Grandes Nomes da CIência

Biografias de cientistas conhecidos ou não tão conhecidos assim. Curiosidades e fatos sobre suas pesquisas, inclusive gente anônima que fez ciência e não recebeu os devidos créditos. Mais »

Livro dos Porquês

A sabedoria e o conhecimento. Isso é Poder! Abra sua mente, aprenda mais sobre questões básicas (e complexas) e tire suas dúvidas, de forma mais didática possível, sem ser aquelas aulas chatas de colégio. Mais »

Grandes Mentiras Religiosas

O mundo não é tão bizarro quanto fazem parecer. Mentiras e enganações para ludibriar as pessoas, lindamente desmontados, de forma a trazer à luz a desonestidade para tentar lhe fazer parar de pensar e simplesmente aceitar o que querem que você pense. Mais »

Caderno dos Professores

Para quem quer ensinar e muitas vezes se pergunta como abordar um tema. Como deixar a aula interessante, como levar conhecimento aos seus alunos por meios que pedagogos lhe odiarão, mas serão amados pelos estudantes. Mais »

 

O Dilúvio desmascarado

diluvio1.jpgUma das histórias mais absurdas do Velho Testamento com certeza é a que relata o dilúvio e a Arca de Noé. Um besteirol sem limites, digno das mais profundas fantasias de uma psique desvairada da natureza humana. E o mais incrível é saber que existe gente tão ignorante que afirma por A + B que aquele monte de bobagens ocorreu tal como descrito no Gênesis.

Aqui analisaremos os absurdos científicos, geográficos e históricos. Calce seu pé de pato e venha conosco, pois tudo começa em Gênesis cap. 6

1. Quando os homens começaram a multiplicar-se sobre a terra, e lhes nasceram filhas,
2. os filhos de Deus viram que as filhas dos homens eram belas, e escolheram esposas entre elas.
3. O Senhor então disse: “Meu espírito não permanecerá para sempre no homem, porque todo ele é carne, e a duração de sua vida será de cento e vinte anos.”
4. Naquele tempo viviam gigantes na terra, como também daí por diante, quando os filhos de Deus se uniam às filhas dos homens e elas geravam filhos. Estes são os heróis, tão afamados nos tempos antigos.
5. O Senhor viu que a maldade dos homens era grande na terra, e que todos os pensamentos de seu coração estavam continuamente voltados para o mal.
6. O Senhor arrependeu-se de ter criado o homem na terra, e teve o coração ferido de íntima dor.
7. E disse: “Exterminarei da superfície da terra o homem que criei, e com ele os animais, os répteis e as aves dos céus, porque eu me arrependo de os haver criado.

Primeiramente, não eram todos filhos de Deus? Ou apareceu mais pessoas do nada? Estranho isso, posto que Deus (supostamente) criara tudo e todos. E estes “Filhos de Deus” apaixonam-se pelas filhas dos homens. Curioso. Então, deve-se admitir que são semi-deuses, certo? Isso é evidenciado no versículo 4, quando se diz que viviam gigantes sobre a terra. Mas, a religião judaica não é monoteísta? 😯

No versículo 6, acontece algo desconcertante: Deus se arrepende!! Muito curioso mesmo, já que em Números 23:19 diz: Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria?.

A melhor enganação argumentação para isso, seria que Deus depois de ter se arrependido por ter criado os homens, seria imune ao arrependimento. Só que isso não se sustenta, tomando por base a atemporalidade de Deus. Isto é, Deus estaria (supostamente) fora das barreiras do tempo-espaço. E olhe que eu nem questionei o porque do arrependimento, já que Deus deveria saber de antemão o que ia acontecer por ele ser onisciente… 😉

Observando o versículo 7, ficamos numa outra dúvida: Se foi o homem a causa do arrependimento de deus, por que aniquilar os animais também? Deus não poderia ter exterminado só o Homem? Afinal, Javé é onipotente, não?

Muito bem, agora vamos examinar como a gloriosa Arca foi feita, descrita Gênesis, cap. 6

14. Faze para ti uma arca de madeira resinosa: dividi-la-ás em compartimentos e a untarás de betume por dentro e por fora.
15. E eis como a farás: seu comprimento será de trezentos côvados, sua largura de cinqüenta côvados, e sua altura de trinta.
16. Farás no cimo da arca uma abertura com a dimensão dum côvado. Porás a porta da arca a um lado, e construirás três andares de compartimentos.
17. Eis que vou fazer cair o dilúvio sobre a terra, uma inundação que exterminará todo ser que tenha sopro de vida debaixo do céu. Tudo que está sobre a terra morrerá.
18. Mas farei aliança contigo: entrarás na arca com teus filhos, tua mulher e as mulheres de teus filhos.
19. De tudo o que vive, de cada espécie de animais, farás entrar na arca dois, macho e fêmea, para que vivam contigo.
20. De cada espécie de aves, e de cada espécie de quadrúpedes, e de cada espécie de animais que se arrastam sobre a terra, entrará um casal contigo, para que lhes possas conservar a vida.

