Encontrado mais um fóssil de um ancestral dos pássaros. Não disseram que isso não existia?

O Archaeopteryx é o mais famoso dos ancestrais das aves, apesar de não ser "O" ancestral definitivo, já que não existe "O" ancestral, e sim vários, a não ser que tenhamos que reconhecer que "O" ancestral é a estrela que explodiu de forma catastroficamente magnífica, de forma a espalhar todos os elementos pelo Espaço. Se bvem que eu poderia considerar como o Big Bang ou as partículas subatômicas originais. Como isso não é tão importante agora, deixemos de lado. O importante é um novo capítulo na história evolutiva da Terra e isso por causa de mais um ancestral dos pássaros, descoberto por uma equipe belga.

O dr. Pascal Godefroit não é detetive, não usa bigodes, não tem o hábito de capturar criminosos e muito dificilmente fez parte do quadro policial da Bélgica. Entretanto, sendo pesquisador do Instituto Real de Ciências Naturais Belga, ele faz muito uso das suas pequenas células cinzentas. Juntamente com o dr. Gareth Dyke, paleontólogo sênior envolvido no estudo da Universidade de Southampton, Godefroit (que mais parece nome de mordomo, e o mordomo sempre é o culpado) iniciou sua busca para entender quem veio veio primeiro: a galinha ou o ovo. Como isso é uma pergunta tola, ele nem perderia seu tempo em explicar o óbvio: Os dinossauros.

Qualquer um que tenha estudado num colégio decente (ou mais ou menos, já que isso não é matéria de vestibular e pouca gente se preocupa em ensinar isso) sabe que os dinos são ancestrais das aves. Claro, isso não implica dizer que um T. rex é o ancestral do seu periquito. Periquitos costumam ser mais neurastênicos.

Em 2011, noticiamos sobre a pesquisa do dr. Xing Xu, que argumenta que o Archaeopteryx não é a mais antiga relação entre dinos e aves. Hoje, as pesquisas direcionam para o Aurornis xui, um dinossauro nanico e invocado que viveu 160 milhões de anos atrás, com penugem, mas provavelmente era incapaz de voar, do tamanho de um faisão e com o humor de um estivador do cais do porto.

A atual pesquisa re-enfatiza o Archaeopteryx como um pássaro, mas isso apenas nos diz como o limite entre dinos e pássaros é muito tênue. A variação dos últimos dinjos para as primeiras aves é muito, muito sutil.

A pesquisa, publicada na Nature, está longe de encerrar o debate sobre a origem definitiva das aves; em Ciência, nada é definitivo. Se fosse definitiva e imutável, teríamos uma religião e o mínimo que faríamos com novas descoberta seria ignorá-las.

3 comentários em “Encontrado mais um fóssil de um ancestral dos pássaros. Não disseram que isso não existia?

  1. Tudo bobagem de ateistas, incrédulos e infiéis cientistas. A Terra não tem mais do que 15.000 anos e dinossauros nunca existiram, pois eles não entraram na Arca do pai Noé, é satanás querendo enganar vocês, aleluia!. Arrependei-vos dessas heresias ou depositem R$ 1000,00 por semana na minha conta n. 2345 banco Infinitus – agencia Miami Beach Resort – tudo ficará bem.

    Agora, como alguém pode supor o tipo de humor do bicho olhando para um fóssil de milhões de anos?

  2. Daqui um mês (possivelmente) deve estrear mais um documentário a partir desse esqueleto. Contando toda a vida dessa incrível ave, seus hábitos, o que comia, cor dela, como se procriava e muitas outras coisas.Por que o Discovery Channel e o Nageo fazem briga para quem inventa historinha de dinossauro mais cuticuti.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s