Grandes Nomes da CIência

Biografias de cientistas conhecidos ou não tão conhecidos assim. Curiosidades e fatos sobre suas pesquisas, inclusive gente anônima que fez ciência e não recebeu os devidos créditos. Mais »

Livro dos Porquês

A sabedoria e o conhecimento. Isso é Poder! Abra sua mente, aprenda mais sobre questões básicas (e complexas) e tire suas dúvidas, de forma mais didática possível, sem ser aquelas aulas chatas de colégio. Mais »

Grandes Mentiras Religiosas

O mundo não é tão bizarro quanto fazem parecer. Mentiras e enganações para ludibriar as pessoas, lindamente desmontados, de forma a trazer à luz a desonestidade para tentar lhe fazer parar de pensar e simplesmente aceitar o que querem que você pense. Mais »

Caderno dos Professores

Para quem quer ensinar e muitas vezes se pergunta como abordar um tema. Como deixar a aula interessante, como levar conhecimento aos seus alunos por meios que pedagogos lhe odiarão, mas serão amados pelos estudantes. Mais »

 

Omnisciência vs. Livre Arbítrio

Religiões, de uma forma geral, não gostam de assumir o caráter escravagista deles. Quando falo escravidão me refiro ao fato de nós, pobres e toscos mortais, estarmos subordinados a alguma entidade mágica, de forma que tal entidade faz o que quer e bem entende e nós temos que seguir, de forma irremediável.

Acontece que escravidão não é uma coisa legal, e religiosos procuram arrumar um subterfúgio para dizer que a sua religião não é ruim e que não há nenhum tipo de escravidão. Dizem que as pessoas são livres e daí surgiu o estúpido conceito de livre arbítrio. Não que ter liberdade de escolha seja ruim, muito pelo contrário. O problema reside num paradoxo religioso, pois eles insistem que o deus particular (os outros são falsos. Só o SEU é que é verdadeiro) é poderoso e decide quem o seguirá e receberá recompensas. Para pessoas racionais, o problema fica evidente; para quem apenas acredita, não há nada de errado. Vamos examinar isso de perto.

O conceito de liberdade frente às religiões, é algo sem sentido. Percebam: você tem o direito de escolher não seguir um deus, só que se não o fizer – independente do tipo de pessoa que você seja – você será condenado a penas eternas. Assim, levando em conta a brevíssima vida que temos, teremos uma eternidade inteira pela frente de dor e sofrimento. Isso é justo? Mesmo que eu seja uma pessoa boa, que ajude ao próximo, que não acume excessivos bens materiais, que lute pelos desesperançados, que faça por onde ajudar a melhorara vida dos outros, pouco importa. O crime mortal de escolher não seguir um deus me condenará à penas horríveis. Enquanto isso, o pastor ladrão, o padre pedófilo, o pai-de-santo safado, a cigana estelionatária, o muçulmano terrorista etc., todos gozarão da Vida Eterna em esplendor porque eles seguiram um livro religioso. Deus é amor? Que amor é esse?

“Mas Deus nos avisou.”

Avisou? Quando? Não me lembro de ele ter aparecido. Eu ouvi alguns seguidores dizendo assim, assado. Mas o que os seguidores de uma religião pregam é o mesmo que membros de OUTRA religião, que rezam para OUTRO deus pregam. Como saber QUAL DEUS é o verdadeiro? Isso é algum tipo de roleta russa divina, onde você sempre perde? Parece.

Cristãos sempre saem com o argumento que as pessoas são responsáveis pelos seus atos e arcarão com sua responsabilidade. Mentira! Uma prova cabal que não há tal liberdade é a própria Bíblia que cristãos não leem. Eles sempre dizem que todos os joelhos se dobrarão perante Deus e coisa e tal. A citação completa está em Filipenses cap. 2:

5. De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus,
6. Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deusa,
7. Mas esvaziou-se a si mesmob, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens;
8. E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruzc.
9. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nomed;
10. Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra,
11. E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai.

a Como ele não teve por usurpação ser igual a Deus se ele era Deus? Obviamente, não espero que religiosos expliquem isso.
b Também não espero que expliquem o que é esvaziar-se em si mesmo.
c Mentira, pois ele mesmo reclamou na hora dizendo “Eli, Eli, lamá sabactâni”/”Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?” (Mateus 27: 46 ; Marcos 15:34)
d Deus exaltou a si mesmo?