Caso você não saiba, o côvado é uma antiga medida de distância; equivalente a mais ou menos dezoito polegadas (45,72 centímetros). Assim, temos uma arca com as seguintes medidas:

Comprimento: 300 x 45,72 = 137,16 metros
Largura: 50 x 45,72 = 22,86 metros
Altura: 30 x 45,72 = 13,76 metros

Gostaram? Mas o melhor é saber que só havia duas saídas. Uma porta lateral (citada no vers. 16) e uma janelinha (!) no topo com um côvado de dimensão, ou seja, 45,72cm. Uma arca meio abafada, não acham?

Para efeito de comparação, aqui estão as dimensões do Contratorpedeiro Pará:

Deslocamento (toneladas): 3.320-padrão / 3.585-plena carga
Dimensões (metros): 126,3 x 13,5 x 7,3 (sonar) / 4,4 (quilha)
Velocidade (nós): 27,5

Se considerarmos que a Arca tinha um formato estilo “caixa de sapato”, fácil é calcular o volume que ela ocupa para qualquer aluno do Ensino Fundamental. Basta multiplicar as dimensões. 137,16 x 22,86 x 13,76 = cerca de 43.144,17 m³. Parece muito? Mas, não é. Leve em conta que todos as espécies de animais estavam lá. Deveria haver um lugar para a comida, não só dos animais, mas para a família de Noé também, afinal se eles matassem um carneiro, estariam descumprindo as ordens de Deus. Outro detalhe importante é que haviam animais carnívoros. Como impedir que os leões atacassem as zebras? Como impedir que as raposas comessem os coelhos? E os gaviões, águias, abutres (estes últimos só se alimentam de carniça) etc? Para os herbívoros seria mais fácil? Fazem idéia do quanto os elefantes comem por dia?

Vamos examinar agora o critério para encher a Arca coma bicharada. Está muito bem descrito em Gênesis cap. 7

1. O Senhor disse a Noé: “Entra na arca, tu e toda a tua casa, porque te reconheci justo diante dos meus olhos, entre os de tua geração.
2. De todos os animais puros tomarás sete casais, machos e fêmeas, e de todos animais impuros tomarás um casal, macho e fêmea;
3. das aves do céu igualmente sete casais, machos e fêmeas, para que se conserve viva a raça sobre a face de toda a terra.
4. dentro de sete dias farei chover sobre a terra durante quarenta dias e quarenta noites, e exterminarei da superfície da terra todos os seres que eu fiz.”
5. Noé fez tudo o que o Senhor lhe tinha ordenado.
6. Noé tinha seiscentos anos quando veio o dilúvio sobre a terra.
7. Para escapar à inundação, entrou na arca com seus filhos, sua mulher e as mulheres de seus filhos.
8. Dos animais puros e impuros, das aves e de tudo que se arrasta sobre a terra,
9. entraram na arca de Noé, um casal macho e fêmea, como o Senhor tinha ordenado a Noé.

O versículo 9 contradiz o versículo 2. Afinal, no vers. 2, Deus estipula sete casais de animais puros. Mas, o vers. 9 diz somente um casal. Conseguem imaginar tanto bicho assim junto? E numa caixa de sapato com apenas uma janelinha de menos de 46 cm no teto. Javé não pensou muito no conforto de seus passageiros. Parece a administração dos trens urbanos.

Agora, vamos nos ater ao período e eventos durante a chuvarada, descritos ainda no cap.7.

17. O dilúvio caiu sobre a terra durante quarenta dias. As águas incharam e levantaram a arca, que foi elevada acima da terra.
18. As águas inundaram tudo com violência, e cobriram toda a terra, e a arca flutuava na superfície das águas.
19. As águas engrossaram prodigiosamente sobre a terra, e cobriram todos os altos montes que existem debaixo dos céus;
20. e elevaram-se quinze côvados acima dos montes que cobriam.
21. Todas as criaturas que se moviam na terra foram exterminadas: aves, animais domésticos, feras selvagens e tudo o que se arrasta na terra, e todos os homens.
22. Tudo o que respira e tem um sopro de vida sobre a terra pereceu.
23. Assim foram exterminados todos os seres que se encontravam sobre a face da terra, desde os homens até os quadrúpedes, tanto os répteis como as aves dos céus, tudo foi exterminado da terra. Só Noé ficou e o que se encontrava com ele na arca.
24. As águas cobriram a terra pelo espaço de cento e cinqüenta dias.

Bom, vamos analisar melhor alguns pontos do que foi dito.

Primeiramente, vamos imaginar a seguinte cena: Noé, família e bicharada numa arca feita de madeira, impermeabilizada com betume (de onde ele tirou tanto betume?). Bom, as emanações dos gases hidrocarbonetos (que são inflamáveis) deveriam ter empesteado o ambiente (lembrem-se que só havia uma janelinha). Imagino que para alimentar os animais, deveriam usar lamparinas (não tinha como entrar luz, pois o aguaceiro não parava e, como dito antes, só havia uma janelinha.

Portanto, uma dessas duas coisas deveriam ter acontecido:

1) Todo mundo teria se asfixiado.
2) A Arca explodiria por causa da inflamação dos vapores combustíveis com uma mísera vela.

