Dicas de viagens: não seja estuprada nas Maldivas ou entrará na porrada

Estupro não é nada legal. Nem mesmo na magnífica e ética Mãe Natureza. Mas além da vítima sofrer intercurso sexual forçado, dependendo do lugar, ainda pode ser punida pelo ato. Foi o que aconteceu com uma menina de 15 anos que teve o azar de morar nas Maldivas, uma pocilga num fim-de-mundo onde Judas não perdeu nada, pois ele não era louco de passar perto daquela merda. Não acredite em agentes de viagens. A referida menina não só  foi violentada sexualmente, como ainda tem que levar 100 chibatadas, pois a devassa fez sexo fora do casamento.

Estou tentando dizer algo que não seja cínico ou sarcástico, mas nesse caso é foda…

O caso aconteceu em janeiro deste ano, mas parece que a BBC não deu milho pros pombos e eles estavam de greve desde então, já que só publicaram o acontecido hoje. Jornalismo em tempos de Internet é mais ágil, hein?

O nome da menina não foi divulgado, mas o padrasto dela não quis saber e estuprou a garota na maior. Além da violência física vem a psicológica; não apenas por ter sido violentada, mas acabou ficando grávida. O "pai" (dela e do bebê, o que o faz sogro de si mesmo e avô do próprio filho) achou que isso era doideira demais e matou a criança (o bebê e não a menina).

Como desgraça pouca é bobagem e queijo em francês é fromage (mas sem o omelete), a legislação daquela merda de lugar, que por sinal é uma teocracia islâmica, diz que mulheres que fazem sexo fora do casamento devem ser chicoteadas. No caso, a menina recebeu de sentença 100 chibatadas, mas não agora. A mesma lei diz que a punição de menores tem que esperar até que se complete 18 anos. Ou seja, a menina passará 3 anos de terror esperando para poder entrar na porrada.

Analisem a loucura desse negócio. A pessoa sofre uma terrível forma de violência física e psicológica e o Estado acha que isso é muito pouco e radicaliza mais ainda. Daqui a pouco ela será punida por ser sado-maso e gemer na hora de aplicarem as chibatadas.

Bem, a Dilma não está preocupada com a menina e nem enviará tropas de invasão auxílio para as Maldivas. As defensoras bundonas de direitos das mulheres não falaram nada e as retardadas da Femen são espertas demais para irem lá e colocar a peitaria pra fora. Feministas de plantão ficarão de mimimi no Twitter e não arredarão um dedo para ajudar a pobre menina, mas se mostrarão sua ética ao questionar por que homem não levanta a bunda do assento do ônibus ou metrô para as dondocas arriarem seus gloriosos rabos feminazis.

A menina foi estuprada, continuará estuprada. Foi mãe, mas uma mãe que perdeu a criança. Perdeu a inocência, perdeu sua vida, perdeu sua adolescência e perderá o mínimo sentimento que ainda há justiça no mundo. O padrasto da garota foi acusado de estuprá-la, engravidá-la e de matar o bebê. A mãe também é acusada de não denunciar o abuso às autoridades. E mesmo assim, as "otoridades" acham que uma coisa não tem nada a ver com a outra. A pobre menina ficará num reformatório e esperará a covarde sentença ser cumprida, a não ser que ela implore parta o adiantamento dela.

Mas a religião é uma coisa boa e nos faz mais éticos.

6 comentários em “Dicas de viagens: não seja estuprada nas Maldivas ou entrará na porrada

  1. Notícia triste, sinto muito pelas pessoas que vivem sob o poderio dessas teocracias opressivas (pleonasmo, eu sei…)
    Mas não posso deixar de comentar: O Laboratório de Deeeexteeeer!!

  2. Sei que não vai mudar muito a atrocidade que cometeram nas Maldivas, mas o site de notícias diz:

    “In the course of inquiries into the rape case, investigators say they unearthed evidence of the girl having had CONSENSUAL sex with ANOTHER man, which is an offence in the Indian Ocean holiday destination, the source told AFP.”

    Meu inglês é péssimo e interpretação de texto em inglês é pior ainda. Mas acho que a menina vai levar chibatada porque descobriram evidências que ela fazia sexo consensual com um outro homem e não era casada. Aí sim!! Desce o relho nela, que ela merece!! (Aviso: existe ironia nas minhas duas últimas frases)

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s