Telescópio James Webb manda suas primeiras imagens

O James Webb é o telescópio espacial mais zicado, tendo sofrido inúmeros atrasos. Entretanto, agora está no ar… figurativamente, já que não  tem ar no Espaço, e eu nem sei por que eu tive que elucidar isso. Ou eu estou falando com idiotas ou estou tentando encher linguiça. Cartas para a redação.

Bem, o James Webb mandou as suas primeiras imagens. Elas podem ser um tanto quanto decepcionantes, mas isso tem um motivo.

As fotos são as seguintes:

Ok, você reconheceu que a primeira foto é do próprio James Webb, mostrando apenas seus espelhos; já a outra é foto da mesma estrela. 18 vezes a mesma estrela. vai ter gente xingando muito no Twitter, mas quem se importa?

O James Webb tem 18 espelhos hexagonais banhados a ouro para garantir melhor reflexão, sem alguma aberração cromática, ou falha na imagem. Para tanto, precisam ser alinhados para que consigam captar imagens com uma senhora resolução. por isso a estrela aparece 18 vezes. a sobreposição das diferentes imagens fez ocorrer esta aberração no foco e montagem da imagem, mas não teria como ele acertar logo de saída. engenharia não funciona por mágica (dizem).

Este monstro foi lançado em 25 de dezembro de 2021 e chegou à sua órbita final um mês depois, sendo direcionado para o ponto do espaço que realmente tem que ficar: o ponto de Lagrange L2.

“Pontos de Lagrange” tem este nome porque foram descobertos pelo matemático Joseph-Louis Lagrange, em 1772, e é o nome das regiões entre dois astros muito massivos em que a força gravitacional de cada um é praticamente anulado pela outro, formando pontos de equilíbrio e algo colocado ali ficaria estável, sem ser atraído por qualquer um dos dois.

Pense em duas pessoas puxando um cabo-de-guerra e um ponto da corda ficaria estável já que a força entre os dois estaria tão equilibrado que a corda não se mexeria. Claro, isso é apenas uma analogia e algum dos competidores daria um puxão repentino.

Tal coisa não acontece com a gravidade, já que seu efeito é causado pela distorção do espaço-tempo, o que não podemos ver no nosso dia a dia, pois nossas massas são muito pequenas. Se a força gravitacional fosse forte, você, um Zé Ruela, não teria condições de tirar uma cadeira do chão, já que tem um planetão atraindo-a.

No caso do Sistema Terra-Sol, existem 5 pontos de Lagrange, mas apenas dois são efetivamente estáveis: o L1 e L2, e foi justamente o L2 a decisão para posicionar o James Webb, já que o ponto L2 está localizado na direção oposta ao Sol. A vantagem é que, neste ponto, o James Webb sempre estará com o seus painéis solares voltados para o Sol, mantendo o JW apontado para fora do Sistema Solar e possa perscrutar o Universo.Já em posição, o JW precisa ser calibrado, afinal, 18 espelhos são 18 espelhos, e se um sistema óptico dá um certo trabalhinho para ser calibrado, 18 sistemas dão muito mais trabalho.

A selfie tirada pelo JW não é apenas uma foto de si mesmo, mas uma forma de calibração. Ainda assim, é uma maravilha fantástica

2 comentários em “Telescópio James Webb manda suas primeiras imagens

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s