Dragão-de-komodo é mais venenoso do que se pensava

O dragão-de-komodo é um réptil carnívoro encontrado na Indonésia (nas ilhas de Komodo, daí seu nome), muito violento. Com seu comprimento (que chega a 3 metros) e a linda massa de 100 kg (massa é diferente de peso), vocês podem ter certeza: Ele é grande, mau, feio e fedorento (ao menos, eu imagino que seja). Bastante assustador pra você? Tenho más notícias: Ele é pior ainda!

O Varanus komodoensis é conhecido por morder suas presas e depois soltá-las, deixando-as sangrar por conta dos ferimentos. Após entrar em choque, as vítimas são mortas e devoradas. Antes, pensava-se que a mote era causada pela baba (eca!) dele, que abrigava um festival de bactérias patogênicas. Entretanto, uma pesquisa feita por um grupo internacional indica que o efeito se deve também a um veneno que age associado à sua poderosa mordida – proporcionada por 60 dentes serrilhados, que são frequentemente substituídos durante toda a sua vida. Quem quer uma passagem pra passear em Komodo?

Usando técnicas sofisticadas de imageamento, a equipe internacional chefiada pelo Dr. Bryan Fry, da Universidade de Melbourne, revelou que o o dragão (que não tem nada a ver com São Jorge) tem as mais complexas glândulas secretoras de veneno glândulas em comparação com qualquer outro réptil, incluindo o seu parente já extinto: o Megalania (Varanus priscus), que foi o maior animal peçonhento do passado, tendo cerca de 7 metros de comprimento, agora extinto.

O trabalho foi publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences – PNAS, que vocês podem baixar e ler o arquivo em PDF AQUI.

Os pesquisadores realizaram um estudo exaustivo da mordida do dragão, empregando técnicas computadorizadas para analisar o estresse em um dragão de garras e compará-los aos de um crocodilo. Os dragões foram possuem uma mordida muito mais fraca em relação aos crocodilos, mas a ressonância magnética (MRI) de uma cabeça de dragão-de-komodo preservada revelou complexas glândulas de veneno e dentes especializados que criam lacerações profundas para a entrada do veneno. Veja a série de imagens à direita (clique para ampliar).

“Acreditamos que o dragão é capaz de enfraquecer e imobilizar suas presas com uma mordida peçonhenta, que aumenta os danos causados pelos seus longos e serrilhados dentes”, disse o Dr. Fry.

Os investigadores encontram e removeram cirurgicamente as glândulas de um espécime muito doente, em estado terminal, no Jardim Zoológico de Singapura, e usaram espectrometria de massa para obter um perfil das moléculas de veneno. A equipe também analisou quais os genes responsáveis pela toxina foram expressados na glândula de veneno do dragão-de-komodo.

Os efeitos do veneno foram também testados pela equipe e são semelhantes ao Monstro-de-gila e muitas cobras, que causam uma perda severa da pressão arterial pelo alargamento dos vasos sanguíneos; induzindo, assim, um choque na vítima. Estes achados podem explicar as observações do Dr. Fry.

2 comentários em “Dragão-de-komodo é mais venenoso do que se pensava

  1. O bicho mais mau, perverso e feio do planeta terra, esta mais mau, perverso,feio e venenoso do que antes. Tremei.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s