Os versículos deixam claro uma coisa: TODOS os joelhos se dobrarão perante Jesus. Sem exceção, independente do que seja ou o que aconteça. Toda língua confessará que Jesus é o Senhor, para a glória de Deus. Por que Deus precisa que confessem isso para se sentir glorioso, é algo que não consigo entender, nem os religiosos, mas eles estão acostumados a aceitar qualquer coisa sem questionar, de qualquer forma.

Onde está o livre arbítrio? Eu não posso escolher NÃO CONFESSAR que Jesus é o senhor de coisa alguma? Eu SOU OBRIGADO a fazer isso? Onde está a minha escolha que dizem que tenho? A explicação vem a seguir, neste mesmo capítulo, bem nos versículos seguintes:

12. De sorte que, meus amados, assim como sempre obedecestes, não só na minha presença, mas muito mais agora na minha ausência, assim também operai a vossa salvação com temor e tremor;
13. Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade.
14. Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas;

Versículo 12: Ameaça. Você deve ter medo, trema! Obedeça-me, pois ou meu Deus te fará sofrer de maneira horrenda!
Versículo 13: Não pense que você toma alguma decisão. Deus é quem decide o que você faz. Mesmo que você não acredite neste deus, é porque ele FAZ você não acreditar. Para quê? Para te punir depois.
Versículo 14: Cale-se! Você é escravo de minha vontade. Meu Deus disse que você deve me obedecer, como falei acima. Não reclame, não murmure, aceite seu destino miserável ou não importa, pois Deus é que comanda sua vontade.

Resumindo: as pessoas são marionetes e Deus, enquanto puxa as cordas, as ama tanto quanto um ventríloquo ama um boneco de madeira. Mas ao final do show, o boneco vai para uma caixa e ficará lá até seu dono resolver brincar com ele novamente.

Mas religiosos teimarão até à morte que temos liberdade de ação. Temos? Ok, vejamos, eu me recusei a ter Jesus no meu coração e em qualquer outra cavidade do meu corpo. Assim, eu estou destinado a ter sérios problemas daqui pra frente. Tomemos o caso do Haiti. As pessoas escolheram morrer de forma bárbara naquele terremoto? Bem, teve tosco que falou que era por causa da macumba. Cristãos estão ilesos? Zilda Arns morreu dentro de uma igreja, a casa de Deus, sendo que ela era freira. De repente, era porque ela não era evangélica. Tão evangélica como as pessoas que morreram no desabamento da igreja Renascer.

“Mas eles estão sentados ao lado de Jesus.”

Preciso mesmo comentar isso?

Tomemos a primeira punição: Adão e Eva (estamos no folclore judaico, tomado emprestado pelos cristãos). Para chegarmos a isso, temos que voltar um pouco no tempo.

Javé, num certo espaço de tempo – antes de existir o tempo, propriamente dito – resolveu criar o mundo. Seu poder é imenso, sua sabedoria é vasta e seu conhecimento transcende a realidade, podendo “ver” as coisas de maneira não-linear. Em outras palavras, tudo está ocorrendo ao mesmo tempo perante os olhos de Deus. Dessa forma, ele tem conhecimento do presente, passado e futuro, independente das possibilidades. Ele é Deus e nada supera seu poder.

Muito bem, Deus cria o mundo SABENDO que criaria a humanidade (não estou preocupado com o “porque” disso, posto que não é relevante para esta discussão). Deus SABE que a humanidade surgirá de Adão e Eva, pois ele criará Adão e Eva. Como sua percepção é não-linear, ele sabe TUDO o que vai acontecer. Ele cria uma Árvore do Bem e do Mal para pôr no Eden. Para quê? Para testar Adão e Eva, sendo que ele SABE o que vai acontecer. Assim, por que ele põe a droga da árvore lá? Para testar. mas para que ele precisa testar? Bem, Eva faz Adão comer o fruto. Ok. EPA! Ok, não! Ela só fez Adão comer porque a serpente induziu ela a comer. Mas Deus deveria saber que a Serpente faria isso. Em outras palavras: se Deus não tivesse colocado a árvore lá NEM tivesse criado a Serpente, Adão e Eva ainda estariam no Paraíso até hoje.

Se levarmos Filipenses ao pé da letra (e a Bíblia proíbe que se altere o sentido das palavras), a Serpente fez o que Deus queria e tentou Eva. Eva fez o que Deus queria e deu o fruto a Adão. Adão fez o que Deus queria e comeu a droga do fruto.

Façamos um experimento mental (é apenas mental, eu não sou psicótico para realizá-lo de modo real). Eu coloco uma criança e digo: “Coloquei um doce em cima da mesa. NÃO COMA O DOCE!”

