Paulo Freire é patrono da Educação Brasileira. MATEM-ME!

Sem rodeios, vamos direto ao ponto: Paulo Freire é um CÂNCER, um tumor a ser extirpado, um fungo que se apoderou com suas raízes profanas* e praticamente foi um dos maiores responsáveis pela falência da Educação no Brasil.

Se isso já era ruim o suficiente, agora podemos fechar esta porcaria de país, pois uma lei decretou que esse inútil é, agora, patrono da Educação Brasileira. KILL ME NOW!

A notícia veiculada pelo G1 — e compartilhado pelo Wagner, na tentativa de me propiciar um ataque cardíaco – só não é uma piada de extremo mau-gsto porque é verdade. E, não. Não foi proposto pelo Tiririca, já que ele nem deve saber quem foi este barbudo maldito.

Vamos ser sinceros. QUEM foi Paulo freire, a não ser um esquerdista insano que defendia luta armada e escreveu um monte de idiotices em seus livros de uma boçalidade ímpar. É tido como educador, sendo que seus livros não falam do processo ensino-aprendizagem, não orientam o professor, não expõem a importância da família e nem sugestões para uma melhoria do cenário educacional. Seus livros apenas são cartilhas marxistas, num tempo onde o próprio marxismo era anacrônico. Se bem que marxismo, MESMO, nunca existiu, salvo na mente dos maconheiros das facurdadis de (pseudo)ciências Humanas que povoa a USP ou outro retiro de viciadinhos burgueses, que atacam o capitalismo tuitando com iPhones e usando calça de grife na bunda.

Aquele LIXO chamado "Pedagogia do Oprimido" é um libelo de tudo que não deveria ser usado, a não ser nas mentes insanas de psicopedarretardadas que nunnca colocaram as patas numa sala de aula e acham que é tudo uma questão de luta de classes. Luta de classes para mim é ver se uma turma se sai melhor na prova que outra, e dane-se a competitividade. O mundo É competitivo. Perguntem a Warren Buffet, Bill Gates ou à nossa estrela em ascensão, Eike Batista.

Mas, não. O socialismo é que é a maravilha, né? Yankees go home, o Novo Homem Soviético, uma das "pesquisa"s de outro inútil: Vigotsky, que tentou moldar todo um estudo em termos de ciências psicológicas mediante as teorias do materialismo marxista.

O que resultou disso? Professores idiotas que mais são doutrinadores esquerdistas que que efetivamente pessoas imbuídas em ensinar. Aquela frase retardada de Paulo Freire sobre ser mais importante entender a posição social da idiota da Eva e a bosta do seu contexto social ilustra o quão imbecil era este sujeito, quando a frase "Eva viu a uva" era apenas para ilustrar a sonoridade da letra V. Mas um comunistinha não é comunistinha se ele não quiser transformar tudo en revolución.

Qual o papel de Paulinho no cenário educacional? Nenhum. Só na mente das Pollyanas e fazê-lo "patrono" de algo é apenas o reconhecimento de como este país vê professores e livros, a ponto de banirmos livros, reescrevermos dicionários e adotarmos cartilhas do Estado, orientando que a Novilíngua seja adotada.

Um dos educadores que aprecio é Içami Tiba (ok, ele defende que a religião é um ponto importante na formação da criança. Ninguém é perfeito). Sua posição em termos de rigidez na educação e uma presença dos pais de modo severo é, ao meu ver, algo que deveria ser levado a sério. Quando falo "severidade" não é em termos de baixar a porrada na criança e/ou adolescente (embora, muitos mereçam). Falo de uma posição firme dos pais e não esta candura ao criar coitadinhos que cresceram tomando leite com pêra e condominiozinho bunitinho. Mas isso é feio, nossos floquinhos de neve não podem fazer isso. Autoridade é algo errado pois remete-se aos tempos da Ditadura Militar e qual a oposição disso? Doutrinar professores a não pensar e sim ter diarreias mentais, para, no final, afirmarem que sim, é verdade, o Ensino era melhor, bem melhor do que é hoje. A receita para a melhoria:? Continuar com esta estupidez paulofreireana.

Enquanto isso, vemos o triunfo do socialismo marxista/leninista ao ser inaugurado o primeiro McDonald’s. Fracasso geral, como podemos ver abaixo (dica do Cardoso)


Onde está seu Karl Marx, agora?

Sim, Paulo Freire. Cada país tem o melhor representante educacional que merece… O último que sair, dê descarga! Eu vou me enrolar num lençol com uns tubos de papelão pintados de vermelho e amarrados no meu peito, irei pro meio de Jerusalém e gritarei ALLAHU AKBAR!