Agora, vamos imaginar uma cena pós chuvarada: Tudo alagado, nada vivo sobre a superfície da Terra. Corpos de animais e pessoas boiando (inclusive mulheres, velhos e crianças). A ação das bactérias e fungos iria causar o apodrecimento e o mau cheiro tomaria conta do mundo todo. Enquanto isso, Noé e família pouco se importavam, pois eles eram os únicos justos e Javé estava feliz com eles. Imagino o quão ruins eram aquelas criancinhas de colo…

Mas, e os fatores climáticos? De onde veio aquele aguaceiro? Bom, primeiro, vamos aprender sobre nuvens.

As nuvens são classificadas com base em dois critérios: aparência e altitude.

Com base na aparência, distinguem-se três tipos: cirrus, cumulus e stratus. Cirrus são nuvens fibrosas, altas, brancas e finas. Stratus são camadas que cobrem grande parte ou todo o céu. Cumulus são massas individuais globulares de nuvens, com aparência de domos salientes. Qualquer nuvem reflete uma destas formas básicas ou é combinação delas.

Com base na altitude, as nuvens mais comum na troposfera são agrupadas em quatro famílias: Nuvens altas, médias, baixas e nuvens com desenvolvimento vertical. As nuvens das três primeiras famílias são produzidas por levantamento brando sobre áreas extensas. Estas nuvens se espalham lateralmente e são chamadas estratiformes. Nuvens com desenvolvimento vertical geralmente cobrem pequenas áreas e são associadas com levantamento bem mais vigoroso. São chamadas nuvens cumuliformes. Nuvens altas normalmente tem bases acima de 6000 m; nuvens médias geralmente tem base entre 2000 a 6000 m ; nuvens baixas tem base até 2000 m. Estes números não são fixos. Há variações sazonais e latitudinais. Em altas latitudes ou durante o inverno em latitudes médias as nuvens altas são geralmente encontradas em altitudes menores.

Devido às baixas temperaturas e pequenas quantidades de vapor d’água em altas altitudes, todas as nuvens altas são finas e formadas de cristais de gelo. Como há mais vapor d’água disponível em altitudes mais baixas, as nuvens médias e baixas são mais densas.

TIPOS BÁSICOS DE NUVENS
FAMÍLIA DE NUVENS E ALTURA TIPO DE NUVEM CARACTERÍSTICAS
Nuvens altas
(acima de
6000 m)
Cirrus (Ci) Nuvens finas, delicadas, fibrosas, formadas de cristais de gelo.
Cirrocumulus (Cc) Nuvens finas, brancas, de cristais de gelo, na forma de ondas ou massas globulares em linhas. É a menos comum das nuvens altas.
Cirrostratus (Cs) Camada fina de nuvens brancas de cristais de gelo que podem dar ao céu um aspecto leitoso. As vezes produz halos em torno do sol ou da Lua.
Nuvens médias
(2000 – 6000 m)
Altocumulus
(Ac)
Nuvens brancas a cinzas constituídas de glóbulos separados ou ondas.
Altostratus (As) Camada uniforme branca ou cinza, que pode produzir precipitação muito leve.
Nuvens baixas
(abaixo de
2000 m)
Stratocumulus (Sc) Nuvens cinzas em rolos ou formas globulares, que formam uma camada.
Stratus (St) Camada baixa, uniforme, cinza, parecida com nevoeiro, mas não baseada sobre o solo. Pode produzir chuvisco.
Nimbostratus (Ns) Camada amorfa de nuvens cinza escuro. Uma das mais associadas à precipitação.
Nuvens com desenvolvimento vertical Cumulus (Cu) Nuvens densas, com contornos salientes, ondulados e bases freqüentemente planas, com extensão vertical pequena ou moderada. Podem ocorrer isoladamente ou dispostas próximas umas das outras.
Cumulonimbus
(Cb)
Nuvens altas, algumas vezes espalhadas no topo de modo a formar uma “bigorna”. Associadas com chuvas fortes, raios, granizo e tornados.
Observação: Nimbostratus e Cumulonimbus são as nuvens responsáveis pela maior parte da precipitação.

Fonte: http://fisica.ufpr.br/grimm/aposmeteo/cap6/cap6-2-2.html

Bom, segundo Gênesis 7:20, o nível das águas chegou a quase 7 metros (15 côvados x 45,72cm) dos picos mais altos. Considerando que o Everest tem cerca de 8.844 metros, as águas chegaram a 8.851 metros. É muita água! E mais um detalhe: As chuvas viriam de um lugar ACIMA das nuvens. Curioso hein? Ou seja, as nuvens estariam chovendo debaixo d’água. Claro que sempre há aqueles que defendem a idéia das fontes do paraíso. Uma idéia absurda. Mesmo porque, não há vapor d’água a determinada altura. E mesmo que houvesse, o frio transformaria a água em granizo. Então, as pessoas e animais não morreriam afogadas, mas de traumatismo craniano dado o tamanho das pedras de gelo. 😀