Sento e fico observando.

Minha mulher chega e fala pra criança: “Vai lá e pega o doce”. A criança, lembrando o que falei, dirá que não. Minha mulher insiste: “Não, pode ir lá comer que não acontecerá nada”. Eu ainda estarei observando cada passo dos acontecimentos, sem perder nada.

De tanto minha mulher insistir, a criança vai até o doce e o come. Eu apareço de sopetão e começo a bater na criança com uma vara de marmelo. Xingo, bato, machuco e a jogo porta afora, condenando uma criança pequena a enfrentar o mundo sozinha.

O que o Conselho Tutelar pensaria disso?

Outro experimento mental: Eu vejo um cristão atravessar a rua, mas eu percebi que vem um carro em alta velocidade. Eu tenho como chegar a tempo e empurrá-lo (ou puxá-lo) para fora da pista. Se eu fizer isso, interferirei no livre arbítrio dele de andar no meio da rua. Ninguém mandou ele ser relaxado e não olhar direito pra saber se vinha carro. Logo, o mais lógico seria ele arcar com sua ação, certo? Se eu parar e ver o atropelamento sem dar nenhuma assistência, nem mesmo depois do acontecido, com várias testemunhas certificando que eu PODIA ter impedido, que eu tinha PODER para impedir a tragédia, o que elas falarão? Lembremos que tudo são ações de Deus. Isaías cap. 45 disse que todo o mal e todo o bem provem de Deus. Logo, ele é que decide o que vai acontecer. Omissão de socorro? Mas eu não fiz nada, não fui eu quem disse pro cristão andar despreocupadamente pela rua nem era eu que estava no volante.

Fica-se a pergunta: Por que existe o mal? Por que pessoas sofrem. Por causa do livre arbítrio? Mas Isaías disse que o mal feito pelo próprio Deus. Filipenses disse que todas as nossas ações são obra de Deus. Onde fica a responsabilidade dele? Assim, ele faz por pura maldade.

Terceiro experimento mental: Eu pego um pastor evangélico, padre pedófilo ou pai-de-santo estelionatário e os amarro. Se algum deles conseguir se safar, a explicação está em duas alternativas:

1. Ele(s) se soltou(aram) porque eu não foi eficiente em amarrá-los direito.
2. Ele(s) se soltou(aram) porque eu permiti.

Assim, eu não tenho capacidade de contê-los OU não tenho a intenção de contê-los presos. Dessa forma, se eles escapam, é por minha culpa, em cada uma das duas hipóteses. Se eu fosse o melhor amarrador do mundo, com poder infinito, eles JAMAIS poderiam fugir. Dessa forma, ou eu sou um incompetente para amarrar salafrários, ou sou um canalha por permitir que eles fujam.

Para os calvinistas, não existe o livre arbítrio, existe predestinação. Ou seja, você continua sendo uma marionete e nem a falácia que você tem liberdade de tomar decisões lhe cabe. Eu não sei como alguém consegue viver assim, baixando a cabeça, mas também devo admitir que é o mais próximo ao que diz na Bíblia. Tudo foi pré-determinado, não há como fugir! Deus escolheu todos os seus sofrimentos e nem você nem ninguém poderá impedir isso. As amarras estão bem presas e você está completamente escravo de uma decisão superior e não lhe cabe reclamar ou mesmo murmurar. Só lhe cabe o desespero.

Não, o conceito de livre arbítrio não coaduna com o de omnisciência e omnipotência (características divinas), restando o paradoxo de Epicuro:

Para Deus e o Mal continuarem existindo ao mesmo tempo é necessário que Deus não tenha uma das três características.

Se for omnipotente e omnisciente, então tem conhecimento de todo o Mal e poder para acabar com ele, ainda assim não o faz. Então, Deus não é bom.

Se for omnipotente e benevolente, então tem poder para extinguir o Mal e quer fazê-lo, pois é bom. Mas não o faz, pois não sabe o quanto Mal existe, nem onde o Mal está. Então, Deus não é omnisciente.

Se for omnisciente e bom, então sabe de todo o Mal que existe e quer mudá-lo. Mas isso elimina a possibilidade de ser omnipotente, pois se o fosse erradicava o Mal. E se, Deus não pode erradicar o Mal, então, Deus não é omnipotente.

Se ele não é omnipotente, omnisciente e/ou bondoso, por que chamá-lo de “Deus”?

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

  • Deus é tão perfeito que precisa ficar fazendo testes com sua criação. Ok.

