Caderno dos Professores – Livro Um

Em Sampa, nota vermelha é nota excelente!
Sites legais de Ciência

Bem, eu resolvi que este será o primeiro de uma série de artigos, como os de já enorme sucesso Grandes Nomes da Ciência e o Livro dos Porquês. Um são basicamente curiosidades e pequenas biografias de gente que muitos até nunca ouviram falar, apesar de sua importância na História da Ciência. O segundo é uma explanação, com explicações sobre certos conteúdos que eu abordo do nada, ou porque vi uma notícia e queria falar sobre o pano de fundo teórico de tudo aquilo.

Mas e quanto aos professores? O que podemos fazer para ajudar a vocês a fazerem seu trabalho: Meter na cabeça do aluno algo mais do que "como baixar app pirata pro iDroga".

Então, segurem seus jalecos, guardem o giz e bem-vindos ao mundo mágico do Ensino!

Bem, eu sei que muitos de vocês, professores, têm trocentas coisas para dar conta: como planejamento de curso, plano de aula e reuniões. Essas coisas inúteis que não servem pra nada, a não ser encher o saco e ocupar tempo necessário quando vocês poderiam estar ensinando.

Bem, e se alguém lhes ajudasse a arrumar uma aula que fosse atraente, ou simplesmente sugerindo como diferenciar o modo como você ensina, sem prejudicar o conteúdo? E se você pudesse ter experimentos, atividades, execuções (não dos orientadores ou coordenadores, infelizmente) em sala de aula? E se você pudesse levar os alunos pro pátio e realizar algo lá? Você não tem um laboratório em seu colégio? Meus queridos, Faraday também não tinha. Ele usava os da Royal Institution na calada da noite. Da Vinci roubava cadáveres para estudá-los (não recomendo que você faça isso).

Pense que muitas das atividades sugeridas nos livros foram criadas, não por especialistas da área. Livros de Ciências de Ensino Fundamental 1 normalmente foram escritos por pedagogos. Mas é um livro e você NÃO TEM que seguir aquilo do jeito que está ali. Ciência não é uma religião! Os artigos que escreverei futuramente não terão uma periodicidade definida. Escreverei quando achar que tiver algo interessante para escrever ou alguma pergunta legal que me façam.

Começarei com uma atividade que muito provavelmente você conhece: a de cadeia alimentar. Se não conhece, explico embaixo, se conhece, pule pro parágrafo escrito "ADAPTAÇÃO".

Separe os alunos em grupos. Um usará braçadeira verde, outro, vermelha e outro amarela. Os de braçadeira verde serão os "vegetais". Os de braçadeira amarela serão os "herbívoros". Solte-os e deixe-os brincar de pega-pega por um minuto. Ou 2, vai depender do quanto tempo disponível você tem. ADAPTE! Essa é a palavra mágica!

Mas… por que os alunos de verde saem correndo? vegetais não ficam parados?

Fisicamente, sim. Evolutivamente, não! Na corrida evolutiva, existe co-evolução, no processo chamado Rainha Vermelha. Predador e presa evoluem conjuntamente. Se animais são selecionados mediante sua capacidade de se alimentar e sobreviver, vegetais são naturalmente selecionados mediante sua capacidade de defesa, como venenos, camuflagem etc.

Se um "amarelo" captura um "verde", este será um amarelo na próxima brincadeira. O vegetal foi consumido e transformado em energia e responsável pela alimentação e multiplicação da espécie que se alimentou.

Quem não conseguiu capturar ninguém, "morre" e se transforma em "verde" (ele morreu, sua carne se decompôs e virou adubo para plantas). Você pode variar a quantidade de crianças com abraçadeira verde e/ou amarela. Você verá efeitos de desequilíbrio ecológico, quando muitos não conseguirão se alimentar e morrerão, ou então aniquilarão todos os vegetais, acabando com a flora nativa, mediante espécies invasoras.

Agora, você repete a mesma coisa com os "carnívoros" e "herbívoros". Lembrando que o carnívoro que não se alimentar morre e vira um "verde", uma planta. Daí em diante, o processo tem a mesma explicação que a dada mais acima.

Você pode fazer quantas rodadas quiser para cada caso. Mas que tal umas adaptações?

ADAPTAÇÃO 1

Claro,muitos já fazem isso: TODO MUNDO JUNTO! Carnívoros, herbívoros e plantas. O tempo pode ser maior, claro. Pegue uma cadeira, pipoca e fique se divertindo. As crianças estarão.

ADAPTAÇÃO 2

Sem que os alunos esperem (pois você não falará esta parte, claro), entre na brincadeira, junto com outros professores (podem ser apenas 4). Vocês serão o fator humano. Vocês podem dar o pique em qualquer um. Assim que der um tapinha neles, aquele "morre" e cai. Seja bem rápido e não tenha pena. Vai todo mundo pro saco!

Trapaça? Bem-vindos ao modo dos humanos agirem, destruindo tudo. O final sabemos qual é. Haverá aniquilamento das espécies, e você demonstra como a ação descontrolada dos humanos pode ser (e é!) algo devastador. Simples, não?

EU SEI que muitos de vocês já conhecem esta atividade. O que eu quero é que vocês vejam que podem muito bem adaptar, mudar etc. Livros didáticos não são Bíblias. Não são verdade definitiva. Vocês têm que parar com esta mania "Tenho que seguir o livro". NÃO, NÃO TEM! O livro é um guia e, de minha parte, nem deveria ser 100% obrigatório. Ou, que fosse, mas sem esta neura de "Tenho que seguir o livro, tenho que seguir o livro, tenho que seguir o livro". EU SEI que quando trabalhamos temos que obedecer a poderes constituídos, ou perdemos emprego. Mas tenham em mente que vocês podem sim, fazer as adaptações necessárias, pois, nu fundo, ninguém se importa. E nem devem se importar.

Quem tem que se importar em fazer um trabalho direito é você. Porque, meu amiguinho, se você que é o principal (ou único) interessado não quiser, experimente outro ramo de atividade. Lojas de roupa, por exemplo, sempre precisam de vendedores.

Em Sampa, nota vermelha é nota excelente!
Sites legais de Ciência

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!