Fique avisado: livros não são bem-vindos em São Paulo

O Ministério da Verdade paulistano é cioso de suas obrigações. Essa onda de cultura e informação não é algo para se deixar solta. Vai que alguém, sei lá, comece a questionar o mundo? Daqui a pouco teremos o quê? Apelo à Liberdade? Nós, betas, não queremos pensar nisso. Acabei de tomar meu soma e estou aqui na minha, deixando que as grandes decisões sejam tomadas pelas suas fordezas que enviaram a Polícia do Pensamento para conter os vazamentos e se o senhor Guy Montag não nos trair, teremos êxito!

Isso porquê? Por causa de uns baderneiros que – Ford nos Livre! – estavam distribuindo livros gratuitamente no Viaduto do Chá (em Novilíngua, "Chá" significa "Camelô"). Graças ao Napoleão, o traidor Bola de Neve foi contido, embora o farsante tenha fugido para Eurásia.

Eu não sei, mas parece que o pessoal de São Paulo tem algum problema com livros. Já não bastava mandar incinerá-los, agora estão impedindo que se distribua livros em praça pública, já que daqui a pouco estaremos criando caos! (As pessoas já estão falando de abolição da escravatura e voto para as mulheres.)

De acordo com o G1, haveria uma distribuição de livros gratuita que aconteceria na manhã de segunda-feira (10/09), em frente à Prefeitura de São Paulo. Mas no dia anterior, os integrantes da Polícia do Pensamento, digo, os Storm Troopers, digo, a Polícia do Pensamento, digo, a Companhia de Jesus, digo, a Ordem dos Pobres Cavaleiros de Cristo e do Templo de Salomão, digo, a Guarda Civil Metropolitana (os quais chamaremos de Bandeirantes) impediram que tal fosse feito, pois por norma do Alcaide, não se pode ter nenhuma manifestação cultural em espaço público. Maconha e mendigo não são culturais, então, tá liberado. Abaixo, temos uma filmagem feita por um cinegrafista amador no momento da chegada dos guardas.

A prefeitura divulgou nota, no mínimo, curiosa:

A Prefeitura apoia e estimula manifestações culturais e artísticas em todas as regiões da cidade, tanto é que definiu regras claras para que os artistas possam se apresentar nas ruas da cidade. Esclarecemos, no entanto, que a legislação estabelece que toda e qualquer atividade que represente a ocupação do espaço público requer autorização prévia que deve ser requerida na Subprefeitura da região. A GCM [Guarda Civil Metropolitana] atuou na orientação ao cumprimento da lei de uso adequado do espaço público como a sua atribuição.

Ah, sim, claro! Porque a distribuição de livros é a mesma coisa que um babaca com 3 bolas de tênis fazendo malabarismo enquanto o semáforo está no vermelho, para depois vir te pedir dinheiro (ou te assaltar; o que render mais). Simplesmente vergonhoso saber que a prefeitura a-do-ra qualquer coisa com relação a livros e cultura. Sinto-me muito feliz com isso. Mais feliz com isso só fico em saber que não sou um gama. Com licença, vou lá comer meu Soylent Green.

Então, fiquem avisados: não levem livros quando viajarem para São Paulo. Daqui a pouco eles serão considerados fora-da-lei, num Projeto proposto pelo excelentíssimo senhor deputado Francisco Everardo Oliveira Silva, excelente representante do povo paulistano. Disse um certo autor paulista que um país se faz com homens e livros, mas este autor foi expulso de nossos colégios, dicionários estão sendo reescritos e os intelectuais serão enviados para gulags. Oh, Admirável Mundo Novo…

20 comentários em “Fique avisado: livros não são bem-vindos em São Paulo

  1. Maldito André! Mal posso ver seus movimentos! Vi esta notícia no UOL e corri para cá conferir seus comentários, e já tem este texto inteiro!!!
    Sinceramente, que tipo de droga esse pessoal tá tomando em São Paulo? Deve ser coisa da pesada mesmo.
    Já sei para onde não ir atrás de informação e cultura………..

    1. Na verdade, era para eu ter colocado a notícia ontem, mas meus inúmeros afazeres (como fazer pipoca pro pessoal daqui de casa) me impediram.

  2. O que há de errado com meu estado natal? Brasileiro já é uma espécie que não curte uma leitura e ainda querem acabar com o pouco incentivo que há. E detalhe que são livros que iam ser DOADOS!

    PS: ia escrever sobre isso, mas deixei pra outra hora, foi então que desconfiei que você ia escrever a respeito sobre o assunto e… confirmei isso.