    Próxima besteira é banimento. Estou ficando meio farto das suas asneiras.

  • marcomedicamento

    mas é um lacaio mesmo, porque é que deus tem que ser perfeito?!

    porque?

    o deus mitologico e sobrenatural este ideologicamente é, por isso não existe.

    mas um deus natural como uma especie de organismo vivo não precisa, e a prova de sua existencia é a manifestação na matéria.

    desculpe pelo video, foi só uma tentativa de fazer uma analogia com o improvavel 😉

    pega só um pouco mais leve, dr.

    Administrador André respondeu:

    Por que Deus tem que ser perfeito? Eui que sei? Pergunte a quem inventou o mito. Se não é perfeito, não é Deus. Se é um organismo vivo, não é Deus. Conclusão: Nem mesmo seu deus existe.

  • marcomedicamento

    mas então aí temos um problema, sabendo-se tão bem o que “deus” não é, acabamos entendendo o que ele poderia ser. pois estas determinado seus atributos pela ausencia de outros. se voce mesmo disse que ele não pode ser um ser vivo e tem que ser perfeito (uma definição bem complexa e passivel de controversias). subentende-se que ele é metafisico e perfeito (possuir todas qualidades e nenhum defeito)!!!!!!!

    mesmo que tal possibilidade pudesse existir como poderiamos certificar sua existencia.

    Administrador André respondeu:

    Não sei. Problema de vocês que alegam que Deus existe ué. Quem afirma tem o ônus da prova. 😀

  • marcomedicamento

    e faz favor de não alopra muito, porque eu tambem não sei….

  • nikita

    A maior contradição entre o livre-arbítrio e “Deus tudo sabe e tudo pode” é que nunca dá para saber onde termina uma coisa e onde começa a outra. Até onde nós podemos decidir sobre nossas vidas e qdo é que “foi Deus que quis assim”? Quem já leu por exemplo o Livro dos Espíritos tem exata noção do tamanho da enrolation.
    Irrita-me profundamente qdo acontece algo de ruim na vida e alguém diz: foi a vontade de Deus; mas qdo acontece algo de bom, foi Deus que ajudou. Pomba! Então não adianta nada esse livre-arbítrio.

  • FuckBush

    André,

    me corrija se estiver errado: Quando a Igreja viu que esse negócio de deus no comando não colava roubou a idéia de São Tomas de Aquino do Livre Arbítrio para ter desculpa para tudo?

    A bíblia até onde sei não toca uma vírgula no L.A correto?

    Abs

    Administrador André respondeu:

    Livre arbítrio non ekziste na Bíblia.

  • Pingback: Voz dos Alienados 27 » Ceticismo.net()

  • Grycia Black

    Olá André, minhas saudações!
    Gostei muito do site e estou pesquisando sobre o assunto referente, mas ainda não estou muito por dentro. Estudo Filosofia e estou fazendo um artigo sobre Spinisa (acredito que você conheça), estudo a consepção que ele nos dá sobre Deus. Gostaria de saber se você pode me dar alguma dica ou indicar-me algo para que eu possa pesquisar e me fortalescer mais sobre o assunto.
    Muito obrigada, abraços.

    Grycia Black respondeu:

    Me desculpe, é Spinosa, e não Spinisa.

    Cobalamina respondeu:

    @Grycia Black, Outra dica: quando for postar algo que não tenha muito a ver com o conteúdo do artigo, como esta dúvida, faça-o ao menos na Zona Livre, seção Comportamento.
    Obrigado pela compreensão.

  • Cobalamina

    @Grycia Black, “Ética demonstrada à maneira dos geômetras”, de Baruch Spinoza, existe em PDF, porém em língua espanhola. É só seguir o link e as instruções que são dadas lá:
    http://www.elconclave.cl/foros/archive/index.php/t-29508.html
    E uma dica, sem querer entrar no mérito de bullying linguístico (proposto pela Sra. Heloísa Ramos “de urtiga, introduzidos você sabe em que lugar”): as palavras “consepção” e “fortalescer” contêm erros, sendo “concepção” e “fortalecer” as formas ortograficamente corretas. Atenção à escrita, principalmente em artigos.
    Espero ter ajudado. Tenha um bom trabalho.

