vejo que você sabe praticamente de nada sobre teologia.

    Teoplogia é distorcer o texto bíblico para que ele dfiga o que vc quer que ele diga. Infelizmwente, está dito na Bíblia para não ir além do texto escrito. Ele é o que ele é.

    Lembrando que aqueles povos foram exterminados, foram exterminados, porque eram povos idólatras

    Sabve as pirâmides? Elas estão no meio de um deserto e não tem rochas lá. Rá fê-las aparecer ali. 😀

    Outra coisa, Hitler queria agradar povo, mais isso foi antes de suas atrocidades, era na sua propaganda.

    Então Hitlçer não era u maníaco sanguinário exterminador. Ele só fez para agradar a uma pópulação antissemita, certo?

    Havia propagandas na Tv alemã de que os campos de concentração eram vilas onde todo Judeu podia morar lá.

    Na década de 30? HAHAHUSHUASHUSAHUSAUHSUHSHUSASHUSAHUSAHUASHUSAHASHUASHUSAHUSAHUASHSHUHAUHA

    Mas vc é MUITO IGNRANTE. Não existia TV na década de 30 na Alemanhã, seu ignorante analfabeto em História!
    Ninguém sabia que esses campos sequer existiam. Com o avanço do exército vermelho é que os soldados ouviam as histórias, mas ninguém acreditou. Só quando chegaram lá e viram.

    Televisão… cara, como vc é burro para tentar sustentar sua opinião idiota.

    Hitler enganou o povo, tanto que seus próprios oficias queriam matar ele

    Nope. Os oficias quiseram matá-lo pq ele estava arruinando a Alemanha economicamente, mas um cara burro pra cacete que acha que havia TV em 1933 na Alemanha não se pode esperar muito.

  • Você é ignorante, cara. Jesus obedeceu a lei, mais isso não quer dizer que ele tacou pedras nas mulheres adúlteras.

    Ele não guardava nem o Sábado. Outra contradição bíblica.

    Ninguém era obrigado a tacar pedras na adúltera.

    Pior que era.

    Ele obedeceu aquelas leis como a do sábado e outras leis, para depois abolir…

    Mas ele falou que não ia abolir, cacete. Na boa, o cara era realmente apenas um esquizofrênico com mania de grandeza, mesmo. Se bem que ele nunca disse que era Deus. Vocês que inventaram essa baboseira.

    não todas leis mais sim aquelas leis sociais e cívicas.

    Ou seja, todas as leis.

    E se vc tivesse lido o capítulo 5 todo, talvez vc entenderia, da qual vc nem leu, Jesus falar respeito da lei olho por olho e dente por dente e ele colocar novos mandamentos, e ainda fala que devemos amar uns aos outros assim como amamos a si mesmo

    <b<Mas mandou odiar os pais. Tá lá em Lucas. Vai lá ler.

    Está no mesmo capítulo ,de Mateus (5). Jesus aboliu a lei do apedrejamento, isso está claro em (João 8:7-11)

    Mas Jesus disse tacitamente que Jesus não veio abolir as leis. Essa sua bíblia é uma bagunça!

    Visto que continuavam a interrogá-lo, ele se levantou e lhes disse: “Se algum de vocês estiver sem pecado, seja o primeiro a atirar pedra nela”.

    Ou seja, se tivessem tacado pedra, teria aceito.

    Os que o ouviram foram saindo, um de cada vez, começando com os mais velhos. Jesus ficou só, com a mulher em pé diante dele.

    E cadê o homem? Sim, pq é o homem e a mulher? Pegamos mais um erro. Obrigado!

  • Vc tem problemas de visão? Pq analfabeto eu sei que é.

  • Eu lhe entendo. Vc é tão analfabeto que não vê a parte que diz que os comentários são pré-aprovados primeiro.

    mas tudo bem, sabemos que vc é burro 😀