Em pacto suicida, casal mata seus filhos para depois se suicidar

Eu sempre tenho que ouvir a mesma ladainha. Principalmente a Típica Justificativa Religiosa 71 (Por que os ateus pensam tanto em Deus) e a TJR 25 (Por que Cristo/Deus te incomoda?). Não, religiosos não possuem massa encefálica suficiente para discernir que não é Deus, ou Jesus ou a Jumenta de Balaão que nos incomoda. Não é a religiosidade, o sentimento e devoção ao divino, que irrita a nós, céticos (não necessariamente ateus). É a religião e seus efeitos que incomodam. A ignorância que vem e molda a mente das pessoas. Não apenas o cristianismo, mas qualquer atitude fanática que leva as pessoas a cometerem atos tresloucados, insanos, loucos e, por fim, assassinos.

Francisco Lotero, de 56 anos, e Miriam Coletti, de 23 anos eram argentinos. Moravam na cidade de Goya, sendo Lotero oriundo da cidade de Esquina (este é o nome mesmo da cidade). Por pura loucura fanática, o casal temia os efeitos do aquecimento global. Assim, eles mataram a tiros o filho de dois anos, balearam a filha de sete meses e se suicidaram no último sábado, dia 27/02.

Mas o que isso tem a ver com o Cristianismo? Nada e eu nem falei que tinha. A relação disso com a religião é a fé cega, as informações que chegam deturpadas, o exagero, a política apocalipcista de divulgar notícias sensacionalistas por veículos de informação que só visam lucro, às custas de sangue, dor e sofrimento, pois é isto que as pessoas querem ver, ler, ouvir e falar sobre. Pessoas suscetíveis, com baixa capacidade de raciocínio, cultura geral que pode ser dimensionada como cabendo num selo e com sérios distúrbios psicológicos são vítimas fáceis disso, onde podemos exemplificar como o caso da menina indiana que se matou com medo de morrer pelas sangrentas garras do LHC.

No caso de Francisco Loreto e Miriam Coletti, que o NY Daily News classificou como “bizarro”, os vizinhos horrorizados alertaram a polícia que invadiu a casa para ver o banho de sangue, onde havia uma nota dizendo que eles se preocupavam muito com o aquecimento global e estavam em estado de nervosismo exacerbado diante da falta de ações dos países contra a crise ambiental. Por pura sorte, a filhinha, ainda sem nome, de 7 meses sobreviveu ao massacre. A menina está agora se recuperando no hospital, estando fora de perigo, e sua guarda provavelmente ficará com os avós maternos.

Muito certamente, virão até aqui dizendo que eu estou forçando a barra por generalizar as coisas dessa forma. Mas basta ver nas entrelinhas: Um casal fanático, com a cabeça cheia dos profetas apocalipcistas apregoando o fim-do-mundo para breve, sob influência de uma onda de desinformação por parte de jornais e TVs, que ampliam para estágios cataclísmicos o que acontece hoje.

Ainda não sabemos o que está proporcionando o aquecimento global, não sabemos até que ponto o ser humano está interferindo, mas que há interferência humana no clima, disso ão resta dúvida. Filmes toscos como o 2012 não ajudam, pseudocientistas falando bobagens na TV também não. Há um problema climático e isso é fato, mas não é para termos atitudes como essa. Isto é loucura! Os arautos da destruição precisam que isso seja levado para lá e pra cá, de forma a insana e disparatada, pois muitos estão ganhando com isso, nem que seja inundando as prateleiras de livros com bobagens e emissoras de TV que enchem o saco com tudo isso. É o início de mais uma religião apocalipcista, como tantas outros movimentos esotéricos que andaram surgindo por aí, que bebem na mesma fonte: o medo irracional do ser humano. E quando se remove a camada racional das pessoas, o resultado é este que vimos: a selvageria.

11 comentários em “Em pacto suicida, casal mata seus filhos para depois se suicidar

  1. Parece que a genética responsável pela susceptibilidade às lorotas insanas é deletéria! O problema é quando levam inocentes junto! Até quando este tipo de comportamento ainda irá existir entre nós :?: :?:

  2. Cruzar pensamento religioso baseado em fundamentos ilógicos e tentar correlacionar com os eventos climáticos é realmente a “moda” atual. Escuto todos os dias “Nossa, o mundo está acabando”, “é o fim dos tempos”, “essas coisas não aconteciam antigamente”, “tudo isso é o sinal das profecias”, “tá na Bíbria… etc… etc….” .

    Como diz um grande amigo meu, quero que o Mundo acabe em bola de fogo, ao invés de aguentar essa gentarada” rsrs :lol:

  3. Vi essa noticia em outro lugar, mas ainda ñ entendi pq razão se mataram :neutral:
    Pensaram q se o fizessem, o aquecimento global acabaria :?:

      1. @André, Concordo…
        O único motivo q consegui pensar para terem feito isso, é pq preferiram uma morte rápida e sem muita dor, do q uma leeeeennnntaaaa e beeemmm dolorosa (morrer de calor talvez). :???:

    1. Esse caso é tão estranho como a desculpa do bilhete.

      Se eles fossem religiosos, eu diria que fizeram isso pra curtirem de camarote, direto do céu, as consequências do aquecimento.

      Mas a verdade é que por mais que eu tente, mesmo o andré já ter dado uma causa, não consigo entender esse ocorrido. Não consigo… não consigo…

  4. Os fins não justificam os meios.

    Por que se matar, quando eram altas as chances de já terem morrido quando começassem as verdadeiras consequências do aquecimento global ?

    Se eu conheço um pouco sobre os verdadeiros pensamentos religiosos, eles esperam viver o máximo possível para que vejam acontecer algum milagre, e assim possam ter certeza de suas crenças e possam ver os descrentes pedindo perdão ajoelhados. Mas isso não tem relevância, já que os pais não eram religiosos.

    E como a menor escapou ? Eles poderiam ter feito um serviço completo sem problemas. Pra deixa-la escapar é por que estavam com muita pressa.

    Eles juntos decidiram escrever aquele bilhete e a decisão de matar os filhos ?

    E quem foi que deu o último tiro ?

    Os dois foram responsáveis pela chacina ?

    Se foram os dois, como ninguém percebeu nada de anormal no comportamento?

    Muito estranho, watson.

    Essa notícia me deu dor de cabeça. Mas em teorias rápidas:

    Os pais eram religiosos e loucos, e os vizinhos e os familiares (caso tenham) eram idiotas despreocupados.

    Começo a a creditar que sempre tem uma primeira vez pra tudo.

    Se matar por causa do aquecimento global ?… … … não pode ser… … como pode… … eu… … talvez… …

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s