Talibã safadeenho passa a perna em todo mundo e não cumpre suas promessas. Mas quem diria?

E direto da editoria Cêjura de hoje, o mundo ficou chocado quando os toscos do Talibã surpreendem um monte de idiotas ao quebrar as promessinhas fofas de respeitar as mulheres e os direitos humanos.

Má, é mermo, rapá?

Continuar lendo “Talibã safadeenho passa a perna em todo mundo e não cumpre suas promessas. Mas quem diria?”

Qatar judia de jogadoras de vôlei de praia

Algumas notícias me fazem ficar em dúvida. Quando há dois grupos idiotas envolvidos, não sei de quem eu rio mais. A loucura da vez é saber que o Qatar está hospedando o próximo evento do FIVB World Tour, o Circuito Mundial de Voleibol de Praia. Se só em saber disso você não começou a rir, é porque não sabe de um pequeno detalhe do Qatar: é um emirado árabe que, obviamente, segue a religião dos camelinhos de Allah.

Agora a gente faz a matemática, juta um país que segue uma religião tosca com mulheres de biquíni brincando de bife a milanesa na areia da praia e jogando bola pra lá e pra cá (uma só. Não duas). Continuar lendo “Qatar judia de jogadoras de vôlei de praia”

Tennessee alvo de ataque nuclear de camelinhos de Allah, dizem idiotas

Os Estados Unidos é uma espécie de Brasil com dinheiro. Alguns poucos lugares desenvolvidos (não muito) e um monte de caipiras. Um exemplo clássico é o Tennessee, que é tipo São Paulo, mas com whisky que presta e sem a mania de colocar purê em cachorro quente, além de saberem a diferença entre biscoito e tapa na cara. Sim, o Tennessee não é um fracasso total.

Continuar lendo “Tennessee alvo de ataque nuclear de camelinhos de Allah, dizem idiotas”

Tiroteio comeu no concurso de caricaturas de Maomé. Adivinhem onde

Isso mesmo, o Texas, cuja diferença pro Rio de Janeiro é que lá tem menos armas disponíveis. Naquele simpático lugar de cowboys e da Igreja Fundamentalista de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, em que eu penso terminar minha carreira ensinando Evolução nos colégios de lá, houve um concurso de caricaturas de Maomé. Afinal, convenhamos, o que pode ser mais ridículo do que um cara barbado tirando onda que é profeta e ouviu uma ordem diretamente de Deus? Cartas para a redação.

No concurso, dois maníacos foram lá e começaram a dar tiros em todo mundo, afinal, temos que mostrar ao mundo que o islã é uma religião de pessoas calmas e avessas à violência.

Continuar lendo “Tiroteio comeu no concurso de caricaturas de Maomé. Adivinhem onde”

Estado dos Camelinhos de Allah ataca patrimônio brasileiro

A saber, não foi o Cristo Redentor, aquela estátua sem graça depois que você conheceu Angkor, o Banho de Caracala, o Herodium e o Ushiku Daibutsu. Esses facínoras de turbante atacaram um dos maiores ícones da Internet Brasileira, no tempo que ícone tinha 256 cortes e 32×32 pixels. O que esses sacripantas, biltres, desclassificados, ignominiosos e disparatados insanos fizeram foi atacar o maior e melhor site da Internet, ganhador de prêmios e pronto para adoçar mais ainda a sua vida. Os retardados do Estado Islâmico resolveram atacar nosso querido e idolatrado pudim.com.br.

Continuar lendo “Estado dos Camelinhos de Allah ataca patrimônio brasileiro”

Beleza não põe mesa e no Irã não deixa você ser vereador

Eu estava aqui brincando com minha bola de plasma, fingindo que sou mágico e poderoso. Andava meio chateado pois os Camelinhos de Alá não estavam aprontando nada de novo, sempre as tosqueiras de sempre. Então, me deparo com a notícia que no Irã (e fora os talibãs do Afeganistão, nenhum muçulmano tosco consegue ser mais idiota que os do Irã). Lá, uma jovem de 27 anos foi eleita vereadora num daqueles rincões de lá. Só que ela está sendo impedida de assumir a vaga pelo simples motivo de ser bonita.

Jogando o Photoshop fora e saudando a beleza natural, esta é a sua SEXTA INSANA!

Continuar lendo “Beleza não põe mesa e no Irã não deixa você ser vereador”

Dicas de viagens: não seja estuprada nas Maldivas ou entrará na porrada

Estupro não é nada legal. Nem mesmo na magnífica e ética Mãe Natureza. Mas além da vítima sofrer intercurso sexual forçado, dependendo do lugar, ainda pode ser punida pelo ato. Foi o que aconteceu com uma menina de 15 anos que teve o azar de morar nas Maldivas, uma pocilga num fim-de-mundo onde Judas não perdeu nada, pois ele não era louco de passar perto daquela merda. Não acredite em agentes de viagens. A referida menina não só  foi violentada sexualmente, como ainda tem que levar 100 chibatadas, pois a devassa fez sexo fora do casamento.

Estou tentando dizer algo que não seja cínico ou sarcástico, mas nesse caso é foda…

Continuar lendo “Dicas de viagens: não seja estuprada nas Maldivas ou entrará na porrada”

Sudanesa é condenada a um mês de prisão por usar calças

A jornalista sudanesa Lubna Ahmed al-Hussein foi condenada a um mês de prisão após se recusar a pagar uma multa por “se vestir de forma indecente” porque estava usando calças, segundo informações divulgadas pelos advogados nesta segunda-feira (07/09). Ela recusou-se a pagar a multa de US$ 200 “para não dar nenhuma legitimidade ao veredicto”, informou o advogado Nabil Adib. Continuar lendo “Sudanesa é condenada a um mês de prisão por usar calças”

Sudanesas são chicoteadas por usarem calças

Olá, senhoras e senhores. É uma satisfação tê-los aqui novamente. Eu sou André, seu anfitrião (não, não sou aquele Anfitrião). Hoje é sexta-feira e, como não podíamos falhar com nossos visitantes, é dia de examinarmos mais uma das loucuras do mundo religioso. Com vocês: SEXTA INSANA!

A loucura religiosa de hoje vem Sudão, um lugar onde Judas não perdeu as botas, porque já tava até descalço (consegue ser mais longe que Ipuaçu). Um lugar aprazível, vivendo sob uma ditadura não muito aprazível, sob as ordens de Omar Hassan al-Bashir. Um lugar maravilhoso, vivendo sob uma teocracia tosca e ridícula, como é característica de todas as teocracias, principalmente as que vivem sob a Sharia – o código de leis islâmicas. Esta aberração infelizmente ativa no século XXI foi responsável por condenar um grupo de mulheres a receber chicotadas. Motivo: Elas andaram de calças em público. Continuar lendo “Sudanesas são chicoteadas por usarem calças”