E ainda há alguns crédulos que alegam uma analogia estúpida de uma torneira imersa num balde. Muito conveniente… Ainda mais pelo fato desses indivíduos esquecerem que a água NÃO BROTA da torneira. Ela vem de um reservatório que fica em lugar alto. Mais alto que o referido balde. Assim, defender esta besteirona é, ou estupidez cavalar ou mau-caratismo intelectual. Você escolhe. 😛

Para cada 10 metros que um mergulhador desce no mar, a pressão (em atmosferas) sofre um acréscimo de uma unidade. Se ele descer a 20m, estará sob uma pressão de 3 atm (1 atm da pressão ao nível do mar, mais 2 atm porque ele desceu 20m). Com 8.851m, a pressão no que seria originalmente o nível do mar sofreria um acréscimo de mais de 880 atm !!! 😯

Sob essa pressão, nada existiria sobre a Terra. Nenhuma pintura rupestre, fóssil ou mesmo as Pirâmides do Egito!! Mas, elas estão lá. E , mais engraçado, não há nenhum relatos dos povos sobre tal acontecimento.

Não tem? Tem sim! 😉

Chama-se Epopéia do Gilgamesh. Foi dele que o Gênesis foi grandemente copiado. Afinal, o Gilgamesh é o escrito mais antigo que se tem notícia. Para baixar o texto do Gilgamesh, clique AQUI.

Bom, o resto do relato do Gênesis descreve as peripécias de Noé e Cia Ltda.

O dilúvio não passa de CBD (Conversa pra Boi Dormir). Uma cópia descarada de escritos mais antigos, travestido aos interesses dos judeus em explicar como Deus gosta de matar tudo e todos quando não seguem exatamente o que ele manda. E pior: Ainda insistem no chamado “livre-arbítrio”.

Para terminar, só nos resta algumas perguntas.

1. No meio daquelas pessoas todas, APENAS Noé e família prestavam?
2. Bebês, velhos, pessoas doentes e deficientes físicos mereciam o aniquilamento?
3. Mesma pergunta para animais e plantas.
4. De onde veio aquele aguaceiro? e Para onde ele foi? (favor responder sem violar as Leis da Termodinâmica)
5. Como o planeta resistiu a enormes pressões e forças?
6. Por que ninguém mais viu o ocorrido?
7. Se é apenas um conto alegórico, como é que há gente que atesta que é tudo verdade? Baseado em que, elas falam isso?
8. Será que Noé não demonstrou compaixão por aqueles que foram mortos? Ele era de boa índole, não era?
9. Se Deus é tão poderoso, por que não fez as pessoas más ficarem boas? Onde está o perdão e a misericórdia divina?
10. Se Deus é onisciente, por que ele permitiu que a maldade se alastrasse? Por que ele não impediu antes?

Perguntas, perguntas e mais perguntas… Todas elas sem resposta.

Afinal, não se justifica o injustificável, nem se explica o inexplicável…

Enquanto isso, Noé e família descarregam tudo. Mantimentos, roupas e animais. E eles fazem isso cercados pelos cadáveres de pessoas, animais e plantas que foram mortos pelo dilúvio enviado pelo misericordioso Deus…

Para saber mais: Os Anjos: Para que servem?

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

  • Quem veio primeiro? A religião ou deus?

    Resposta: O Homem, pois criou ambos.

  • cloverfield

    Parece que tá muito ocupado comentando em site de notícia.

  • É iço aí! Assertô mizeravi!

  • Leandro, o Almeida

    as pirâmides foram criadas depois do dilúvio. .. Não viaja..

    Isso é o que vc diz. E a pirâmide descoberta na bósnia? Hu-hum…

    O mal de vcs é querer transformar um mito em verdade. Eles não tratam de verdades. Eles atendem uma necessidade da natureza psicológica ou espiritual dos humanos, ligados à recriação e à renovação. Fazendo isso vcs arruínam a importância e o significado sublime dos mitos.
    Dá uma lidinha nos livros de Joseph Campbell e vc entenderá melhor isso.

    Pryderi respondeu:

    Ele não leu nem a própria Bíblia.

  • Fábio

    Num de seus comentários anteriores vc disse que foi o dilúvio que matou os dinos e agora diz que foi antes? Vc tá se enrolando com seus próprios argumentos.Pára que tá ficando feio.Vc vai passar vergonha.Tô tentando te poupar de si mesmo!

  • Fábio

    Eis a diferença entre nós! Eu quero saber vc QUER acreditar!

  • Fábio

    Tu arruma ocupação só na hora de nos mostrar as incontáveis provas que tens guardadas aí no seu baú? Mas pra espernear sobra tempo!

  • NestorBendo

    Meu pequeno, você está falando de um volume de água de ordem de grandeza similar ao volume da crosta terrestre. MAIS ÁGUA DO QUE O VOLUME DISPONÍVEL NA SUPERFÍCIE DO PLANETA INTEIRO! Se isso daí fosse fato, teríamos uma quantidade de gêiseres absurda no nosso planeta. Como eu disse, TODA a crosta seria instável.