  • Walther Schneider

    Pois então, antes eu era teísta por que o carinha dos Céus queria, e de acordo com Filipenses 2:13, já que Ele controla minhas ações, só de zoeira e vontade de me condenar de propósito, Ele fez-me Ateu.
    Realmente, a bíblia não é clara, e seus defensores tampouco esclarecem algo. 😀

  • Papanicolau

    Que bom que encontrei esse BLOG, as vezes penso que estou sozinho em minha falta de fé em tanta babozeira religiosa. 😈

    Outro dia, ouvi algumas pessoas falando sobre a famigerada expulsão de Lucífer do céu e a queda de 1/3 dos anjos junto com ele. Então me vieram algumas perguntas a cabeça, por favor, me ajudem a ter fé:

    1 – Se DEUS tem o poder absoluto e bla bla bla, ao criar o tal anjo sabia que mais tarde ele se revoltaria contra o criador, sendo assim criou um ser já condenado. Isso pra mim não pode ser DEUS, ou que porra é essa que ele quiz fazer??

    2 – Segundo os que pregam a fé em DEUS, na salvação eterna e tal, você pode se salvar se verdadeiramente se arrepender de seus pecados, certo? Voltando a falar de Lúcífer, o tal DEUS criou um ser incapaz de se arrepender? Ou é DEUS quem não consegue perdoar a traição de Lucífer? Por que essa criatura antes tão bem posicionada no reino dos céus não tem o mesmo direito que nós meros mortais de se arrepender??

    3 – Levando em consideração que Lucífer era uma criatura divina e cheia de luz e que a parcela que o acompanhou na empreitada contra DEUS também era de sabedoria divina, que argumentos usou Lucífer para corromper tantos seres de luz, teria Lucífer descoberto alguns segredinhos de DEUS?

    4 – Se Lucífer era dotado de sabedoria, conhecedor da verdade divina, não teria ela conciência suas ações o levariam ao inverno condenando também aos outros que o seguiram? e os outros não sabiam que DEUS era DEUS ?? Ou acreditaram que o poderiam derrotar? baseados em que?

    Será que essa revolta no céu não aconteceu quando DEUS criou o HOMEM e ao impor condições sub humanas provocou uma reação de Lucífer e seus seguidores? Será que ele não tentou nos defender e por isso foi condenado ao inferno? algo como tentar tirar o brinquedo do grande e poderoso DEUS??

    Se o diabo foi lançado tão perto de nós, que porra é essa de DEUS?? ele não quer o coisa ruim lá e manda pra gente aqui?? Valeu paizão.

    Será que o DIABO é DEUS?? Ou será que DEUS é um tipo de DIABO? afinal se tudo é de sua vontade, se tudo ele ve e sabe, cria condenações pra se divertir??

    Perguntei a um cristão o que acontece se uma criança morre e ele me disse que segundo a biblia, vai para o céu. Eu me pergunto, o quanto é justo aos que aqui vivem, passam por dores, enfermidades e sofrimentos diversos, não garantirem sua ida ao céus e uma criança gozar do paraíso eterno sem experimentar os males que DEUS reservou a ela??

    Analisando friamente, se pegarmos um grupo de 1000 (mil) crianças oriundas de familias pobres, a chances que a maioria delas se envolvam em “pecados”, crimes e outros atos condenatórios cristãos é muito grande, podemos dizer que a maioria iria para o inferno. Se eu pegar é matar* essas crianças todas, DEUS me condenaria por que?? Eu teria feito melhor que ele e teria garantido que todas fossem para o céu. Talvez esteja ai a explicação da condenação de lucífer, assim como ele eu poderia acabar com o brinquedo de DEUS.

    5 – QUE PORRA DE DEUS É ESSE??

    *** Pelo Amor de DEUS, não façam isso tá? foi só uma maneira de expor uma situação que para mim parece lógica.

  • Eu detesto os ataques que vocês fazem ao Senhor Deus e seu Filho Amado!
    Afinal, é covardia atacar quem não pode se defender!

  • Emanuel

    Deus é onisciente, já sabia que Adão e Eva iriam pecar, então porque ele quis criá-los? Por que fazer dilúvio se sabia que nada ia mudar? Por que destruir tantas cidades?

    Que Deus de amor é esse?
    Ao invés de fazer seres perfeitos que não pecassem nunca com sua onipotência, ele preferiu fazer seres perfeitos que iriam pecar.

    Tenho 14 anos, vivo em uma família de evangélicos, e não entendo como ninguém raciocina.

    E ainda tem gente que acha que a bíblia tem as respostas para a vida como a “Criação do universo”, “O surgimento do homem”, “O que acontece depois da morte” e por aí vai. IGNORÂNCIA SOMENTE!

    Tudo mitologia cópia de deuses pagãos, SOMENTE.