Fotossíntese é mais antiga do que se imaginava

Você está careca de saber o que é fotossíntese e como ela se processa. Se você chegou ao Ensino Médio e não sabe a diferença entre fotossíntese e respiração, devolva o dinheiro aos seus pais, porque, pelo visto, você não aprendeu nada. Fotossíntese é o processo que seres fotossintetizantes (não exclusivamente plantas) fabricam seu próprio alimento, usando luz solar., liberando como excreta o oxigênio, cuja maior quantidade vem do mar, por causa das algas azuis. Estas cianofíceas são descendentes de organismos bem mais antigos, e segundo uma recente pesquisa, dados indicam que o aparecimento dos primeiros seres fotossintetizantes é mais antigo do que se pensava.

O dr. Tanai Cardona, professor da Faculdade de Ciências Naturais, do Departamento de Ciências da Vida do Imperial College London. De acordo com a sua pesquisa, bactérias começaram a ter capacidades de fazer fotossíntese antes do que se imaginava. Algo em torno de 3,5 a 3,8 bilhões de anos.

Claro, com o passar do tempo, a fotossíntese foi capaz de inundar nossa atmosfera com o maravilhoso gás oxigênio, e isso fez uma imensa diferença na História da Vida, a começar pela primeira extinção em massa, já que a maioria dos organismos se ferrou nessa, pois o oxigênio é muito reativo e… como direi?… Oxidante?

Sim, oxidante, mas não no sentido que você está pensando. Oxidação não implica necessariamente em reagir com oxigênio, e sim perder elétrons, tendo suas cadeias quebradas, gerando radicais livres. Nós conseguimos respirar num meio com oxigênio livre por puro capricho evolutivo. Apareceram os primeiros organismos a conseguir viver em meio altamente corrosivo, como com o oxigênio, e estes ancestrais foram transferindo esta capacidade para os seus descendentes.

Mas antes de continuarmos, o que a pesquisa do dr. Cardona mostra é que os primeiros organismos fotossintetizantes não produziam oxigênio (o que chamamos de fotossíntese anoxigênicas"), nem ninguém aqui jamais disse que processo fotossintetizante é para produzir oxigênio. O2 é excreta, assim como seu cocô. A pesquisa revelou que as mais antigas bactérias, que quase certamente não existem mais, foram as primeiras a evoluir uma forma mais simples de fotossíntese, sendo esta bactéria um antepassado para a maioria das bactérias vivas hoje (e nós também).

Ao analisar a árvore evolutiva das bactérias, em especial uma proteína especial e muito amada que permite a fotossíntese anoxigênicas, Cardona deduziu que a origem da fotossíntese era muito mais antiga do que se imaginava. Essa fotossíntese anoxigênicas evoluiu antes, dando origem à maioria dos grupos de bactérias vivas hoje, sendo os ancestrais portadores da proteína que permitiu as primeiras formas fotossintetizantes os tatatatatataravós de todas as nossas queridas bactérias de hoje, pois as espécies capazes de fazer essa fotossíntese anoxigênicas apareceram antes da diversificação das espécies bacterianas.

A pesquisa foi publicada na PloS One, e não teve nenhuma menção ao Designer Inteligente. Ainda bem.

2 comentários em “Fotossíntese é mais antiga do que se imaginava

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s