    Não tem como haver tanta água pressurizada sob a crosta, e só é necessário OLHAR para o nosso mundo para perceber isso!

    Tragas as malditas provas, antes que seja banido.

  • Lismar Cardoso

    “as piramides foram criadas depois do diluvio…”

    Cara, tipo, tens algum artigo de arqueologia afirmando isso?! Mas tem que ser de algum periódico sério, revisado por pares, como Nature, não sites criacionistas toscos que já postaram aqui. Já postaram um que dizia que os animais não atacavam uns aos outros, pois podiam comer espaguete. Pelamor!!

  • João Antonio Alves Martins

    No princípio criou Deus o céu e a terra.

    E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.

    Gênesis 1:1,2

    Nesse caso, o abismo é o interior da terra?

  • João Antonio Alves Martins

    No princípio criou Deus o céu e a terra.

    E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.

    Gênesis 1:1,2

    O abismo, nesse caso, refere-se ao interior da Terra?

  • Amanda Gonçalves

    Mais uma pergunta: e a respeito das pessoas ou animais em outros continentes? Ou o dilúvio esqueceu dos outros continentes (que estavam cheios de fauna, flora e indígenas quando “descoberto”) OU a evolução decidiu que ia acontecer só ali só para dar uma arrumada no planeta (por incrível que pareça já vi uma pessoa afirmar isso quando questionada a respeito)

    Como é que as pessoas ainda levam a bíblia a sério?

    Leandro, o Almeida respondeu:

    Porque elas nunca chegaram a lê-la, usando senso crítico.

  • WesleydeOliveira

    É MAIS FÁCIL ACREDITAR EM TUDO QUE AS RELIGIÕES DIZEM…DO QUE ESTUDAR E APRENDER A ESCREVER CORRETAMENTE !…vamos pelo mais fácil…kkkkkkkkkkkkkkk…/

  • Charles De Aquino

    Tudo lorota. Não existe Deus nenhun e nen jesus ou mohamed. São tido lenda. Ninguém sabe como essw planeta ganhou vida e por que os mais proximps ainda esta vazios.

  • ra um site que tem a finalidade de “desmascarar” religião com base em ciência, vocês (adms) perdem a paciência muito fácil.

    Perderia se eu mandasse matar pessoas que pensam diferente, como manda o seu livro mágico.

    O cara acabou de embasar a opinião deles. Se vocês consideram embasamento apenas números, vocês são mais irracionais do que eu esperava.

    Blábláblá não é racionalismo.

    1. Amigo, dizer “segundo fulano” não é argumento.

    É, sim, se eu mencionei um dos maiores especialistas de arqueologia bíblica, trabalhando há décadas em Israel e pesquisador do departamento de Arqueologia da Universidade de Tel-Aviv

    http://humanities1.tau.ac.il/segel/fink2/

    Ele é um especialista. Você é um bundão que só sabe as passagens que seu pastor mandou ler.

    2. A bíblia, assim como demais escritos religiosos, ( e isso é uma das primeiras coisas que se é ensinado a quem estudou algo sobre teologia), salvo raras exceções, não devem ser interpretados literalmente.

    Mas a própria Bíblia disse que não é pra ser levada além do texto, e que não pode ser interpretada.

    Mateus 5:18 – Pois em verdade vos digo: passará o céu e a terra, antes que desapareça um jota, um traço da lei.

    1 Coríntios 4:6 – E eu, irmãos, apliquei estas coisas, por semelhança, a mim e a Apolo, por amor de vós; para que em nós aprendais a não ir além do que está escrito –

    Por que, se eu for levar que é uma questão de interpretação, então, Jesus não existiu, é apenas uma história a ser interpretada. Deus não existe, pois não é pra ser levado de modo literal. A Bíblia toda é um texto ficcional, sem a menor veracidade, e que podemos interpretar como quisermos.

    3. Essa questão do mar vermelho já foi comprovada também (não vou me dar ao trabalho de apresentar os fatos a vocês).

    Primeiro, não é mar Vermelho. é mar de Juncos. Foi um erro de tradução.

    http://www.pt.chabad.org/library/article_cdo/aid/1794976/jewish/Curiosidades-Judaicas.htm <— site judaico

    http://www.abiblia.org/ver.php?id=7392 <— site mantido por teólogos

    http://www.newadvent.org/cathen/12688a.htm <— site cristão

    E não, não foi provado. Não me venha com aquela baboseira do Ron Whyatt e UMA roda encontrada. Não existe nenhuma fonte contemporânea que comprove isso.

    Se se julgam tão espertos, façam uma pesquisa básica que vocês verão que é possível.

    Concordam comigo Harold Bloom, Israel Finkelstein, Karen Armstrong entre outros HISTORIADORES. Seu pastor e NADA é a mesma coisa.

    4. Lição de metodologia científica: Não se tira conclusões precipitadas antes do exame minucioso. Depois de devidamente feito o experimento, o máximo que se pode fazer é tirar conclusões pontuais sobre as condições em que se foi desenvolvido o experimento.

