Maluquice da Semana: A Profecia de São Malaquias

Estamos em 2013 e as loucuras do ano passado, como aquela baboseira de Apocalipse Maia. Sempre há alguma insanidade corrente, como um monte de trechos de música de cantores pop, cortadas e escangalhadas, a fim de mostrar que haveria um imenso atentado fajuto nas Olimpíadas de Londres, de modo a justificar a invasão do Oriente Médio. Claro, não houve atentado nenhum e as pessoas "esqueceram". Isso quando um monte de gente vem ao meu sacrossanto e-mail para pedir uma posição sobre a briga de lavadeiras que anda acontecendo no YouTube. Sentem e esperem.

Neste ínterim, o Papa Bentão, the 16th resolveu rezar na cartilha de São Murtaugh, dizendo que estava velho para certas coisas, como ser Papa. Assim, a ladainha desta semana é a suposta profecia de São Malaquias. MUAAAAAAHHAHAHAHAHAHA

Afinal, quem diabos é este Malaquias?

Longe de ser o Malaquias profeta, cujo livro está no Velho Testamento, o tal Malaquias da Profecia da papas chamava-se Máel Máedóc Ua Morgair e era irlandês de boa cepa (e diabos o levem se amaldiçoar um irlandês). Máel nasceu nas sagradas terras do condado de Armagh, no que vocês, apedeutas, chamam de Irlanda do Norte, mas que nós, protegidos por Conchobar Mac Nessa, sabemos o verdadeiro nome: Ulster.

Máel, que por sinal nasceu em 1094 E.C., na valorosa terra de Armagh –- onde seus filhos cultos acabam, por vezes, mantendo blogs céticos -– se tornou arcebispo do mesmo condado de Armagh. O bom arcebispo faleceu em 1148 e, depois, foi canonizado pelo Papa Clemente III, em 1199, recebendo o nome anglicizado para Saint Malachy, ou São Malaquias, cujo nome aportuguesado será usado doravante.

Malaquias não parece ter se destacado em muita coisa. Disse São Bernardo (o doutor da igreja, e não a raça de cachorro) que Malaquias previra a data exata da sua morte (2 de novembro de 1148, em pleno feriado de Finados). Além disso, Malaquias escreveu uma série de previsões (como aquelas que o Levítico diz que deveriam ser punidas por apedrejamento. Entre elas, está a profecia que diz respeito à sucessão apostólica desde o Papa Celestino II, até o último Papa da ICAR, o qual São Malaquias designa de Pedro Romano ou Pedro, o Romano.

Enquanto isso, nos dias de hoje, temos mijões emporcalhando a cidade, briga de lavadeiras no Você Tubo e a chegada da fatura do meu cartão de crédito. O que pode deixar o mundo mais maluco? Bem, o Papa Bento XVI pediu o boné. Nisso, Ateus de Fim-de-Semana soltam suas diarreias mentais, argumentando que o cargo de Papa é vitalício. Estas MULAS não sabem o que significa vitalício. Vitalício, pobres apedeutas, não significa que a pessoa é obrigada a continuar lá o resto da vida.  Se assim fosse, o Rei George VI não teria abdicado do trono, em 1936, só para se casar com a socialite Wallis Simpson. Não porque ela norte-americana ou estava escalada para o programa Mulheres Ricas. Wallys era divorciada e isso não é permitido pelas normas da Igreja Anglicana. Só por causa disso, queridinhas, reis deixaram de ter cargo vitalício? Por favor, existe uma coisa chamada "escola". Recomendo que frequentem uma.

Bentão 16 resolveu que o papado estava aumentando sua papada e sem papas na língua ele disse que estava velho para aquele negócio de ser chefe da Igreja. Do jeito que ele estava quando da Missa do Galo, não tenho nenhuma dúvida a respeito. Ele fez uso do cânon 332 §2 do Código de Direito Canônico e no cânon 44 §2 do Código de Direito Canônico das Igrejas Orientais. Ao ponto que até a Wikipédia sabe isso, alguém por aí tem problemas (e recomendo nesta mesma página ler sobre o Papa Negro e o Papa Vermelho. Satã não tem nada a ver com isso).

A "profecia " de São Malaquias é algo que se não fosse bem registrado do ponto de vista histórico, eu pensaria que foi criação do Juscelino da Luz. As previsões de como seriam eleitos e quem seriam os novos Papas é algo risível, como toda profecia é. Deem uma olhada aqui nas "previsões". E o significado à procura de um significante.

Então, olham com terror, pois o último Papa seria um tal de Pedro Romano (Petrus Romanus). Interessante, já que nenhum Papa subiu ao trono adotando o nome Pedro. Será que estão se referindo ao nome não-eclesiástico? Isso não faria muito sentido, mas para forçar um significante, os defensores desta profecia seriam capazes até de dizer que São Pedro desceria dos céus para colocar ordem no galinheiro. Forçar a ideia que Bentão seria o penúltimo Papa é algo que eu escuto sempre, ainda mais com a menção de Nostradamus dizendo que o último Papa virá do Oriente. O que é muito maneiro, mas vamos lembrar que o que separa o Oriente do Ocidente é o meridiano de Greenwich. Logo, praticamente TODOS os papas vieram do Oriente. A não ser que alguém seja idiota o suficiente para dizer que um chinesinho que trabalha na Deal Extreme será coroado Papa (a rigor, não é preciso ser cardeal para ser Papa, ok?).

Então, sentem-se, peguem sua cerveja, contemplem a varanda e esperem por mais um ano de insanidades. Eu, de minha parte, estou esperando o próximo Papa e ver quais as piadinhas que surgirão. De repente, o próximo pontífice é:

7 comentários em “Maluquice da Semana: A Profecia de São Malaquias

  1. Aí o Vaticano resolve colocar um africano no trono (papa negro) e descentralizar o cargo depois deste papa, e a crentalhada se mata achando quea tal “profecia” se cumpriu e o fim dos tempos chegou. É o fim da várzea….

  2. Interessante demais Mr. Bean como próximo Papa! Além dos ritos mais dinâmicos, poderíamos contemplar o Teddy dando tchauzinho de todas as janelas possíveis! Uma graça!

    E que vergonha a minha descobrir que a cor da batina também designava posição hierárquica! Mas, lendo Cet.Net e aprendendo ;)

  3. Não seria inSanidades alí na segunda linha do último parágrafo em cima da foto do Papa Mr.Bean I?

    Mas pensando bem, pode ter sido um sinal o fato de ter caído pedrinhas lá na Rússia, sinal que o Pedrão está por vir heheheheheh.

  4. Será como o André disse: Jamais haverá um Papa que adote o nome de Pedro, nem jamais será escolhido alguém cujo nome pode ser traduzido para Pedro, para evitar falatório sobre a tal profecia.
    Talvez Malaquias devesse ter profetizado sobre o número de papas, deste modo a profecia seria mais “concreta”. Só que mesmo assim, achariam uma maneira de burlar o número de modo que nunca acalçasse o da profecia.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s