O ping-pong no mundo da microgravidade

Você é leitor contumaz do Ceticismo.net, então, já sabe que essa bobagem de “gravidade zero” não existe. Qualquer corpo com massa diferente de zero exerce força gravitacional, e se não a sentimos, é porque ela é muito, muito fraca. Nós nascemos num mundo com aceleração de gravidade em torno de 9,8 m/s2, com muito pouca variação entre o nível do mar e nossos apartamentos. O Espaço é algo alienígena ao nosso conhecimento, principalmente ao fato de naves e a própria estação espacial internacional estarem sob ação de microgravidade, por estarem sempre caindo, caindo, caindo… Fazer diversos experimentos é necessário e, claro, são divertidos.

O astronauta Scott Kelly completou 300 dias no espaço em 21 de janeiro de 2016. O que seria mais legal para mostrar os efeitos da microgravidade que jogar pingo-pong? Ok, várias coisas, mas este ping-pong é diferente. Ele será jogado com… água!

A água tem muitas características, além de alto calor de específico e a capacidade de molhar paredes. Essa capacidade “molhadora” da água é devido á tensão superficial, mas isso não acontece em qualquer superfície. Algumas superfícies são repelentes de água. Chamamos esses materiais de “hidrofóbicos”, que nada tem a ver com raiva animal.

Kelly usou raquetes feitas com policarbonato gravado a laser, de modo que as superfícies fossem constituídas de matrizes com tramas de 300 micrometros (ou 0,3 mm). As superfícies foram, então, revestidas com Teflon. Os efeitos combinados da rugosidade da superfície e a anti-aderência do Teflon não produzissem uma superfície super-hidrófoba, a qual é capaz de impedir a adesão de água em processos dinâmicos. Scott resolveu demonstrar o que acontece se jogar ping-pong com esta raquete, usando uma gota de 4 mL.


Sim, o vídeo está disponibilizado a uma resolução de boçais 4K, que vai ferrar com sua conexão e não fará diferença nesse seu monitorzinho de 13 pol.

Claro, os idiotas como sempre irão dizer mimimi, com tanta criancinha passando fome… Se bem que esse pessoal troca de calçada quando vê um menino de rua. Eu, diferente desses idiotas,m não odeio ciência, e vejo ali, não só uma divers]ao, mas um exemplo do que a ciência dos materiais pode produzir. Tecnologia criada para traçar e montar esta raquete, estudo de combinação de diferentes materiais e o estudo físico do que acontece no Espaço. Eu acho lindo, você que ache o que quiser, o blog é meu, mesmo!

O Espaço é fascinante, o mundo é fascinante, o universo é fascinante. Mesmo as pequenas coisas são fascinantes, mesmo que apenas em uma gota d’água.

8 comentários em “O ping-pong no mundo da microgravidade

  1. Mesmo sendo apenas uma gota d’gua o conhecimento que a cerca é algo incrível. Mais admirável ainda, é a capacidade humana de adquirir esse conhecimento e transformá lo em algo útil!

  2. Saudações.
    Se não me engano,esse astronauta tem um irmão gêmeo,os dois foram selecionados (ou voluntários,não tenho certeza),para um experimento,no qual um ficaria em terra e o outro na estação espacial,sendo examinador diariamente para entender melhor os efeitos da micro gravidade no corpo humano.
    Vida longa e próspera.

    1. Sim, o irmão gêmeo dele é o ex-astronauta Mark Kelly marido da Gabrielle Giffords, aquela congressista do Arizona que levou um tiro na cabeça em um tiroteio em Tucson, em 2011.

  3. Até que usar aqueles banheiros tenebrosos de astronautas tem suas vantagens…
    hahaha, fora isso, é incrível como passamos de pequenos mamíferos toscos á astronautas jogando ping-pong de água no espaço, a grandeza que a nossa racionalidade e ciência nos proporciona consegue me surpreender cada vez mais.

  4. Vê-se claramente que é uma farsa!!!
    Essa coisa de satélites, homem na Lua, terra redonda, gravidade é tudo uma grande mentira illuminati.
    Quero saber quanto a NASA pagou dessa vez pro Stanley Kubrick criar esse embuste descarado.

    (calma gente, é “zuêra” :P)

  5. Eu sei… já vi cada disparate em canais do YouTube.
    Os caras não manjam nada de paralaxe, óptica, geometria, física, matemática e se acham grandes “jeneos”, que vão revelar todas as “mentiras espalhadas pelos cientistas”, e o pior, tem uma renca de burro que vai lá e ainda dá “jóinha”.
    Estamos todos fodidos mesmo.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s