    Como comprovado por exame de informações textuais contemporâneas ao suposto ocorrido: não ocorreu. 😀

    Agora, prove o contrário e… HEY! Você disse que a Bíblia não era para ser lida literalmente! Então, realmente não houve dilúvio nenhum HEHEHEHEHE

    Alguns de vocês de exatas são prepotentes demais pra pessoas que expõe opiniões pessoais no método científico. Aprendam a pensar antes de querer falar de lógica. Fica a dica.

    Eu vi alguma prova ou mesmo uma pequena evidência de sua proposição? Não, né?

    Prefiro nem entrar no mérito da matéria

    Porque não tem conhecimento pra isso. Só, mimimi

    porque não suportei tanta incoerência. Não vi um argumento válido. Apenas um indivíduo egocêntrico, que sequer sabe interpretar um texto.

    “Mimimimimimi eu não gosto do que o cético diz, mas sou retardado o suficiente para rebater, então vou chilicar aqui que nem um fresquinho mimimimi”

    Toma vergonha e debata feito homem!

    Se quiser tratar de fatos comigo, estou aberto ao debate. Mas por favor, deixem opiniões pessoais, discursos de ódio, pré conceitos e a prepotência em casa. A ciência não é campo pra isso.

    Ok, vamos debater feito pessoas civilizadas, levando em conta o método científico: Prove que o Dilúvio existiu.

    Se vc sacar a carta “tem que interpretar a passagem”, então, ele não existiu.

    PS: Tenho certeza que esse post vai ser apagado sem ser devidamente considerado e respondido (é a forma irracional de se lidar com discordância).

    Se fodeu nessa, hein, menininha?

    Rodrigo Costa respondeu:

    1. Amigo, não tenho religião. Fui criado no catolicismo mas já me distanciei dele a muito tempo.
    2. Chamar LÓGICA de blablabla não me parece uma atitude muito racional.
    Talvez você deva aprender o que é lógica pra aprender a embasamento seus argumentos sem se sentir compelido a atacar um indivíduo pessoalmente. Isso só demonstra como você é irracional.
    3. Volto a dizer, falar “segundo fulano” não é argumento. Se quiser citar alguém, cite pelo menos o que a pessoa disse, onde disse e porque disse. PRA SER ARGUMENTO TEM QUE BASE LÓGICA. PRA COMPROVAR O QUE DIZ FORNEÇA SUAS FONTES.
    4. Eu disse que não entraria no mérito da questão porque seus ditos “argumentos” estão cheios de preconceito e juízos de valor.
    Permaneço de equilibrado e você continua a tentar ofender a mim (não vai conseguir)

    #Entrando no mérito da questão
    1. Óbvio que não posso provar por A + B nesse exato momento algo que aconteceu a milênios atrás. Eu tô ciente das minhas limitações. Você por outro lado, me parece que por achar algo ridículo simplesmente assume que é impossível é procura qualquer justificativa pra isso.
    2. O que eu posso fazer é te mostrar que foi cientificamente comprovado que a abertura do mar vermelho por exemplo era perfeitamente possível, uma vez que o que se fala na bíblia não é a abertura de um mar todo, mas apenas uma uma parte estreita suficiente. Eu não tô dizendo que aconteceu, nem que não aconteceu. Apenas não tô presumindo que seja impossível. Se aconteceu com certeza não foi na proporção que a Bíblia tenta passar. http://veja.abril.com.br/ciencia/divisao-do-mar-vermelho-e-explicada-por-cientistas/
    , assiste o vídeo do final. Não é exatamente a minha área. Mas se quiser rebater o argumento tome essa explicação por base.
    3. A respeito da interpretação da bíblia, eu disse que nem sempre deve ser interpretado literalmente. Qualquer texto tem uma reserva de subjetividade. Sinceramente nem dou tanto crédito à Bíblia porque é uma compilação de livros das mais diversas autoria. Sem contar nas mudanças ocorridas

    Pryderi respondeu:

    Amigo, não tenho religião. Fui criado no catolicismo mas já me distanciei dele a muito tempo.

    Sim, sim. Você agora é um ateu que acredita na Bíblia. Aham.

    2. Chamar LÓGICA de blablabla não me parece uma atitude muito racional.

    Quando é baseado em palavrório sem embasamento, é blábláblá, sim.

    Talvez você deva aprender o que é lógica pra aprender a embasamento seus argumentos sem se sentir compelido a atacar um indivíduo pessoalmente. Isso só demonstra como você é irracional.

    Ad Hominem. Que beleza. Crente detected!

    3. Volto a dizer, falar “segundo fulano” não é argumento. Se quiser citar alguém, cite pelo menos o que a pessoa disse, onde disse e porque disse. PRA SER ARGUMENTO TEM QUE BASE LÓGICA. PRA COMPROVAR O QUE DIZ FORNEÇA SUAS FONTES.

    Eu coloquei o site do perfil acadêmico dele, com a relação de TODAS as publicações do cara. Você quer mais o que? Livros? A Bíblia Não Tinha Razão (mais para o público leigo, mas eu prefiro mesmo são fontes acadêmicas)

    4. Eu disse que não entraria no mérito da questão porque seus ditos “argumentos” estão cheios de preconceito e juízos de valor.

