Desenvolvida máquina que conserta fígados (não o seu, seu bebum!)

Transplante de órgãos é uma das maiores conquistas da ciência médica. Se seu coração, fígado, rins, pulmões, medula etc. estão com problemas, um transplante pode ser a solução, e muitas vezes esta solução é uma questão de vida ou morte. O problema é que nem sempre há órgãos disponíveis para transplante.

De tudo e por tudo, o Brasil é uma referência em transplantes, sendo o segundo país em número de transplantes por ano, ficando atrás apenas dos EUA, enquanto seu amigo ancap retardado (desculpe o pleonasmo) acha um absurdo o país pagar por transplantes, achando que cada um deveria pagar pelo seu. No caso de fígados, por exemplo, em 2018 foram realizados 2182 transplantes (dados do Registro Brasileiro de Transplantes). É um número alto, mas a necessidade estimada também é alta: 5192 transplantes. Mais da metade não foi atendido. Deveria haver uma forma de ajudar as pessoas com lesões nos fígados a viverem mais, de preferência reparando os fígados. Não seria o máximo? Bem, pesquisadores do Hospital Universitário de Zurique conseguiram.

Continuar lendo “Desenvolvida máquina que conserta fígados (não o seu, seu bebum!)”

Macaco de quatro é implantado e pode sair correndo (um dia)

A todo momento surgem tratamentos para devolver movimentos a paraplégicos e tetraplégicos, e quanto mais, melhor, já que cada caso é um caso. Entre cirurgias e exoesqueletos, Ciência tem provido bem novas tecnologias e tratamentos, que se tornaram baratos à medida que forem usados em larga escala, e o tempo de pesquisa e desenvolvimento for reduzido, o que acontecerá rápido se mais e mais técnicas aparecerem.

Agora, pesquisadores estão testando a implantação de um microeletrodo na medula espinhal para estudar a organização da mesma. Quanto mais se souber sobre a medula espinhal, mais fácil se resolverá problemas nela para que as pessoas tenham melhores prognósticos para voltar a andar. Ou andar pela primeira vez.

Continuar lendo “Macaco de quatro é implantado e pode sair correndo (um dia)”

Choquinho no dedo ajuda tetraplégicos a pegar coisas cilíndricas

Prometo não falar de idiotas de Filosofia dizendo que próteses são eugenia, dessa vez, ok?

Tetraplégicos possuem muitas limitações de movimentos. Nadinha do pescoço pra baixo. Alguns, claro, não se deixam impedir de seguirem os seus sonhos. Para alguns tetraplégicos, o sonho é ser chefe de quadrilha, para outros, apenas pegar um copo d’água está de bom tamanho. Não vou nem perguntar se a ciência ajudaria. Vocês sabem a resposta.

Continuar lendo “Choquinho no dedo ajuda tetraplégicos a pegar coisas cilíndricas”

Pesquisa estuda novas formas de detecção de câncer nos olhos

Em 2014, eu noticiei o caso do pai que, ao fotografar o filho, percebera que tinha algo de errado em seus olhos. Era a leucocoria. Ela não é uma doença, apenas um reflexo branco que aparece na pupila, mas não é na pupila, propriamente dita. Pode ser indicativo de várias doenças, inclusive do retinoblastoma, uma espécie de câncer que se forma nas células detectoras de luz na parte de trás do olho. Ele geralmente aparece em crianças menores de dois anos e pode levar à cegueira ou à remoção dos olhos. O problema do retinoblastoma é que você não pode fazer biópsia direta. A biópsia direta pode causar recaída ou disseminação da doença fora do olho, o que ninguém vai querer que isso aconteça.

Pode a Ciência… tá, vamos parar de fazer uma pergunta imbecil que será respondida em “sim, pode, conta aí”.

Continuar lendo “Pesquisa estuda novas formas de detecção de câncer nos olhos”

Prefeitura do Rio inaugura medicina à distância sem consultar médicos

Todo mundo sabe que Rio de Janeiro não é pra fracos. Eu rio muito quando paranaenses falam que moram na Rússia Brasileira, quando não aguentariam 20 minutos aqui. Ciente de como a vida nas favelas é complicada por causa da ação de criminosos – e montar postos de saúde lá acarreta em gastos com o posto, profissionais, segurança e cimento para tampar os buracos de bala –, o prefeitosco do Rio, Marcelo Crivella teve uma brilhante ideia, enquanto escapa pelos pingos de chuva de seu impeachment: Que tal médico a distância? Sim, claro. Coo ir até a favela é perigoso, o lance é fazer atendimento não-presencial. O que poderia dar errado?

