YouTube agora saiu capando canais grandes e enormes. André acerta de novo!

Mulheres são mais agressivas com outras mulheres, diz pesquisa sobre algo que todo mundo já sabe
Quem quer mais pseudociência no SUS? Ninguém? Toma pseudociência!

Existe um fenômeno que é muito comum. Algumas vezes, é infelizmente comum, mas não deixa de ser um fato. Fato como o Sol é uma estrela e que Evolução Biológica existe. Um fato inegável e pronto a nos assombrar: eu estou sempre certo.

Não, né verdade. Assim como a Via Láctea é uma espiral dupla, eu estou certo, e minhas previsões sempre se tornam realidade. Magia? Nah, eu vejo a história se repetir e se repetir. Lembram-se quando eu falei que YouTube não ia se contentar com pequenos e médios canais, indo devorar canais grandes e enormes? Voltem ao parágrafo anterior.

Eu não costumo ver vídeos do Felipe Neto. Eu sequer tenho uma opinião completa formada sobre ele exatamente porque não vejo os vídeos dele. Ainda via logo no início, mas atualmente não mais. Não gosto daquele tipo de vídeo, e simplesmente não vejo. Não me importo. Só que hoje caiu na minha timeline um vídeo dele que chamou a minha atenção pelo título: A DECISÃO MAIS BURRA DO YOUTUBE.

Eu me senti atraído (pelo título do vídeo, não pelo Felipe Neto); e fui assistir já sabendo o que ia encontrar. Confesso que meu coraçãozinho negro e perverso deu risadas com o que eu vi. Eu sempre ajo assim quando provam que eu estava certo. O problema é que passa a risada e vem o desalento que eu não queria acertar certas coisas, mas… enfim!

Um resumo é que o Felipe estava indignado com o que o Tubo anda fazendo: limando monetização e derrubando vídeos à revelia, sem dar um puto de satisfação. Se lembraram de algo? No caso, o Tubo derrubou vídeos do canal do irmão dele, o Lucas, por algum motivo que não foi dito. Uma das alegações é que havia uma menina com trajes de banho (de short, mas trajes de banho. Não, não tenta entender o Tubo). A monetização foi cassada por 24h, justamente as primeiras horas que qualquer vídeo tem o máximo de views. O próprio Felipe tomou na cabeça. E com o Tubo sem dar satisfações.

Ora, bolas, se com milhões de assinantes o Tubo caga e anda para ele, como eu poderia esperar que alguém me desse atenção?. Vão lá ver o vídeo. Eu não voiu comentar muito, pois ele fala o que eu já disse. Eu só vou pontuar algumas coisas

1) Quando eu falei que isso ia acontecer, teve gente rindo de mim dizendo que era porque meu canal era pequeno. Bem, ficou provado que não é bem assim, e mais uma vez ficou demonstrado que o modelo de negócios do YouTube é insustentável a longo prazo.

2) Felipe acha que o Tubo está sendo burro ao se vender para as regras de mercado, pois este era o erro da TV. SURPRESA!!!!! Vocês não são clientes do Tubo. Tubo faz UM FAVOR de deixar vocês postarem vídeo lá e em alguns casos ainda paga! Quem paga? Os anunciantes. Quem sustenta o Tubo e seus inúmeros servidores, maquinário e pessoal? Os anunciantes. Não o babaca adolescente que vai acessar. Estes não são interessantes. A TV e o Rádio já provaram qual modelo de negócio realmente funciona, e funciona BEM! Por isso canais do YouTube e podcasts acabaram seguindo o modelo deles dois: programação bem definida com horário certo. Não, TV não está afundando, porque uma propaganda no horário nobre, no intervalo da novela das 9, é MUITO caro. E não vejo ninguém reclamar. Mesma coisa uma página central do jornal O Globo e uma página inteira da Veja. Cobram caro, sabem por que? Porque tem quem pague, e se pagam, é porque sabem que tem retorno. Simples assim.

3) Um dos choques foi que o You Tube vai censurar e desmonetizar vídeos com base nos… COMENTÁRIOS. Esse é o grande problema. Vídeo com muito comentário chilicando, reclamando ou com xingamentos e ataques ou ainda expondo racismo ou pedofilia vai ser limado severamente. Felipe acha que está errado e que um vídeo com dezenas de milhares comentários é impossível de moderar. Eu concordo, mas aí é problema do dono do canal. A rigor, quem é responsabilizado criminalmente é o dono da plataforma, no caso, é o YouTube. Se o YouTube deixar, ELE que se ferra. Assim, ele mete o machado para não correr riscos, e acionistas não gostam de riscos desnecessários. Não gostam nem dos riscos necessários. Se blogs já sofrem com isso, vídeos não são exceção. Assim, canais do YouTube que postam vídeos baits para gerar raiva e estimular xingamentos e o dono vendo a insânia tomar conta, vai estar ferrado. Ou corta a área de comentários (e isso vai ter um impacto meteórico na sua visualização) ou terá que moderar manualmente (ou fazer vídeos que não estimulem isso, mas aí é outra história, né?).

Sim, eu previ tudo isso. sabem por que e como eu previ? Eu estou postando conteúdo na Internet há 21 anos. Vi o alvorecer dos sistemas de HTML puro, javascript, applets java, blogs etc. No final, é sempre a mesma coisa: anunciante manda, anunciador vai fazer o que querem e você, você que pensa ser o cliente, é apenas o produto a ser vendido. Você não apita nada. Aceitem o fato.

Quem dos serviços gratuitos de blogs ou hospedagens tipo Geocities não aceitou comprou o próprio domínio e fez seu próprio site. Se vocês, usuários do YouTube não aceitarem o modo como o Google comanda aquilo, ou armazenam seus vídeos num servidor próprio (e ele vai sentar gostoso com a quantidade de acessos e seu provedor vai cobrar os tubos), ou migre para outro serviços como o Daily Motion, Vimeo, Streamable etc.

Mas nós sabemos o por que de vocês não fazerem isso, não é mesmo? Então, entuba e aceite como o dono da bola, do campo, dos uniformes e das chuteiras comanda o jogo.

Mulheres são mais agressivas com outras mulheres, diz pesquisa sobre algo que todo mundo já sabe
Quem quer mais pseudociência no SUS? Ninguém? Toma pseudociência!

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!