Quando o marketing da pseudociência ganhou aos 45 do 2º tempo

Antes de começar, deixe-me contar uma coisinha: Eu tenho mais de 12 anos, e (penso eu) sei como o mundo funciona. Sei que não existe almoço grátis e sei que todos nós temos contas a pagar. Mas também sei que existe uma coisa chamada "ética" e outra coisa chamada "correção" e elas nos impedem de aceitar certas atitudes.

Dito isto, devo dizer que me surpreendi com o que li, sobre o canal Nerdologia abraçar pseudociência por causa de patrocinadores, derrapando feio na curva. Algo assim merece ser examinado.

Se você não sabe, o Nerdologia é um canal sobre Ciência e (ou "na") cultura pop. Em resumo, pega-se temas como "Quem é mais forte? O Hulk ou o Super-Homem?" e aplica-se conceitos de física, biologia, fisiologia etc. Muito legal, muito instrutivo, muito bem acabado e, por causa disso, já disse ao Átila Iamarino (apresentador e roteirista) e ao Rodrigo Tucano (edição e arte) que eu os odeio com todas as forças da minha inveja, já que o último vídeo que eu fiz e mostrei aqui em casa, minha filha só disse "mas o senhor promete que este será o último, né?". :(

O último vídeo do Nerdologia explica como funcionaria uma super-audição, citando exemplos do Wolverine, Super-Homem e até do Demolidor. Isso é colocado de encontro sobre o que a Ciência fala a respeito. Muito instrutivo, legal, maneiro, irado, incrível, fantástico, extraordinário e outros elogios (ainda assim, quero pegar os dois de porrada por causa dos meus olhos verdes). Veja abaixo:

Eu tinha visto o vídeo mas não toquei de uma coisa. Normalmente, eu tenho a tendência de ignorar anúncios, detesto comerciais e acho um porre no melhor do filme haver interrupção para anunciar absorvente feminino. Assim, eu não prestei atenção no finalzinho do vídeo. Mas o Igor do Uoleo viu e fez uma postagem a respeito e isso me fez pensar.

O Igor critica o comercial da empresa Biosom, anunciando um software que "exercita as células ciliadas, uma a uma". Quando eu li isso, eu corri pro vídeo e… é verdade. Mas, peraí! Eu preciso de um software que exercite as células ciliadas uma por uma? Como se elas trabalham em feixes?

Estou sem saco de repetir tudo o que o Igor escreveu. Vai lá no blog dele ler e depois volta aqui. OUVIU? VOLTA AQUI, Ô!

Tudo bem, você leu, né? Vou acreditar que sim, pois sou um homem de fé.

O locutor do anúncio NÃO É o Átila, que se frise isso, e eu penso que o Átila nem sabia desse software mágico. Eu PREFIRO acreditar que o Átila não tenha sabido antes deste programeco, e que isso tenha sido ideia do Pessoal do Jovem Nerd, para ganhar uns caraminguás. Se o Átila sabia e aceitou gravar este vídeo, eu lamento profundamente. É uma coisa que EU não faria. Mas EU sou EU. EU sei dos meus problemas e necessidades e não sou responsável pelo irmão de ninguém (o meu eu pego de porrada e resolvo a situação).

Eu, André, ficaria muito irritado vincular um vídeo que eu apresentei que visa divulgar Ciência para servir de meio de ter visitação e ganhar com publicidade de pseudociência. Seria o mesmo que eu anunciar a Bíblia do Feliciano, dizendo que aquilo é o melhor de nossa cultura e você ganharia um CD da Aline Barros, gravado com ela totalmente nua.

Eu sei que produzir um vídeo daquele não é barato, já que toda semana tem vídeo do Nerdologia e… bem… as pessoas precisam comer. O Jovem Nerd precisa comer, e tiozão que serve café pra galera precisa comer, e o Jovem Nerd não é ONG. Mas, sei lá, soa como fazer um programa sobre futebol e veicular propaganda do Governo dizendo que os estádios construídos são lindos, perfeitos, baratos e todo mundo amará.

É o caso, então, de vincular conte´do de qualidade com qualquer produto visando apenas o pagamento? Num Nerdologia sobre aparelho respiratório teremos comercial da Souza Cruz? Ou um sobre Física Quântica venderão DVD do "Quem Somos Nós"? O que me deixa menos inconformado foi que não foi o Átila que narrou a propaganda, mas ele acabou com o nome vinculado.

Ou, de repente, eu que sou um chato que não entende as novas mídias e se não gostar, eu que não assista mais, que resolva pagar mensalidade ou outras bobagens de gente sem argumentos.

Se você tem uma ideia, quer compartilhar algo, que assuma os custos (como eu) ou arrume um modo mais honesto de financiar seus custos (como eu, de novo) ou faça algo que você possa, abrindo mão do espetáculo (ainda como eu), acabando com um site de bom conteúdo, mas que perde visitação para um monte de tosqueira, é xingado, todo mundo odeia a você e o Chris e mesmo assim procura bons conteúdos para postar (ufa… como eu). Ou você pode casar com a filha do Silvio Santos (como… o genro dele).

Eu não ficarei de mimimi, num assisto mais. Já falei que tenho mais de 12 anos. Enquanto o conteúdo estiver ótimo, continuarei assistindo, mas prometo sair antes da propaganda final.

2 comentários em “Quando o marketing da pseudociência ganhou aos 45 do 2º tempo

  1. No começo pensei que se do famoso mimimi “Aí, tem propaganda pra quê?”, “Por que vocês se vendem dessa forma?”, “Livrem-se das amarras corporativas!”, etc, que tanto já apareceram em outro blogs por aí. Depois de visitar o site do Igor, entendi a reclamação. PseudoCiência ou propaganda enganosa tanto faz. Temos isso em um produto de qualidade como o Nerdologia.

    Fica difícil definir se é certo ou errado, se o Átila tem culpa ou se é somente do pessoal do JovemNerd, uma vez que eles não se pronunciaram (ainda), e assim como você disse André, todos temos que comer. Sou da área de informática e sei que Open Source só funciona com patrocínio e muito trabalho.

    Mas a grande questão que fica no ar é: Aceitamos e relevamos (ignoramos?) o fato de haver a propaganda, ou corremos o risco de ficar sem um ótimo conteúdo por falta de patrocinadores? Não estou dizendo que qq propaganda deve ser aceita, senão daqui a pouco a Taurus vai patrocinar um Nerdologia sobre a Reprodução de Ornitorrincos Mancos, mas existem algumas que podemos relevar, ou não?

  2. Os anúncios do googleads neste blog costumam mostrar um anúncio mais ou menos assim: “Jesus é Deus… Conheça as provas.”.

    No caso, sei que é por causa de algumas pesquisas que fiz (ou talvez devido a alguma palavra do artigo). Claramente, se vê que não é conteúdo do blog. Mas, ainda assim, é engraçado esses anúncios aparecerem aqui.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s