Autismo pode ter um festival de genes. E você achava que não podia ser pior

O autismo é um dos grandes problemas da Medicina. O problema é que ainda não se entendeu direito como aquela porcaria funciona, o que faz o cérebro funcionar de modo errado, da mesma maneira que você segura seu iPhone 4. Você achava que aquilo já era ruim o bastante (apesar de gente idiota fazer Dia do Orgulho Autista, coisa que não entra na minha cabeça), pesquisadores de mais de 50 laboratórios disseram ter identificado mais de 100 genes mutantes em crianças com autismo, e pior! Nenhum deles as fará soltar jatos de energia pelos olhos ou ter fator de cura.

O dr. Michael Ronemus é pesquisador Cold Spring Harbor Laboratory. Apesar de ser médico e cientista, o dr. Ronemus acha que bombardear a cabeça das crianças com raios gama não vai ajudar muito. Ele estuda as trocentas mutações que podem ocorrer nos genes e afetar o autismo. Sim, porque parte dessas cente4nas de genes são mutações DEPOIS da fecundação. O que causa? Filhos, se eu descobrir, crio um tratamento e ganharei uma passagem pra receber um premiozinho mixuruca em Estocolmo!

O troço é tão maluco (me refiro ao processo que causa autismo, não os autistas, já que autismo não é loucura. Ficar discutindo por causa de candidato em Facebook é que é) que existem uma série de mutações que ocorrem em meninos DIFERENTES de mutações que ocorrem em meninas. Por isso, é mais comum termos meninos autistas do que meninas.

E NÃO! VACINAS NÃO DÃO AUTISMO, SEUS IDIOTAS!

De acordo com Ronemus, "há um pouco de diferença nos mecanismo dos genes que estão sendo atingidos, e da maneira que a função do gene está a ser alterada". Como as meninas apresentam menor tendência a ter autismo, os cientistas pensam que as elas estão de alguma forma protegidas contra o autismo, mas de minha parte eu não descansaria com isso.

Ronemus e seus colaboradores testaram os genes de mais de 3.000 pessoas, entre elas os pais de crianças autistas, bem como a criança afetada e um irmão afetado. Comparando dentro das famílias, os pesquisadores descobriram que as mutações não foram herdadas. Ocorreu já direto na criança, o que não minimiza o problema, pelo contrário. A pergunta, então, é: O que raios acarreta estas mutações?

As mutações observadas foram comparadas entre todos os participantes, para ver quais as mutações foram compartilhadas em pessoas com autismo, analisando apenas a parte envolvida na produção de proteínas, porque os coitados dos estagiários não teriam como examinar TODO o DNA dessa galera toda, gene por gene.

A pesquisa foi publicada na Nature, e se não nos deu uma resposta definitiva, nos deu novos alvos a mirar. São novos voluntários a serem examinados, mais cientistas se debruçando sobre o problema, mais pessoas se importando.

Afinal, meus caros, fazer passeio de camiseta azul e colorir o Cristo Redentor não adianta muito não…


Fonte: NPR

Um comentário em “Autismo pode ter um festival de genes. E você achava que não podia ser pior

  1. Vou te contar uma piada verídica, a ver com autismo, André.
    Eu possuo Asperger, e isto é genético. Até aqui, nenhuma novidade, magia ou nada de anormal (a não ser o próprio Aspeger).
    A parte engraçada é que uma parente minha (pedagoga), está com um atestado que o floquinho de neve do filho dela possui Sindrome de Asperger E hiperatividade, e por isto, necessita ser aposentado como inválido pelo INSS, pois o rapaz (de 15 anos), que passa os dias na cama jogando vídeo game, não é capaz de trabalhar, sendo incapacitado por causa do Asperger e da hiperatividade.
    E a parte mais engraçada ainda, é que a pessoa que atestou a síndrome (que pra quem não sabe é bem complicado de se diagnosticar), é um clínico geral.
    Aprendi que pedagogia não serve pra nada a não ser estragar as crianças e parasitar a sociedade com esta pessoa, mas aí é uma opinião pessoal que não vem ao caso.
    Ativando o modo sarcasmo, espero que consiga, assim também entro com o pedido, e após aposentado volto a trabalhar normalmente como sempre fiz desde os 16 anos.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s