* Licença poética, caso não saibam

41 comentários em “Paulo Freire é patrono da Educação Brasileira. MATEM-ME!

  1. Acho que essas discussões de “comunas” deveriam ser deixadas mortas no século passado tal como o Paulo Freire, pois é algo ultrapassado e que não leva a nada.

  2. Esperar alguma coisa de últil de um legislativo que é representado por Tiririca, Romário, Sarney, Collor, Renan Calheiros e a lista se perde é ter muita “fé” no país, no pior sentido da palavra.

  3. Isso me lembrou este trecho do livro “Os desafios da educação no Brasil”, organizado por Simon Schwartzman (mesmo ele tendo esse nome é brasileiro ;-) ):

    “[…] A área da educação tem seus programas de pós-graduação, publicações especializadas e congressos acadêmicos, nos quais predominam as perspectivas críticas oriundas do marxismo, com referências constantes às ideias de Paulo Freire, Pierre Bourdieu e [entre outros]. A preocupação com o pensamento crítico não deixa muito espaço, nem muito interesse, para os assuntos de natureza mais técnica e educacional. A sociedade é injusta, as pessoas são exploradas, os governos não ligam para os professores ou para o ensino e não há muito que se possa fazer sem que ocorra uma transformação social verdadeira e profunda, ou mesmo uma revolução.”

    Volta e meia leia algum texto interessante no blog do Simon e haverá um seminário pela internet em Stanford sobre a educação superior dos “BRICS”. Quem quiser saber mais: http://www.schwartzman.org.br/sitesimon/?p=2893&lang=pt-br

    No mais, se as ideias do Paulo Freire são tão brilhantes, porque a educação brasileira é um lixo, se essas ideias são dominantes na pedagogia brasileira? :lol:

  4. Comprei o livro Teoria do Valor em Marx e Educação, não me pergunte o porquê, eu não saberia dizer. :oops:

  5. ….e viva a republiqueta de bananas! – continuem comparecendo às urnas e vomitando seus votos para nossos queridos parlamentares cuntinuar transformando este país numa espécie de “cuba chavista”. Não era esse o desejo da população ao votar nos “cumunistinhas intelectuatóide” do pt?
    Paulo Freire neles, pessoal.

    1. E o que isso tem a ver com Paulo Freire?

      Por que vcs INSISTEM em mudar a merda do assunto? Ainda mais quando eu já escrevi sobre o tema. Sério, isso é irritante.

      1. @André,
        O fato de ser patrono por decreto lei nº12.612, que tanto lhe causou asco. Sendo leis redigidas e propostas por gente como a mencionada acima, fazendo uma “sinonímia” de causos. Mas como sempre o considerei um pouco sensato e perspicaz, deduzi que entenderia e poderia fazer parte de um bom debate de ideias.
        Irritante é gente arrogante e ditadora, sempre repudiei qualquer tipo de ditadura, no mais, pode me excluir se quiser de seu mundo, onde se acha “deus”, porque a mim não causa mais interesse a partir de agora.

  6. Infelizmente isso não é “privilégio” do ensino público… o ensino particular também possui recomendações semelhantes para não ensinar, seguindo a cartilha dessa toupeira do Paulo Freire.

    E mais, até mesmo o nível superior está nessa situação: essa semana foi anunciado na FATEC-SP alterações na grade curricular do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas: entre outras coisas, reduzirão a carga de Cálculo I, II e Matemática Discreta e o que sobrar ensinarão paralelamente com Estatística no mesmo semestre. Mas tem a pérola: as aulas diminuíram, mas o conteúdo foi mantido, e o professor e os alunos que se virem. Como eles vão ensinar Curva de Gauss enquanto o aluno nem viu derivadas é o menos. Em suma: o curso de ADS antes tão cobiçado vai virar um cursinho técnico como qualquer outro. Ninguém, nem os alunos, nem os departamentos, foram consultados, a ordem veio de cima e cumpra-se.

    Enfim, fica o conselho: se quer aprender de verdade, ou o faça por conta ou saia do país, aqui não dá mais.

  7. Tenho medo do futuro da educação brasileira e o pior que o método freiriano está se espalhando por outros países (ao menos tem sido conhecido).

    Lembro bem das escolas brasileiras: liberdade demais e disciplina de menos. Do jeito que o Freire gosta.

  8. Engraçado o Paulo Freire ser considerado o patrono da educação brasileira quando, na realidade, seus métodos de ensino não são aplicados hoje. Pelo contrário, a educação que ele tanto criticava ainda está do mesmo (teoricamente falando) jeito. Se alguém aqui realmente chegou a ler “Pedagogia Do Oprimido”, deveria saber disso.