    Não vai porque não pode Só estu vendo esperneio.

    Permaneço de equilibrado e você continua a tentar ofender a mim (não vai conseguir)

    Mas cadê as suas fontes? está equilibrado mesmo… numa corda bamba de fadlácias.

    1. Óbvio que não posso provar por A + B nesse exato momento algo que aconteceu a milênios atrás.

    Então, meta a viola no saco.

    Eu tô ciente das minhas limitações. Você por outro lado, me parece que por achar algo ridículo simplesmente assume que é impossível é procura qualquer justificativa pra isso.

    Existe uma coisa chamada Ciência, não sei se você sabe…

    2. O que eu posso fazer é te mostrar que foi cientificamente comprovado que a abertura do mar vermelho por exemplo era perfeitamente possível

    Eu provei com fontes JUDAICAS que jamais foi o Mar Vemelho.

    uma vez que o que se fala na bíblia não é a abertura de um mar todo, mas apenas uma uma parte estreita suficiente.

    Pega um mapinha e dá uma olhada no Mar Vermelho, criança.

    Eu não tô dizendo que aconteceu, nem que não aconteceu. Apenas não tô presumindo que seja impossível.

    Uma lula gigante aparecer em Copacabana tambem é possível. Não significa que aconteceu.

    Se aconteceu com certeza não foi na proporção que a Bíblia tenta passar.

    Então vc admite que a Bíblia mentiu

    assiste o vídeo do final. Não é exatamente a minha área. Mas se quiser rebater o argumento tome essa explicação por base.

    O cara FORÇA um vento de centenas de quilômetros por hora QUE NÃO ACONTECE NA REGIÃO e usa isso como evidência? Eu posto o site OFIOCIAL de um arqueólogo e a princesa NÃO ACEITA. Ora, vá à merda, sujeito! Não, péra. Olha só o que tem lá:

    Mas os próprios pesquisadores duvidam que os hebreus conseguissem fazer a travessia pela passagem com ventos tão fortes, de 107 km/h, soprando contra. O estudo pretende mostrar um possível cenário para eventos que podem ter ocorrido há mais de 3.000 anos, embora alguns especialistas tenham dúvidas de que ele de fato tenha acontecido

    OS mesmos caras admitem que

    1) Não aconteceu.
    2) Se acontecesse, ninguém poderia passar
    3) O vento teria acontecido TALVEZ há 3000 anos

    Interessante. Na época sequer havia tribos semíticas na região, além dos p´róprios “pesquisadores” trem dito ser impossível. E… eu já falei que era Mar de Juncos, né?

    3. A respeito da interpretação da bíblia, eu disse que nem sempre deve ser interpretado literalmente.

    A Bíblia diz SEMPRE, e várias vezes

    Qualquer texto tem uma reserva de subjetividade.

    Não é o que a própria Bíblia diz.

    Sinceramente nem dou tanto crédito à Bíblia porque é uma compilação de livros das mais diversas autoria. Sem contar nas mudanças ocorridas

    Você está só enchendo o saco? Aham, me engana.

  • 1°. Não, eu não me “fodi”. Minha intenção era te compelir a me responder. Mission Accomplished.

    Como se algum dia eu tivesse me recusado a humilhar os boçais.

    2° Por favor, pare de tentar ofender quem tenta debater. Você não precisa disso. Pega mal pra você. Você não tem 8 anos.

    Trato vocês como vocês fazem por merecer.

    3° É muito fácil pegar um livro produzido em mais de um milênio atrás, quando os seus autores não têm mais como se explicar, e dizer que é tudo “lorota”.

    Se vocês, religiosos, dizem que a Bíblia é a expressão da verdade, a Bíblia diz que não pode ser interpretada, e vários fatos mostram que é errado… lamento, a Bíblia está errada. Aceite que dói menos.

    4° Não sou crente. Pra ser sincero fui criado no meio católico, mas não sou católico. não tenho religião.

    Mentira. Ainda por cima é criacionista.

    To perfeitamente ciente que a Bíblia tem MUITA incoerência, principalmente se levarmos em conta as formas como são interpretadas pelas ditas religiões contemporâneas.

    Então Jesus nunca existiu e Deus é uma parábola, certo? Nada daquilo é verdade.

    Foi justamente essa incoerência que me levou a distanciar dessas religiões e tentar interpretar os textos objetivamente.

    ,b>Mentira. È o que vc quer que eu pense, para lhe dar alguma isenção, mas sabemos bem quem você é. Ficará evidenciado a seguir

    5° Levando em conta a idade bíblia e o método que foi produzida, em se tratando de um escrito que consiste em várias compilações de outros escritos feitos em tempos remotos, é perfeitamente compreensível que existam essas incoerências, principalmente depois de tantas modificações, traduções e mudanças (principalmente na idade média).

    Quem afirma que aquilo tudo é literal não sou eu.

    Porém, em vez de pegar situações pontuais e tentar rebater com interpretações literais e depois dizer que tudo ali é mentira, não é mais razoável lembrar que se trata de um texto antigo e tentar entender o que levou os seus autores a escrever, e mais ainda de que forma o que é dito pode ter sido real para quem escreveu?