  3. Tem aluguel barato aí no Rio, André? Porque do jeito que a coisa anda aqui em São Paulo é melhor eu me mandar logo. Daqui a pouco metem em cana quem estiver lendo na rua!

  4. Adorei a referência a Brave New World, hehe

    Não sei o que tá acontecendo com São Paulo, afinal, vamos parar onde?
    Talvez seja o oxi tomando conta da cidade paulistana…

        1. @André, :oops: Como esqueci do quase melhor (all hail 1984) livro do mestre Orwell?
          PS: tem mais algum livro parecido com estes? Tô lendo O mundo assombrado pelos demônios do tio Carl (suspeito que o André controla minha mente)

          1. @BlackPardal, Tem “A Ilha” de Huxley. Você pode verificar umas Utopias mais antigas como “A Utopia” de Thomas Moore que “deu” origem a inúmeros livros parecidos.

          2. @Apocalyptica, Se bem que não é parecido com esses. É só sobre sociedades “bonitinhas”.

            Queria saber qual o critério do “Porque você quer saber / morrer” no canto direito superior. O André é bipolar?

  5. Ok pessoal, comecem a decorar seus livros. Coitado de quem se encarregar da bíblia, se é que alguém vai se dar ao trabalho…

  6. O Brasil cada vez me deixa mais orgulhoso, como não se orgulhar de uma nação que preza a imbecilidade e a alienação, onde a pessoa que possui conhecimento é chamada de arrogante/ignorante? (um dia desses fui chamado de ignorante por dizer a “cruel” verdade de que “magia não funciona”)
    Agora eu leio essa pérola, proibir a distribuição de livros gratuitamente.
    Maldito seja Saruman de muitas cores.

  7. Meus caros, nesse jogo a burocracia ganha de goleada, sendo que o Kassab e sua tropa reacionária deve ter considerado inconveniente tal tipo de ação pelo viés eleitoreiro em volta disso.

    Sabe como é. A reputação do Kassab já não anda boa e os meios de comunicação ainda querem tirar algum em cima da história… Tudo fisiologismo e toma lá dá cá.

    Se acham ruim o Kassab, calma que vai piorar ainda mais… Russomanno vai ser eleito e deve nomear PASTORES EVANGÉLICOS para postos-chave na prefeitura paulistana, incluindo-se ai as SUBPREFEITURAS.

    Como quem vota em Haddad não vota em Serra e vice-versa, a eleição do papagaio de pirata da IURD está assegurada.

  8. Sobre a nota da prefeitura:

    Desconheço à constituição estadual, bem como a lei orgânica de SP, mas não há nada no direito administrativo, lei federal ou constitucional que justifique tal atitude, alías está última em seu art.23 estabelece:

    Art. 23. É competência comum da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios:
    V – proporcionar os meios de acesso à cultura, à educação e à ciência;

    Detalhe: Adorei a referência a obra “revolução dos bixos”, foi o primeiro livro que li por inteiro na infância, e me transformou em um menino mal, questionador, ateu desobediente que ia à igreja aos domingos.

  9. MALABARES E ARTE CIRCENSE TRADICIONAL , SI ESTA MARGINALIZADA A CULPA E DOS MESMOS QUE ESTÃO PROIBINDO A DISTRIBUIÇÃO DE CONHECIMENTO GRATUITO.

    Meu caro, enquanto lia seu texto, ri as gargalhadas, com o seu humor acido e inteligente, e concordo com sua opinião ate certo ponto. Bem, a questão e a seguinte, que o apoio à cultura no brasil e piada e fato, e que a ditadura para com a arte manifestada livremente nas ruas com o intuito de entreter e ensinar, e clara para o mais cego ver, e fato!(ao contrario dos mega eventos idiotas espalhados no mundo como o rock’n rio, e as febres de sertanejo universitario, e todas merdas universitarias que vemos por ai). Acho que foi infeliz no comentário do malabarista de rua, lembrando-lhe que o artista circense como o malabarista, marginalizado no mundo contemporâneo da tecno-idiocracia, mesmo que de rua faz parte de uma arte tradicional, e si ela esta marginalizada nas ruas, e culpa também dos mesmos idiotas que estão proibindo os livros, sou artista de rua, e nunca assaltei ou roubei alguém em um sinaleiro de transito, ou em outro lugar, e só represento a minha singela arte. Para quem agradar que apoie, para quem não agrada, tenha o respeito, no mais me desculpe, pois não pretendo gerar polemica nem picuinhas, somente somar, e elevar a consciência, e a proposito sou novo por aqui, estou muito contente com a iniciativa deste site, estava quase desistindo da humanidade e seus pseudo discursos intelectuais idiotas na internet! Obrigado!

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s