  9. Tenho certeza que ninguém leu paulo freire aqui, inclusive o autor do texto. Gostei desse blog, mas não posso concordar com tudo que tem aqui. Se o método Paulo Freire fosse realmente utilizado, seria ótimo. Mas trata-se praticamente de uma utopia. Esse lance de patrono é só fachada. Pra agradar a esquerda. Paulo Freire nunca foi usado a nível universal. A ideia do “diálogo” e do “círculo de cultura” são extremamente importantes para a educação, independentemente do teor ser esquerdista ou não. Acho que o autor do texto foi infeliz no comentário.

    1. Ainda bem que Paulo Freire nunca foi usado ou estaríamos nos matando um ao outro em prol de uma merda de revolução de merda. Paulo Freire é um lixo e quem o defende deveria ser chicoteado em praça pública e surrado com um livro de verdade.

    2. @Pedro Neto, Pensei que estive lendo outro site, sabia. O texto me pareceu algo escrito por um religioso, já que acusa de forma doutrinária algo que demonstra desconhecer.
      Ninguém é obrigado a concordar com as teorias de Paulo Freire, mas para se discordar é preciso mais que um texto onde só se vê conhecimento de senso comum.
      Parece que estou lendo textos de Silas Malafaia. Mais uma vez, desculpe a comparação, mas se eu quisesse engolir doutrinas e repetição de ódios desmedidos e pautados em achismo e ausência de investigação teórica, permaneceria cristão.

      1. Senso comum? Senso comum de que? Que Paulo freire não é nada? Isso não é senso comum, é experiência sentida por qualquer professor de verdade, enquanto vc fica com falácias de professores de stanford que não dão aula no Brasil. Vai pra debaixo da coberta, Pollyana, aqui estamos falando sobre ensino e não sobre a merda que são suas pseudo teorias educacionais que nunca funcionaram. pergunte a qualquer professor e não à outros pedagogos que nem vc.

  10. Puxa André, estou impressionado com o embasamento teórico da tua argumentaçãoo. Estranho eh que nesse mesmo blog tem comentário sobre falácias as homine, mas parece que não foi assimilado. Eu gostava do teu blog até agora. Essa tua resposta me decepcionou. Abraço.

    1. @Pedro Neto, Por inúmeras vezes já vi os autores deste blog debochando das respostas vazias e sem argumentação de cristãos, com aquelas citações de versículos e tudo mais, o que acho até interessante. Mas, sinceramente, chamar de “Pollyanas” aos que usam de respeito e argumentos para questionarem a falta de argumentação teórica de um escrito demonstra um comportamento não muito apreciável.
      Vejo aqui uma contradição imensa: um blog que preza pela ciência e evidências para desbancar o pensamento ignorante de verdades absolutas apresentar posturas sem tais padrões e se manifestar de forma religiosa no embate das ideias.
      Decepcionado…
      E espero que o autor não venha com mais ofensas. Seria mais interessante e menos religioso se viesse com argumentos mais sólidos, dados de pesquisas e coisas do tipo.

      1. Por inúmeras vezes já vi os autores deste blog debochando das respostas vazias e sem argumentação de cristãos, com aquelas citações de versículos e tudo mais, o que acho até interessante. Mas, sinceramente, chamar de “Pollyanas” aos que usam de respeito e argumentos para questionarem a falta de argumentação teórica de um escrito demonstra um comportamento não muito apreciável.

        Desculpe, camarada Pollyana, mas não respeito nenhum de vcs, que nunca colocaram as patinhas numa sala de aula.

        Vejo aqui uma contradição imensa: um blog que preza pela ciência e evidências para desbancar o pensamento ignorante de verdades absolutas apresentar posturas sem tais padrões e se manifestar de forma religiosa no embate das ideias.

        Eu prezo a Ciência, não luta armada. Seu Paulinho defendia não a Ciência e sim revoluções e besteiras comunistinhas de butique, camarada Pollyana.

        Decepcionado…

        Então, pq criou conta pra comentar? Eu não frequento sites de Pollys.

        E espero que o autor não venha com mais ofensas.

        Só se merecer, camarada Pollyana.

        Seria mais interessante e menos religioso se viesse com argumentos mais sólidos, dados de pesquisas e coisas do tipo.

        Pesquisas? Eu leciono TODOS os dias. Eu SEI do que falço. Vc mal deve ter saído da facurdadezinha de (perdoem a má palavra) Pedagogia. Eu sempre me lembro do padre Meslier ao pensar em pedagogos e psicólogos.

