Deputados do Rio fingem que se importam com animais e proíbem experimentação animal

Pesquisadores encontram carrapatão velho que mordeu dinossauros
Homens virgens também contraem HPV

A ALERJ, Assembleia Legislativa do Rio, que para presídio só falta colocar as barras e os deputados efetivamente irem para lá algum dia, derrubou o veto do governador Big Foot. Assim, fica-se proibida utilização de animais para testes de produtos de cosméticos, valendo para todo estado do Rio de Janeiro. Claro, ninguém disse como farão os testes. Eu sugiro que, já que não se pode usar animais, que se use seres vivos mais baixos na escala evolutiva, como fungos, esponjas ou políticos.

O texto, redigido por alguém que entende de ciência tanto quanto uma criança entende de física relativística, determina a proibição do uso de animais para desenvolvimento, experimento e teste de produtos cosméticos, higiene pessoal, perfumes, limpeza e seus componentes e também proibida a comercialização dos produtos quando derivados da realização desse tipo de teste. Quem comemorou muito foi Reynaldo Velloso. Cientista? Farmacêutico? Bioquímico? Não, advogado, que saiu com o migué que nos EUA, Europa e outros países (que ele não sabe em qual continente ficam) já aboliram (o que não é bem verdade, mas quem espera um advogado falando a verdade?).

Já a diretora do Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal, Elizabeth MacGregor emitiu um relatório em 2016 reconhecendo que os métodos alternativos validados são mais eficientes do que o modelo animal. Quem ela é? Ela é cientista? Bioquímica? Médica? Farmacêutica? Não. No Facebook dela é dito que ela cursou Geografia na PUC, mas nenhuma informação sobre se terminou (acho que não). Não tem lattes.

A verdade que não querem aceitar é que não, não dá para substituir totalmente o experimento animal e eu DESAFIO alguém a me provar que pode-se substituir integralmente. Alegar “ain, mas o experimento animal não preveniu totalmente que humanos tenham reação alérgica”. Sim, claro, e a vacina contra tuberculose não preveniu totalmente a doença e cintos de segurança não impediram totalmente mortes no trânsito. Que tudo isso (experimentação animal principalmente) tenham reduzido infinitamente as ocorrências e algo que estes retardados lacradores não tenham pensado.

Claro, nem levo em consideração políticos, pois eles estão preparando a agendinha eleitoreira para o ano que vem, e isso é fato.

Claro, virão alguns pseudodefensores dos animais aqui. Mas eu e vocês bem sabemos que tem uma latinha de inseticida aí na casinha de vocês. Defesa animal, só pros fofinhos, não é mesmo, seus hipócritas?


Fonte: O Globo

Pesquisadores encontram carrapatão velho que mordeu dinossauros
Homens virgens também contraem HPV

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!