    Não. Vocês, religoisos, falam que aquilo é verdade. Eu analiso sob esta perspectiva.

    Quer dizer, é evidente que quem escreveu não tava pensando em ficar famoso, muito menos enganar ninguém.

    Você nunca leu os trabalhos acadêmicos sobre Cristianismo promitivo, certo? Nunca leu história dos judeus, né? Josias fez a reforma religiosa exatamente para fundamentar o seu poder, e só conseguiria isso pela esfera temporal, botando medinho com o deus malvado.

    É curioso você dizer isso porque nos evangélios apócrifos

    Crente analfabeto detected.

    Primeiro é “evangelHos”. Segundo, Gêneses não tem nada a ver com EVANGELHOS. Não seja um ignorante boçal. Ademais, foda-se os apócrifos. Estou me baseanbdo no texto original. Estou cagando para as fanfics. Ou teremos que analisar Jesus sendo uma criança filho da puta. Ademais, o que isso tem a ver com Dilúbvio? Nada, mas como este é seu último comentário, não fará diferença. Continuemos.

    existe uma explicação um tanto diferente para o criacionsmo. No mínimo mais convincente.

    Não falei que era mais um religiosinho? E criacionista da Terra Jovem, o pior tipo!

    Neles existe a menção a um entidade anterior aos homens que teria servido de modelo para os demais, que seriam feitos “à sua imagem e semelhança”. E essa entidade supostamente pensara que era Deus algo assim. (mas isso é viagem demais).

    E…?

    1° Partindo do princípio de que é evidente que existem informações perdidas e alteradas na bíblia, eu pessoalmente me limito a dizer que a abertura do dito Mar Vermelho (existem varias teorias pra origem desse nome, nenhuma delas comprovadas) seria possível.

    Texto original: Mar de Juncos, e o cristãozinho insistindo…

    Não to dizendo que aconteceu ou não, mas que seria possível.

    Sim. Cair ummmeteoro de 50km de diâmetro e afastar as águas também é possível, mas não aconteceu.

    E certamente não foi nas proporções citadas na bíblia. Temos que lembrar que estamos falando de pessoas facilmente impressionáveis.

    COmo você, forçando explicações.

    Quanto ao dilúvio, é um dos capítulos mais remotos da compilação

    Não. O mais antigo é o de Jó. O Dilúvio veio beeeeeeeeeeem depois e foi tascado no Gêneses de qualquer jeito.

    DpoisSe você se ater aos detalhes é muito provável que encontre falhas provocadas por compiladores que tentaram preencher as lacunas. Temos que lembrar que a bíblia não é um texto científico nem tem a pretensão de ser.

    A velha argumentação crental quando pegamos a mentira.

    Se você quiser provar que não existiu deve se ater ao que é fato, ao essencial.

    Tem registro histórico, arqueológico e geológico? Não. Fim da linha.

    Ao contrário do que você quer empurrar a todo custo para quem lê, NÃO ESTAVAM TODAS AS ESPÉCIES NA ARCA, apenas aqueles que não sobrevivem sem terra firme.

    Não é o que o texto bíblico diz.

    O número de animais presente na Arca depende muito do significado Bíblico para o termo “tipo”. No seu livro “Noah’s Ark: A Feasibility Study“, o Dr Woodmorappe calculou que o número de animais seria na ordem dos 16,000, assumindo que o “tipo” Bíblico é mais ou menos o equivalente ao actual grupo de animais aos quais damos o nome de “género”.

    Estranho. Eu dou a página acadêmica de Israel Finkelstein, não serve. Vc me cita Woodmorappe, sem NENHUM trabalho acadêmico. Livro? Pode enfiar na sua bundinha criacionista.

    No entanto. se o “tipo” Bíblico é equivalente ao grupo denominado como “família”, então a Arca teria cerca de 2,000 animais.

    Eisegese: forçar um significado próprio ao texto. Arma muito comum em criacionistas retardados?

    Não provei quem ele realmente era? Vão vendo…

    O termo certo provavelmente centra-se entre um e o outro.

    Tipo é tipo. Cobra não é apenas UM tipo. São várias espécies.

    Ta bom. Já deu. Dá uma olhada nesse artigo.

    IMprima e limpe o cu com ele. Só pra isso que serve.

    E por favor para com as ofensas pessoais. Ao contrário do que você possa imaginar, isso só demonstra como você sequer considerou a possibilidade real do que se propõe a discutir, e ta apenas tentando justificar seu ceticismo sem base real pra isso.

    Você me refutou? Apresentou trabalhos? Não, só mimimi, os textos não podem ser tidos como literiais. Caguei. A Bíbvlia diz que é literal. Azar o seu, cristãozinho. Não fui eu que lhe peguei pela mão para vir comentar aqiu.

    Saber fazer conta qualquer um aprende. Difícil é aprender a pensar sem tomar parte no problema.

    Retardados criacionistas (desculpem o pleonasmo) são incapazes de ambos.

    Passar bem. Suas falácias não terão mais lugar aqui