  11. Desculpe a comparação, mas os comentários aqui postos parecem com o de pessoas religiosas que acusam e pronunciam juízo de valor sem analisarem os fatos.
    Ainda que não se concorde com as propostas educacionais de Paulo Freire, há de se reconhecer seu legado, que é mundial. Até hoje, por toda a Europa (Suíça, Alemanha, Itália, Portugal, que me lembro), a obra de Freire é amplamente difundida e discutida por inúmeras universidades.
    Paulo Freire escreveu dezenas de livros e, para os desavisados, pisou sim em sala de aula, utilizando-se de “palavras geradoras” como algo verdadeiramente eficiente para alfabetizar jovens e adultos. sem contar de suas inúmeras experiências como educador no exílio, levando nações inteiras a admirarem seu pensamento.
    Este texto aqui posto, mais com bravatas e afirmações sem fundamentação teórica ou evidências (e este não é um site que preza pela validação científica?) me lembra muito um Manhatan Connection, na GN, onde Diogo Mainardi fez a afirmação, diante de um professor brasileiro que ganhou um prêmio pelo desenvolvimento de práticas educativas na Universidade de Stanford, de que “Paulo Freire deveria morrer na educação”. O professor, um acadêmico de respeito reconhecido por Stanford, diante de tal disparate, disse que “matar Paulo Freire na educação seria o mesmo que matar Adam Smith ou Keynes na economia.”
    Usar de argumentos com puro “achismo” é quase um pensamento religioso, meus caros, principalemente quando se põe lado a lado Chalita e Freire. O autor deste texto demonstra ser muito amador no quesito educação /pedagogia.
    E por que a educação no Brasil é tão ruim? Ora, de fato, o legado de Freire nunca foi amplamente posto em prática. Sua teoria é muito mais que a quase auto-ajuda na psicologia infantil de Chalita. É uma visão que, de forma bastante densa (diferente do tom etéreo deste texto de argumentos rasos), se comunica com as teorias de outros grandes educadores/pedagogos/psicólogos, tais quais Piaget, Vygostsky, Emilia Ferrero, tendo somente uma abordagem diferenciada.

    1. Desculpe a comparação, mas os comentários aqui postos parecem com o de pessoas religiosas que acusam e pronunciam juízo de valor sem analisarem os fatos.

      E quem defende as besteiras paulofreireanas não, né? Pedagogo detected.

      Ainda que não se concorde com as propostas educacionais de Paulo Freire, há de se reconhecer seu legado, que é mundial. Até hoje, por toda a Europa (Suíça, Alemanha, Itália, Portugal, que me lembro), a obra de Freire é amplamente difundida e discutida por inúmeras universidades.

      Apelo à multidão. Apelo ao número.

      Paulo Freire escreveu dezenas de livros e, para os desavisados, pisou sim em sala de aula, utilizando-se de “palavras geradoras” como algo verdadeiramente eficiente para alfabetizar jovens e adultos.

      Eu dei aula em estadualzão e em universidade. Paulinho deu aula em favela? eu já. Paulinho melhorou a educação em que mesmo?

      sem contar de suas inúmeras experiências como educador no exílio, levando nações inteiras a admirarem seu pensamento.

      Apelo à misericórdia.

      Este texto aqui posto, mais com bravatas e afirmações sem fundamentação teórica ou evidências (e este não é um site que preza pela validação científica?) me lembra muito um Manhatan Connection, na GN, onde Diogo Mainardi fez a afirmação, diante de um professor brasileiro que ganhou um prêmio pelo desenvolvimento de práticas educativas na Universidade de Stanford, de que “Paulo Freire deveria morrer na educação”.

      O “professor” deu aula no Brasil? Em Stanford qq um dá aula. Quero ver dar aula em favela com aluno entrando armado.

      O professor, um acadêmico de respeito reconhecido por Stanford, diante de tal disparate, disse que “matar Paulo Freire na educação seria o mesmo que matar Adam Smith ou Keynes na economia.”

      Adam Smith foi superado por John Nash, caso não saiba.

      Usar de argumentos com puro “achismo” é quase um pensamento religioso, meus caros, principalemente quando se põe lado a lado Chalita e Freire.

      Por isso o ensino público de São Paulo é o melhor do mundo, certo?

      O autor deste texto demonstra ser muito amador no quesito educação /pedagogia.

      Verdade. Não entendo nada de pedagogia. entendo de ENSINAR, coisa que a ralé da qual pedagogos fazem parte jamais saberá o que significa.

      E por que a educação no Brasil é tão ruim? Ora, de fato, o legado de Freire nunca foi amplamente posto em prática. Sua teoria é muito mais que a quase auto-ajuda na psicologia infantil de Chalita.