Ficando a uma distância bem segura de políticos vagabundos, entrincheirado aqui em casa, esta é a sua SEXTA INSANA!

Continuar lendo “Prefeitura do Rio inaugura medicina à distância sem consultar médicos”

Criada técnica para ver a beleza interior do seu câncer

A radioterapia é um dos principais métodos de tratamento não-invasivo. O problema é que estamos falando de radiação, e isso manda pro beleléu o tumor, mas se bobear vai você também. É preciso muito cuidado. Raios gama e outros dispositivos direcionados de alta energia resultam na exposição de todos os tecidos que estão a caminho e do outro lado de um alvo, mas não, isso não fará de você um gigantão bombado cinza, nem verde e nem vermelho.

Como disse um amigo cirurgião, no caso dos nefrologistas, eles sabem tudo sobre rins, menos onde eles ficam. Saber onde estão os órgãos importantes em pacientes individuais é legal, pois pode direcionar os PEW PEW PEW da radioterapia com maior eficiência.

Continuar lendo “Criada técnica para ver a beleza interior do seu câncer”

Crianças negras necessitam de tratamento diferenciado para combater asma

Você pode pensar que remédios especializados mediante etnias é algo próximo (se não o próprio) a racismo. Não é. Pessoas são diferentes, ainda mais quando colocamos duas etnias na balança. A resposta farmacológica pra um nem sempre serve para o outro. Resta fazer pesquisas, por mais eugenista que alguns idiotas queiram fazer parecer.

Negros têm tendências a doenças em maior probabilidade do que brancos (talvez não aqui no Brasil, com essa miscigenação doida que temos por aqui). Uma pesquisa estudou a frequência de casos de asma em afro-americanos em comparação com caucasianos, e sim, os negros têm maior frequência e severidade do que brancos.

Continuar lendo “Crianças negras necessitam de tratamento diferenciado para combater asma”

Pesquisa espacial é importante no dia-a-dia das pessoas? Tem certeza, NASA?

Toda vez sempre aparece algum imbecil dizendo que se gasta muito e desnecessariamente com exploração espacial, quando ninguém usa nada disso (postado de um smartphone, com acesso ao sistema GPS via satélite). A verdade é que não é só o GPS, a comunicação via satélite, ou o travesseiro (que não foi desenvolvido pela NASA. Aquilo foi apenas um erro que foi aproveitado para outro fim). Há inúmeras aplicações práticas para uso residencial, inclusive.

Continuar lendo “Pesquisa espacial é importante no dia-a-dia das pessoas? Tem certeza, NASA?”

Seres Supremos, incríveis e maravilhosos criam detector de câncer portátil e eficiente

Medicina diagnóstica e importante, e em alguns casos é preciso que seja rápido com o máximo de precisão mediante a rapidez necessária. Ok, que rapidez e precisão não andam juntos, mas se puder ter um mínimo de acerto para direcionar o tratamento necessário, é uma mão na roda, e isso vale para a detecção de câncer.

Eu já tinha escrito sobre um novo teste promete apressar o diagnóstico de câncer no ovário. Agora,pesquisadores criaram uma caneta cancerindentificator, capaz de detectar câncer intraoperatório de maneira portátil.

Continuar lendo “Seres Supremos, incríveis e maravilhosos criam detector de câncer portátil e eficiente”

Novo teste promete apressar o diagnóstico de câncer no ovário

Câncer não é algo legal. Nenhum dos quase duzentos tipos dele. O de ovário é muito sério, já que é a segunda neoplasia ginecológica mais comum, atrás apenas do câncer do colo do útero, embora seja o mais mortal deles, com o agravante de ser difícil de ser diagnosticado. Segundo o Instituto Nacional do Câncer, a larga maioria dos casos de câncer no ovário é derivada das células epiteliais que revestem o ovário, sendo o restante vindo de células germinativas (vocês sabem: os óvulos) e células estromais, que são as responsáveis pela produção dos hormônios femininos na quase totalidade.

O grande problema do câncer de ovário é seu difícil diagnóstico, muitas vezes demorando anos para que se tenha notícia que o lazarento está lá devorando a pessoa por dentro. Só que uma nova pesquisa promete antecipar em 2 anos a possibilidade de detectar câncer no ovário; e como sabemos: quanto mais cedo se detecta um câncer, mais fácil ele é tratável e curável.

Continuar lendo “Novo teste promete apressar o diagnóstico de câncer no ovário”