      Esquerdistinha reconhecido. HoHoHo. Frutos podres da mesma árvore

      É uma visão que, de forma bastante densa (diferente do tom etéreo deste texto de argumentos rasos), se comunica com as teorias de outros grandes educadores/pedagogos/psicólogos, tais quais Piaget, Vygostsky, Emilia Ferrero, tendo somente uma abordagem diferenciada.

      Piaget fez experimentos com seus filhos e nada tem a ver com ensino. Duh! Em termos de metodologia científica, Popper e Khun riem de Piaget.

      1. @André, Não tenho estômago para a tamanha fé do autor.
        Dizer que Piaget nada tem a ver com ensino já demonstra a falta da pesquisa quanto ao tema.
        Desculpe, André, mas você esconde seu desconhecimento atrás de seu humor ácido e deselegância, nada mais. Evidências, dados, contestações sólidas sobre sua tese: onde estão? Você abraça o senso comum como um crente abraça a bíblia, e tenta fazer piada com isto, o que é trágico. Ateus religiosos, não há nada mais incoerente.
        Pareço estar discutindo com o Malafaia: você não conhece Paulo Freire, sua obra ou seu legado.

        1. ão tenho estômago para a tamanha fé do autor.

          Não implorei para vc fazer cadastro e soltar seus dejetos mentais aqui.

          Dizer que Piaget nada tem a ver com ensino já demonstra a falta da pesquisa quanto ao tema.

          ,b>Piaget deu aula em qual colégio?

          Desculpe, André, mas você esconde seu desconhecimento atrás de seu humor ácido e deselegância, nada mais.

          Pois é. eu estava ocupado dando aula, camarada Pollyana.

          Evidências, dados, contestações sólidas sobre sua tese: onde estão?

          A péssima situação escolar atual, oriunda depois que seu Paulinmho foi tido como maravilhoso, sendo que na década de 60 o Ensino público era excelente.

          Você abraça o senso comum como um crente abraça a bíblia, e tenta fazer piada com isto, o que é trágico. Ateus religiosos, não há nada mais incoerente.

          Isso não faz seu paulinho mais útil que uma tartaruga manca no cenário educacional. Aliás, prefiro a tartaruga manca, camarada Pollyana.

          Pareço estar discutindo com o Malafaia: você não conhece Paulo Freire, sua obra ou seu legado.

          Conheço sim: um governo que precisa de assistencialismos, ENEM (onde ninguém zera a prova e todo ano é fraudado, cotas, PROUNI, aprovações automáticas etc, a fim de tentar mascarar a péssima situação do ensino. enquanto isso, na China…

          1. @André, Sabe, pessoal. Não dá para discutir com quem se recusa a apresentar uma tese sem embasamento teórico. Senso comum, ódio dissimulado e nada mais: é disto que estou falando sobre este texto.
            Será que este senhor que alega ser professor não tem algo melhor a oferecer. Tem decaído o debate por aqui…
            Este blog já viveu dias melhores, já que cobrar uma crítica decente e que vá além de um monte de críticas pautadas no senso comum faz com que o autor tenha um faniquito.

          2. @edward_campanario,
            Não dá para discutir com quem se recusa a apresentar uma tese sem embasamento teórico
            “Embasamento Teórico”.
            Sem mais perguntas, meretíssimo.

  12. André, além do Içami Tiba, conhece algum outro autor ou onde consigo encontrar alguma literatura científica que rebata Paulo Freire e as baboseiras pseudocientíficas sobre didática e afins ensinadas nas faculdades? Algo que fale sobre uma verdadeira boa proposta educacional? Adoraria mostrar para certos professores.

    1. Um que eu conheço que sempre que podia espinafrava o construtivismo, Piaget, Frenet, Paulo Freire, Vygotsky, Emilia Ferreiro (a versão argentina de saias do Paulo Freire) era o Professor Pierluigi Piazzi (apesar de ser feminista).

  13. André, vc teria algumas recomendações de leitura com uma visão crítica de Paulo Freire mais aprofundada? Há um muro de textos esdrúxulos sem conteúdo o endeusando no Google que não consigo atravessar. Grato!

      1. Vou colocar esse livro na minha lista de livros para ler (depois das Brumas de Avalon e o Fim da infancia).
        Pelo que vejo por ai o PF e como a madre teresa, ninguem tem coragem de criticar e quem critica e visto de lado.

          1. Nunca li nada dele para poder criticar de forma certa, mas já ta agendado rsrsrsr.
            A pagina dele na desciclopédia (que muitas vezes e mais precisa e completa que a própria wikipedia) é muito hilária também.

Deixe uma resposta para Bastard Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s